Saúde Integral

Maconha: fumar todos os dias pode ser muito prejudicial! Entenda

Planta da maconha
Tyson Anderson / 123rf
Escrito por Eu Sem Fronteiras

Alvo de opiniões controversas em todo o mundo, a maconha é uma planta, Cannabis sativa, que, quando ingerida ou inalada, pode provocar efeitos no corpo humano. Ela pode ser utilizada para fins medicinais ou recreativos, por alterar o sistema nervoso durante o tempo de ação. Por causa do efeito entorpecente, é considerada uma droga, cujo uso, em frequência, está atrás apenas de cigarro e de álcool.

Os principais efeitos da maconha no organismo, que podem variar de pessoa para pessoa, são: alteração da percepção de tempo e de espaço, aceleração dos batimentos cardíacos, aumento do apetite, boca seca, olhos vermelhos, confusão mental, pânico, perda da inibição, estimulação de sintomas psicóticos pré-existentes, relaxamento, comprometimento da memória e da capacidade motora e aguçamento dos sentidos.

Em longo prazo, dependendo da frequência do uso da droga, a maconha pode provocar bronquite, alterações cognitivas, câncer de pulmão e acentuação de transtornos mentais já existentes, como ansiedade, esquizofrenia e psicose.

É importante ressaltar que o fato de a maconha ser uma planta não significa que ela pode ser utilizada de forma indiscriminada e sem controle, visto que pode causar danos para determinados organismos, além de dependência em longo prazo. Porém, quando utilizada de forma medicinal, com recomendação e acompanhamento médicos, a maconha pode oferecer benefícios a um indivíduo.

Quando utilizada como tratamento médico, a maconha pode provocar efeito analgésico, controle de espasmos, redução de náusea e de vômito e os efeitos anticonvulsivo e broncodilatador. Tudo isso é possível graças ao THC, tetra-hidrocanabinol, componente da planta que chega ao sistema nervoso central. Com ela, é possível tratar glaucoma e sintomas causados pela quimioterapia, por exemplo.

Benefícios de fumar maconha

Os benefícios de fumar maconha são muitos, mas é preciso lembrar que a substância pode trazer efeitos negativos para o seu corpo. Então, se for inalar o produto, faça isso de forma responsável e consciente, avaliando os efeitos que ele tem no seu organismo. Tendo isso em mente, conheça os benefícios de fumar maconha!

Imagem de um homem fumando um cigarro de maconha
Blaza1980 / Getty Images / Canva

Embora muitas pessoas acreditem que a maconha traz cansaço, a verdade é que ela pode ser utilizada como estimulante, para ter mais energia para atividades que dependem de muito esforço físico. Basta identificar o tipo de maconha que atende esse tipo de demanda para adquirir mais hiperatividade.

Outras variedades de maconha podem ser utilizadas com o objetivo contrário, para deixar o sono melhor e mais profundo. É uma maneira de relaxar depois de um dia estressante ou de garantir que a noite antes de uma rotina cheia será mais tranquila. Mas é preciso achar a variedade certa para esse fim!

Entre os efeitos positivos da maconha que podem se manifestar em muitos usuários estão a alegria e o êxtase. Ela é capaz de afastar o estresse e a tensão, fazendo com que a pessoa esqueça por alguns momentos aquilo que a está preocupando. A anestesia dos sentimentos negativos não será permanente.

Enxaquecas, cólicas menstruais e dores musculares podem ser amenizadas rapidamente com o fumo da maconha. Usando a planta é possível relaxar e diminuir a intensidade de dores crônicas para que a rotina de uma pessoa seja mais prazerosa. Converse com um profissional da saúde sobre essa possibilidade e perceba a diferença!

Como a maconha funciona para estimular o apetite, ela pode ser utilizada por pessoas que não estão sentindo muita fome ou que precisam realizar mais refeições ao longo do dia. É por esse motivo que a planta é utilizada também para combater o enjoo e a náusea, embora não possa ser aproveitada como uma solução duradoura para esse tipo de problema.

Outro benefício de fumar maconha é que ela pode estimular o cérebro de uma pessoa a pensar de maneiras diferentes, sendo um importante auxílio para a criatividade. Então, se você precisar encontrar uma solução inovadora para um problema, fumar maconha é uma atividade que pode despertar essa capacidade.

