Maternidade Consciente Nutrição

Qual é a lancheira ideal para o seu filho?

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

A preocupação da grande maioria dos pais é quanto a alimentação dos filhos. Mas como fazer com que eles se alimentem bem longe dos nossos olhos? Nas escolas, há uma variedade de doces, refrigerantes e diversos outros tipos de alimentos infestados com açúcares e, na hora da fome, crianças e adolescentes podem acabar optando por chocolate, batatinhas fritas ou biscoitos recheados.

Segundo psicólogos e nutricionistas, a base da alimentação de cada criança ou adolescente se relaciona diretamente com a base familiar e com o ambiente em que vive. Se a criança está acostumada a comer hambúrguer, doces ou pizza em casa, pode fazer a mesma escolha também na escola. Por isso, uma boa dica é conversar com ela sobre o que gosta e elaborar juntos um cardápio mais equilibrado.

O ideal é evitar consumir diariamente alimentos com grande teor de açúcar, sódio e gorduras, como, por exemplo, achocolatados prontos, doces, chocolates, sucos prontos, refrigerantes, salgadinhos e biscoitos, em especial os recheados. Também deve-se evitar a utilização de alimentos perecíveis, como creme de leite ou maionese.

Devemos dar preferência para alimentos que contenham carboidratos, como cereais, biscoitos de aveia e pães, melhor ainda se a versão for integral. Além disso, deve-se adicionar um pouco de proteína, como, por exemplo, o leite. Outra dica é incluir na lancheira do seu filho alimentos que sejam ricos em minerais, vitaminas e fibras, como os sucos naturais e as frutas frescas.

Vale ressaltar ainda que é de grande importância que a lancheira utilizada para armazenamento desses alimentos deva suportar a temperatura e o tempo para que eles continuem nutritivos e seguros até o momento do consumo.

A lancheira deve ser ainda lavável e resistente. O ideal é higienizá-la com auxílio de álcool, todos os dias, assim que a criança chegar da escola. Também é essencial lavá-la, com água e sabão, pelo menos uma vez na semana.

Converse com os seus filhos sobre os hábitos de higiene adequado e oriente-os quanto à higienização das mãos e a evitar direto contato do chão com a lancheira.

O ideal são as lancheiras térmicas, mas, se não tiver uma em casa, vale também utilizar os recipientes térmicos. O leite e o suco, por exemplo, devem ser enviados em garrafas térmicas. Já os lanches podem ser embrulhados em papel-alumínio ou filme e depois armazenados em potes de plástico.

As frutas que devem ser escolhidas são aquelas que não escurecem e que podem ser fatiadas em pedaços, como a melancia e o mamão. Para estimular aqueles que não são muito fãs desse tipo de alimento, invista em uma salada de frutas com muita cor. Mas nunca se esqueça de colocar um talher na lancheira.

Uma boa dica para que os pequenos não enjoem dos lanches é sempre alternar o tipo de pão utilizado. Ofereça torradas, pão integral, pão de forma comum, bisnaga, bolos simples, pão sírio ou pão de leite feitos em casa.


Texto escrito por Flávia Faria da Equipe Eu Sem Fronteiras.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]