Convivendo Jardinagem Sustentabilidade

Sua planta está doente?

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras
Você compra uma planta e investe no melhor vaso, em um adubo de qualidade e promete oferecer e dedicar todo o seu tempo a essa nova vida em sua casa. Tudo está saindo como o planejado: sua planta está linda, verdinha e, quem sabe, até dando umas folhas ou flores novas mas, do nada, ela perde toda a vitalidade.

Muitas pessoas não sabem, mas as plantas, assim como nós, ficam doentes, e é muito importante saber identificar as causas e sintomas para tratá-las corretamente. Geralmente as bactérias, fungos ou vírus podem atacá-las.

Mas calma, é possível cultivar as suas plantas, mesmo se você não for um especialista no assunto. Separamos algumas dicas e possíveis fatores que causam danos e podem matar sua planta. Confira:

PRAGAS

Os sinais: Insetos como lagartos, formigas, pulgões e cochonilhas.

Cuidados: Remova os insetos e borrife óleo de neem em sua planta, de acordo com as instruções do produto.

FALTA DE LUZ

Os sinais: Folhas amolecidas e/ou desbotadas.

Cuidados: Mude sua planta de lugar e coloque-a na exposição solar de acordo com sua espécie.

EXCESSO DE LUZ

Os sinais: Folhas enroladas e folhas novas que não se desenvolvem.

Cuidados: Coloque a planta em um local com sombra e pare de usar adubos.

FALTA DE ÁGUA

Os sinais: Folhas murchas ou secas.

Cuidados: Molhe a planta sempre que achar necessário e, principalmente, quando o solo estiver seco.

EXCESSO DE ÁGUA

Os sinais: Folhas amareladas ou murchas.

Cuidados: Melhore a drenagem do vaso e veja qual o melhor modo de regar a planta.

DEFICIÊNCIA DE CÁLCIO

Os sinais: As folhas ficam amareladas, das bordas para o centro. Folhas novas podem nascer necrosadas.

Cuidados: Adube corretamente a sua planta com calcários.

DEFICIÊNCIA DE NITROGÊNIO

Os sinais: Folhas superiores verde-claras e inferiores amareladas.

Cuidados: É necessário adubar a planta com esterco de galinha.

DEFICIÊNCIA DE ZINCO

Os sinais: Folhas menores que o comum, deformadas ou amareladas nas nervuras.

Cuidados: Para que tudo volte ao normal, é preciso adubar a planta com produtos ricos em sulfato de zinco.

DEFICIÊNCIA DE FERRO

Os sinais: Folhas novas esbranquiçadas ou amareladas, com veios verdes.

Cuidados: Use apenas o adubo orgânico para cuidar de sua planta.

DEFICIÊNCIA DE MAGNÉSIO

Os sinais: As folhas podem ficar velhas e amareladas em suas nervuras.

Cuidados: Adube com produtos ricos em sulfato de magnésio e calcários.

DEFICIÊNCIA DE POTÁSSIO

Os sinais: Folhas amareladas e enegrecidas nas bordas.

Cuidados: Adube com produtos ricos em potássio.

EXCESSO DE CALOR

Os sinais: Folhas amareladas que dobram e murcham.

Cuidados: Coloque a planta em um local mais fresco.

FALTA DE ADUBOS

Os sinais: Folhas inferiores ficam amareladas e caem. Novas folhas não se desenvolvem e os caules param de crescer.

Cuidados: Compreenda seu período de crescimento e adube frequentemente.

Tomando alguns cuidados, você pode aumentar a vida de suas plantas e criar um ambiente ainda mais natural em sua casa.


Escrito por Caroline Bespalec da Equipe Eu Sem Fronteiras.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]