Malefícios de fumar maconha

Ainda que fumar maconha apresente benefícios, é necessário atentar para os problemas que ela pode trazer para um indivíduo. A seguir, informe-se sobre isso e entenda que é importante observar a reação do seu corpo a qualquer produto, mesmo que ele seja natural.

Pessoa bolando um cigarro com maconha
RAZZAFLUBU / Getty Images / Canva

O uso crônico e regular da maconha em excesso pode causar problemas como irritabilidade, dor de cabeça, dificuldades de aprendizado, comprometimento da capacidade de memorizar algo, redução da coordenação motora, apatia e alteração da capacidade visual.

Porém até mesmo o uso ocasional da substância pode trazer consequências muito negativas para os usuários. Uma delas é que a perda da noção de tempo e de espaço, principalmente, pode colocar uma pessoa em perigo, já que ela será incapaz de identificar situações de risco, como uma rua movimentada.

Outro malefício de fumar maconha é que uma pessoa que já apresenta transtornos psicológicos, como ansiedade, pode se tornar paranoica rapidamente depois de ingerir a substância, que fará com que ela interaja com o mundo de uma maneira diferente da que está acostumada.

Um malefício ainda mais evidente do uso recreativo da maconha, quando não é recomendado por um profissional da saúde, é que, por essa droga ser ilegal no Brasil, um usuário pode ser prejudicado por estar portando maconha, sobretudo se ele for negro.

Como a população negra é marginalizada e alvo de racismo no Brasil, qualquer motivo serve para prender uma pessoa que tem essa cor de pele. Ainda que não haja pena de prisão para uso pessoal de maconha, muitas dessas pessoas são enquadradas como traficantes, e não como usuárias, mesmo quando a quantidade de droga é pequena.

Dados da Agência Pública de 2017 mostraram que 71% dos negros foram condenados por tráfico de drogas ao portar, em média, 145 gramas de maconha. Em oposição a isso, 64% dos brancos que foram condenados pelo mesmo crime carregavam em média 1,14 quilo de maconha.

Sendo assim, a maconha pode trazer benefícios e malefícios, mas é importante prestar atenção em como o seu corpo reage a ela e na forma como a sociedade vai te tratar se a droga estiver em sua posse, de acordo com a sua etnia.

Maconha e espiritualidade

Além dos usos recreativo e medicinal da maconha, a planta tem outra utilidade de similar importância: o desenvolvimento da espiritualidade. Pelo fumo da planta uma pessoa pode se tornar capaz de ampliar sua consciência e de participar do processo meditativo de forma mais intensa.

Imagem de um pé de Cannabis
AlenaPaulus / Getty Images Signature / Canva

A primeira maneira de estimular a própria espiritualidade com a maconha é utilizá-la durante a meditação. Acredita-se que a planta tem o poder de trazer para a superfície todo o conhecimento que está armazenado no inconsciente de uma pessoa, principalmente questões de vidas passadas que não são de conhecimento do indivíduo.

Ao utilizar a maconha de forma meditativa e focada, tendo em mente o que se deseja alcançar com ela, é possível aproveitar a capacidade amplificadora da planta, que surtirá um efeito de iluminação para os nossos pensamentos. Assim, além de estimular suas ideias mais profundas, ainda será possível abrir o seu coração para os ensinamentos que a vida pode oferecer.

A maconha também é uma aliada da espiritualidade no aspecto físico de um indivíduo. Tendo lançado luz sobre as ideias e os sentimentos de alguém, a droga tem a capacidade de relaxar o corpo e de libertar o indivíduo das tensões que o estão aprisionando e impedindo que ele se desenvolva plenamente.

Para realizar o uso espiritual da maconha, é possível fumá-la e permanecer de olhos fechados, realizando uma respiração tranquila e pausada. A pessoa deve imaginar o ar percorrendo todo o corpo, visualizando que esse processo a está curando e a abrindo para novas perspectivas sobre a vida. Não há uma dosagem exata para a realização desse processo, e é por isso que é importante prestar atenção no seu corpo.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]