Convivendo

O que são Tiny Houses?

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

Imagine ter uma casa que você pudesse levar para onde quisesse? Não seria o máximo? Este é o conceito da Tiny House: tentar mostrar que conseguimos viver com menos e em espaços menores. Se a sua casa é grande, claro que isso não se aplica. Mas, com uma Tiny House é possível morar em espaços menores e também de uma forma mais sustentável.

Sabemos que quanto maior a casa, maiores os custos, desde manutenção, despesas em geral. Muitas pessoas estão se envolvendo com o conceito da Tiny House, que é o de consumir menos e ser mais fácil de viajar e ir para outro lugar.

Esse movimento pode ocorrer no Brasil?

No Brasil o movimento Tiny House ainda é pouco conhecido. A maior parte das casas apresenta menos que 40 m² e de longe até lembram uma casa de boneca de tão pequenas que são. Afinal por que precisamos mesmo de uma casa enorme para viver?

Este movimento propõe uma reflexão sobre como é possível não apenas viver com menos e em lugares menores, sem ficar acumulando ao longo de uma vida objetos que precisariam de muitos caminhões para acondicionarem a mudança. Com a Tiny House, não.  O espaço é suficiente para viver e circular livremente pela cidade e até em espaços públicos.

Mesmo com muitas vantagens, a Tiny House no Brasil é uma novidade. Existem empresas que fabricam este tipo de casa. Embora não seja uma tendência aqui, nada impede que futuramente seja mais comum a circulação de Tiny House no país.

A ruptura

Podemos dizer que no país a Tiny House é uma novidade, mas não chega a representar uma ruptura com os velhos padrões que os brasileiros estão acostumados, o de viver em grandes terrenos e com casas enormes onde vivem no máximo 4 pessoas.

É algo cultural porque se criou essa tendência de o brasileiro trabalhar muito para ter uma casa enorme, onde passa poucas horas por dia, mas é algo que ainda pode mudar. As casas de container já são mais conhecidas e também provocaram um certo burburinho quando se começou a falar aqui. De qualquer modo, a Tiny House tem suas vantagens. Os preços ainda não são convidativos, algumas empresas podem cobrar caro para fazer estas casas minúsculas, já que precisam de uma série de adaptações para assim poderem viajar com seu dono.

Vantagens da Tiny House:
  • Moradia mais ecológica;
  • Fácil de levar para qualquer lugar;
  • Custos menores depois de pronta;

Texto escrito por Angélica Fabiane Weise da Equipe Eu Sem Fronteiras.

Imagens: Reprodução

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]