Convivendo

Por que as eleições atuais não representaram muitos brasileiros?

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

A política tem se tornado um tema polêmico no país e também em outros países. Talvez nunca se tenha se discutido tanto sobre política, mas infelizmente falta embasamento. Por isso o tema gera discussões violentas, perda de amigos, entre outras situações desagradáveis.

O fato é que as eleições municipais ocorridas recentemente mostram bem o que queremos falar deste tema importante: o número de votos nulos, brancos e abstenções foi de 32,5% do eleitorado do país. É muita coisa. Isso quer dizer que grande parte dos brasileiros não se sentiu representada por nenhum candidato. 

O buraco é mais fundo

Políticos, partidos e governo têm sido visto pelos brasileiros como corruptos e também não é para menos. A corrupção no país atingiu um número que quase se torna imensurável e tentar mudar esse cenário também não é tão simples assim.

Existem leis e regras que estão aí há anos e que precisam ser reformuladas. Por mais que nas veias de muitas pessoas que foram protestar nas ruas exista um chamado de mudança, ainda acabamos elegendo políticos corruptos, que não deveriam ser eleitos. Mas como mudar? O voto é obrigatório? As promessas de mudança continuam as mesmas?

É preciso uma reformulação da Constituição vigente. Você pode até conhecer alguém que entenda de política, correto, mas que provavelmente na prática não terá força alguma para se eleger. Voltando, basta ler a postagem que linkei acima para compreender como isso funciona.

A reforma não precisa ser radical. Chega a ser piada os candidatos a vereadores e até deputados que sequer sabem o que é política… Quem sabe, num futuro tão próximo, seja preciso ter um curso, uma formação/estudo para quem quer se candidatar?

No momento atual, o país está em crise econômica, dividido, exigindo muito mais que reforma. O momento exige investimento na educação, para que mais cidadãos conscientes se formam. Mas não é só esse o caminho. É preciso união, reforma de leis e, assim, o país passará por grandes transformações, positivas ou negativas. E pra isso, meu amigo, precisamos de esperança, precisamos evitar gritos de que tudo está perdido, de que a culpa é do outro. Isso é muito fácil, não é mesmo?

Comece por você e esqueça que os políticos estão roubando. De quem você rouba tempo? Em quem você coloca a culpa do fracasso de sua vida? Em quem você coloca a culpa da tristeza? Quem você ainda continua julgando? Reflita.

O que você está fazendo de diferente e consciente no seu dia a dia? O quê? Comece por você, esqueça os outros e pare de colocar a culpa no governo. Acredito numa transformação, mas ela sempre começa na gente, não no outro.


Texto escrito por Angélica Fabiane Weise da Equipe Eu Sem Fronteiras

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]