Convivendo

Por que os animais são extintos?

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras
Classifica-se como animais extintos aquelas espécies que não existem mais ou vivem em cativeiro sob cuidados especiais com o intuito de prolongar sua existência aqui na Terra. Ao passo que os anos avançam é muito comum e natural que isso aconteça. Só de pensar que neste mesmo solo existiram animais gigantescos como os dinossauros, já dá para imaginar a grandeza que a natureza tem em toda a sua diversidade.

Mudanças climáticas no solo, na atmosfera, entre outros fatores que englobam dados históricos e geográficos são alguns dos motivos para que essa destruição aconteça. No entanto, é notório e comprovado que parte das causas que contribuem com o sumiço dos animais vem de mãos humanas, e mãos pesadas se citarmos os casos de tráfico animal que acontecem fortemente em algumas regiões brasileiras, onde há mais facilidade de se encontrar certos tipos de aves e espécies exóticas. Existe ainda a questão da poluição, da seca e da devastação em massa de habitats naturais, que fazem do homem um dos grandes vilões deste cenário.

A União Internacional para a Conservação da Natureza e dos Recursos Naturais, organização responsável pelo levantamento de um inventário chamado Lista Vermelha (Red List), faz a atualização de como anda a conservação de animais, plantas, fungos e protozoários em todo o mundo, e a utiliza como um meio de encontrar soluções para que a situação de dizimação das espécies não aconteça tão ferozmente. Entre dois e dez anos (prazo compreendido por eles como o adequado) a União faz esses apontamentos com base em dados e pesquisas realizadas por especialistas, divulgando então os nomes dos possíveis extintos.

A dimensão deste problema não limita a raça humana em auxiliar o meio ambiente fazendo pequenas ações capazes de interferir positivamente nos resultados de extinção que vem ocorrendo nestes últimos anos.

A preservação dos habitats dos animais pode se dar pelo simples fato de respeitar o espaço dos animais sem degradação, sem sujeira e ignorância. Se vai fazer uma trilha, conhecer um parque ecológico ou fazer um simples piquenique com os amigos, tenha consciência de que este local habita centenas de animais, insetos, fungos, plantas e que todos necessitam um dos outros. A coleta do lixo é muito importante.

Esta causa é de todos nós, portanto, é preciso mais atividade e consciência de que não habitamos sozinhos este lugar.
Algumas medidas a serem tomadas por autoridades e organizações que debatem as causas ecológicas incluem a criação de reservas e parques para que mais espécies possam sobreviver, o combate ferrenho contra o tráfico ilegal e a caça (pratica muito comum entre as regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste); o desmatamento da Amazônia e Mata Atlântica que põe em cheque a falta de recursos naturais, a saúde do meio ambiente e o equilíbrio ecológico do planeta; as queimadas que agridem o efeito estufa; dentre milhares de pontos a serem discutidos para que este quadro se reverta.

É necessário preservar a natureza para que o ser humano também não seja extinto tão depressa.


Escrito por Juliana Alves de Souza da equipe Eu Sem Fronteiras

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]