Convivendo

Depressão nos animais, como lidar?

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

Os animais de estimação muitas vezes parecem que têm comportamentos mais humanos do que de animais. Além de instintos, eles também têm emoções. Por mais que as emoções sejam algo associado aos seres humanos, os animais também têm sentimentos e, por isso, você deve ficar atento ao comportamento do seu pet.

De todos os animais, do que mais conseguimos captar essas emoções é aquele com o que mais temos contato no dia a dia: o cachorro. O animal de estimação mais comum de se ter em casa também é o que mais se apega ao dono, ao ambiente em que vive e também aos outros animais que vivem com ele. Por isso, qualquer alteração repentina na rotina pode afetar os sentimentos dos caninos.

Normalmente, alguns comportamentos são indícios de que o seu cão pode não estar se sentindo muito bem e até mesmo estar com depressão. Se ele estiver destruindo muitos objetos da casa fora do que é normal, está com muitas coceiras, se lambe muito, está com vômitos, demonstra estresse acima do normal com as visitas e fica até mesmo agressivo, todos esses comportamentos podem ser sinais de que ele esteja deprimido.

Nesses casos, o primeiro passo é levar a um veterinário para ver se ele não está com nenhuma doença física. Caso ele não esteja, pode ser um problema emocional mesmo. Uma causa comum que resulta nessa depressão canina é quando o animal perde algum companheiro que vivia com ele. Seja um dono ou um outro animal que vivia na mesma casa. Outra causa que acontece é quando o animal já é velho e está acostumado a ser o único animal de estimação em casa e então um novo bicho começa a fazer parte do ambiente.

Existem veterinários especializados nesses tipos de caso. Alguns deles têm conhecimento em neurologia animal e podem indicar qual o tratamento adequado para o seu cão. Além disso, todo carinho e cuidado com o seu bicho devem sempre ser bons. Seja atencioso e tenha paciência com ele. Se para os humanos é difícil ficar com as emoções desequilibradas, com os animais também é, e eles também precisam de todo o amor e carinho que o dono pode dar para eles.


  • Texto escrito por Ricardo Sturk da Equipe Eu Sem Fronteiras.

Sua opinião é bem-vinda, sempre que colocada com a educação e o respeito que todos merecem. Os comentários deixados neste artigo são de exclusiva responsabilidade de seus autores e não representam a opinião deste site.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]