Saúde Integral

Olhe para seus pés e evite doenças cardiovasculares

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

Os pés estão sempre cobertos por meias e fechados em sapatos. Depois do banho raramente as pessoas secam o acúmulo entre os dedos, o que facilita para o acúmulo de fungos, bactérias e peles mortas. Os médicos também não têm o costume de examiná-los. Sendo assim, pode ser considerada uma das partes do corpo menos cuidada. Aí está o erro, prestar atenção nos pés e nos sinais que ele apresenta, pode evitar doenças cardiovasculares.

As doenças circulatórias são dividas nas seguintes categorias: arterial, quando não chega o sangue; venosa, quando o sangue não retorna adequadamente e linfática, que drena a linfa e auxilia o sistema venoso. As doenças venosas consistem na dilatação das veias que acabam formando varizes que provocam inchaços, escurecimento da pele e dores fortes acompanhadas de câimbra.

Já a doença arterial pode ser considerada mais grave. As artérias entupidas impedem a passagem de sangue primeiramente nos dedos e depois avançando para as pernas. Como sintomas, os pêlos são praticamente extintos, os dedos ficam sem cor ou muito escuros, chegando até apresentar feridas. Inicialmente as dores surgem quando a pessoa realiza esforços ou caminha por muito tempo e desaparecem durante o repouso.

Como identificar o problema?

O teste pode ser realizado em casa, basta comprimir o dedão do pé, por no máximo três segundos. Quando soltar a pele estará sem cor e em seguida o sangue volta a aparecer.

Índice tornozelo braquial é o nome dado ao exame para identificar esse problema, por meio de um ultrassom ele mede a pressão de uma artéria do pé e do braço, do mesmo lado do corpo. Se a pressão do tornozelo for menor do que 0,9 se comparada a do braço, um sinal de alerta é detectado.

Doenças arteriais

Entre as mais graves estão Aneurismas, Dilatações das Artérias e Extensões e Obstruções, que podem levar a perda do membro ou parte dele, e até mesmo ao óbito. Excluindo as causas externas, a doença arterial coronária – doença cardíaca mais comum – é a principal causa de morte no Brasil. 70% das pessoas morrem de doenças cardíacas a cada ano.

Fatores de risco
  • Pressão alta.
  • Tabagismo.
  • Má alimentação.
  • Excesso de peso.
  • Sedentarismo.
  • Colesterol alto.
Sinais de alerta
  • Dores e desconforto no peito.
  • Dores nos membros superiores.
  • Suores frios.
  • Cansaço anormal.
  • Náuseas e vômitos.
  • Tonturas e desmaios.
Tratamentos e prevenções
  • Antes de tudo é preciso realizar exames para uso de medicação específica.
  • Controlar e monitorar doenças como diabetes, colesterol alto e hipertensão.
  • Fazer dieta rica em frutas e legumes e pouca gordura.
  • Praticar exercícios físicos.
  • Evitar o tabaco.
  • Tratamentos avançados e procedimentos cirúrgicos.

Texto escrito por Natália Nocelli da Equipe Eu Sem Fronteiras.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]