Autoconhecimento Psicologia

Seja quem você é agora

Uma das coisas mais importantes que podemos fazer por nós mesmos é nos aceitar exatamente como somos nesse momento.

A busca por ser diferente, por diminuir os nossos defeitos, para sermos pessoas melhores só nos faz ficar mais aprisionados pela mente, pelos padrões mentais e condicionamentos que possuímos. Ao acreditar que temos que mudar, entramos em um movimento de esforço cujo objetivo é atingir uma perfeição que só existe para a mente.

Quando nos aceitamos e somos verdadeiros, nos livramos dessa busca pela perfeição, e a vida começa a fluir com mais leveza.

Tudo o que está fora de nós são apenas espelhos, as pessoas, as coisas e as situações. Nada é bom ou ruim, tudo é como é e se está ali na nossa frente é para nos mostrar algum aspecto de nós mesmos que está inconsciente e trazê-lo para a consciência.

A nossa função é apenas observar esse aspecto sem reagir, você observa e diz “Ah, agora entendo porque eu reagia dessa forma” e só. Tudo, todas as situações aparecem na nossa vida para que possamos perceber que somos Consciência e para desmantelar os nossos padrões mentais.

Vejo muitas vezes que as pessoas acabam confundindo a busca espiritual, acreditando que precisam se livrar das energias ruins e das pessoas que as fazem mal, quando pensamos dessa forma estamos perdendo grandes oportunidades de aprendizado. Nós aprendemos que somos a nossa mente e o nosso corpo e lutamos para preservar isso, impondo restrições e fazendo julgamentos, nada disso é errado, é apenas um processo de aprendizado, mas dessa forma a vida não pode fluir… Se impomos restrições para a vida e para nós mesmos estamos perdendo a chance de ver o que a vida pode nos mostrar sobre nós mesmos!

Tudo passa, a natureza desse mundo é a impermanência, mas a nossa mente está programada para buscar a permanência indo contra a natureza.

A única coisa permanente é a Consciência, que é quem verdadeiramente somos.

Não lute contra a sua mente, contra as situações e as pessoas que aparecem na sua frente, nem contra você mesmo! Pode acreditar que a vida sabe mais do que você acredita que sabe e tudo é exatamente perfeito e do jeito que tem que ser para que todos nós voltemos para a casa, a casa que está dentro de nós, a nossa luz, a nossa Consciência!

Namastê!

Muita Paz, Luz, Amor e Alegria para todos vocês!

Sobre o autor

Juliana Izabel Polydoro

Juliana Izabel Polydoro

Juliana Izabel Polydoro, psicóloga com mestrado em Psicologia da Saúde.

Sempre dançarina, fez o Caminho de Santiago de Compostela três vezes e viaja pelo mundo em busca da resposta para a pergunta "Quem Sou Eu?".

Possui dois blogs, um de poesia, Jornada da Alma, e outro sobre as suas descobertas durante as viagens e peregrinações chamado Peregrinando – Uma Viagem pelo Caminho Interior.