Energia em Equilíbrio Yoga

Técnica de respiração que cura doenças de inverno

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

O inverno chegou e com ele infelizmente também chegam as doenças típicas da época: rinite, asma, sinusite, bronquite, gripes e resfriados. Não adianta fugir, com o clima mais frio e úmido e a tendência a nos mantermos em locais fechados, as doenças respiratórias são impiedosas e fazem vítimas a cada dia. Além de remédios, chás e outros cuidados básicos, saiba que a yoga também pode ajudar a curar e ou prevenir estas doenças.

Através de técnicas de respiração, a yoga pode manter o corpo e os condutos energéticos saudáveis, o que nos torna mais resistentes e com uma imunidade mais alta. Para os estudiosos da yoga, a respiração é o alimento mais completo e ao qual nosso corpo não consegue viver sem. Podemos, por exemplo, sobreviver se ficarmos mais de um dia sem bebida e comida, mas poucos minutos sem respirar são fatais. Por isso, foram desenvolvidas diversas formas de respiração e de exercícios que resultam em diferentes finalidades.

A young woman practicing meditation at home

Abaixo, saiba como fazer uma sequência de posturas — retiradas do livro “Guia de Meditação” de Pedro Kupfer — que te ajudará a combater as alergias típicas desta estação do ano. O exercício deve ser feito inspirando-se pelas duas narinas e expirando uma por vez, de forma alternada.

Inicie puxando o ar para dentro dos pulmões de forma suave e profunda. Encha desde o abdômen até a parte alta do tórax. Prenda a respiração dentro de você com o queixo pressionando a parte alta do peito pelo tempo que conseguir sem grande esforço. Simultaneamente a esta ação, contraia o ânus e a uretra ou o períneo. Feche a narina esquerda e expire o ar de forma lenta pela direita.

Na sequência, faça toda a respiração novamente, mas, ao expirar o ar, feche a narina direita e solte lentamente pela esquerda. Repita esta sequência de ações de oito a dez vezes, de ambos os lados.

Quando se sentir seguro na técnica, passe a manter a narina pela qual expira o ar apenas parcialmente fechada. Desta forma, com a passagem de ar reduzida, o controle respiratório aumenta gradativamente e os resultados são cada vez melhores.

Esta prática limpa as vias respiratórias, melhora a digestão, aumenta a força de vontade e de quebra também melhora o sistema nervoso. Experimente!


  • Escrito por Roberta Lopes da Equipe Eu Sem Fronteiras.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]