Nutrição Saúde Integral

Pense duas vezes antes de consumir estes alimentos

61686444 - fresh chia pudding desserts with blueberry topping and mint
Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras
Vivemos uma época na qual até a alimentação passa por períodos de “tendências”. Recentemente, as superfoods entraram na roda e passaram a ser extremamente consumidas, principalmente por quem busca uma vida mais saudável. Entre estes alimentos estão a Goji Berry, o Mirtilo, a Amêndoa, o Açaí e a Chia. No entanto, nem todos valem o custo-benefício quando colocados na balança. Todos exigem uma orientação adequada e não a ingestão descontrolada que observamos diariamente, principalmente quando pensamos nas “musas fitness”, que costumam dar dicas sem o conhecimento nutricional. Além disso, o custo costuma ser alto, já que esses itens não estão incluídos na dieta básica do brasileiro.

Goji Berry

Essa fruta tem sua origem na China, mais especificadamente no Tibete e passou a ser conhecida pelos ocidentais a pouco tempo, mas já era consumida pelos orientas há milhares de anos.

A medicina chinesa recomenda o consumo da fruta para o fortalecimento do sistema imunológico, já que a pequena fruta possui uma taxa alta de vitamina C. A dose equivale a de outras frutas cítricas, como o limão, a laranja e a acerola, que são mais comuns nos mercados brasileiros. Já a propriedade antioxidante da zeaxantina que beneficia a visão, pode ser encontrada também no espinafre, no repolho e nos pimentões vermelhos, opções muito mais baratas e comuns.

Amêndoa

A amêndoa é um dos mais famosos alimentos superpoderosos e possui muitos benefícios para a saúde. Ela fornece proteína, fibras, vitamina E, magnésio e, sobretudo, fósforo que auxilia em um melhor funcionamento de cérebro. Além disso, pode ser utilizada de diversas formas, como farinha, manteiga e principalmente em forma de leite, auxiliando no controle do colesterol.

No entanto, o consumo deve ser feito com cuidado. A Amêndoa é muito calórica, podendo até causar problemas gastrointestinais se consumida em excesso.

Mirtilo

Também conhecido como Blueberry, o Mirtilo é rico em componentes com ação antioxidante, como antocianinas, que protegem a saúde do coração. No entanto, essa ação não é tão poderosa quanto, por exemplo, a da amora, da uva roxa, da romã e da berinjela, alimentos comuns e mais baratos.

Mas o Mirtilo também possui quantidades consideráveis de vitaminas A e B, que ajudam a combater os radicais livres, melhoram a circulação, tem ação anti-inflamatória e favorecem a saúde dos olhos. Apesar desses benefícios, a fruta é escassa no mercado brasileiro, que está apenas começando a conhecê-la, fazendo com que o seu valor seja elevado.

Açaí

Talvez uma das frutas mais populares no Brasil, o Açaí também possui uma boa quantidade de antioxidantes, além de conter proteínas, fibras, gorduras boas, vitaminas e minerais. Parece o alimento perfeito, não é? No entanto, assim como a Amêndoa, o Açaí é muito calórico e essa taxa aumenta ainda mais quando se adiciona granola e outros carboidratos no consumo. O ideal é ingeri-lo batido com água ou com uma fruta menos calórica, como o morango.

Chia

Esta semente tem uma ação importante no combate das inflamações do organismo, isso porque possui ômega-3 em taxas superiores ao salmão. No entanto, boa parte das pessoas não a consomem da maneira correta: o ideal é triturar a semente na hora de comer, assim pode-se aproveitar ao máximo os ácidos graxos que a Chia possui.

Não importa qual alimento você pretende ingerir, não entre na onda das tendências alimentares sem conhecer de verdade as suas funções reais. Busque sempre a orientação de um nutricionista e saiba incluir aquilo que é realmente importante para a sua saúde.


Texto escrito por Gabrielle Carreira da Equipe Eu Sem Fronteiras.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]