Ervas e Chás Medicina Natural Saúde Integral

Chás infalíveis para doenças respiratórias

Chá de hortelã sendo despejado de um bule para uma xícara.
Dmytro Kozyrskyi / 123RF
Escrito por Eu Sem Fronteiras

Quando o tempo frio começa a se manifestar e precisamos sair de casa com blusas e casacos, já sabemos o que está por vir: doenças respiratórias. Com o clima frio e seco do inverno, a dificuldade para respirar naturalmente e para manter a imunidade alta se torna um problema para muitas pessoas, principalmente para aquelas que apresentam doenças já existentes.

Embora existam muitos remédios para tratar os sintomas dessas doenças irritantes e incômodas, há também aquelas receitas que podem ser consumidas por qualquer pessoa, a qualquer hora e que aquecem o coração. Os chás são misturas de água fervida com ervas medicinais, que podem provocar diferentes reações positivas nos nossos corpos, de acordo com o problema que queremos tratar.

Chá para asma

Asma é uma doença que promove o estreitamento dos canais que levam o ar até o pulmão, chamados de brônquios, tornando o processo de respirar muito dificultoso. Para tratar essa doença, os chás mais indicados são o de vassourinha-doce e o de uxi-amarelo. Eles promovem a abertura dos brônquios e tornam a respiração mais leve, sendo ideal para as situações em que está sendo difícil inspirar e expirar.

Chá para bronquite

Bronquite é uma inflamação dos canais que levam o ar até o pulmão, os brônquios citados anteriormente, fazendo com que as vias respiratórias acumulem muita secreção. Assim, a pessoa que sofre desse problema poderá ter crises de tosse muito intensas. Os chás de gengibre, de erva-doce e de malva são boas opções para quem quer promover a desinflamação dos brônquios, podendo respirar melhor.

Chá para congestão nasal

A congestão nasal não é uma doença em si, mas o sintoma de uma inflamação nas vias respiratórias. Assim, ela pode fazer com que o nariz de uma pessoa fique entupido, dificultando a passagem de ar para os pulmões. Os chás de hortelã e de menta bem quentes agirão rapidamente para descongestionar o nariz, sendo os mais indicados para esse fim.

Imagem de uma xícara com chá de hortelã
Maya23K / Getty Images Pro / Canva

Chá para rinite

Rinite é uma doença que pode se manifestar de inúmeras maneiras, mas que se classifica principalmente por ser uma inflamação da mucosa nasal. Crises de espirro e cansaço são sintomas dessa doença, que pode ser combatida com chá de hortelã, principalmente. Lembre-se de tomá-lo ainda quente para ter resultados melhores.

Chá para sinusite

Sinusite, assim como a rinite, é uma inflamação da mucosa, mas, nesse caso, é uma inflamação da mucosa da face. Então, além de provocar a sensação de um resfriado ela pode causar dor de cabeça e sensibilidade à luz. O chá de camomila é o mais recomendado para combater os sintomas incômodos dessa doença.

Chá para pulmões congestionados

Os pulmões podem se tornar congestionados a partir de uma gripe que evoluiu para uma pneumonia. O corpo é incapaz de liberar as impurezas absorvidas pelo pulmão e a pessoa que está sofrendo disso pode ter dificuldade para respirar. Os chás de vassourinha-doce e de erva-doce são bons expectorantes, que vão ajudar a liberar essas impurezas.

Imagem de chá de erva-doce
Santje09 / Getty Images / Canva

Chá para pneumonia

Pneumonia é uma doença que se caracteriza pela inflamação aguda dos pulmões, e pode ser decorrente de um resfriado ou de uma gripe que não foram bem tratados. Ela pode ser causada por vírus ou por bactérias, e os chás de eucalipto, alcateia e mel e sabugueiro e cebola são ideais para tratar a dificuldade de respirar decorrente da doença.

Chá para gripe

Gripe é uma doença causada por um vírus que pode causar febre, dores musculares, tosse, congestão nasal e complicações severas para pessoas que integram o grupo de risco da doença. Os chás de capim-limão, gengibre e alho podem ajudar com eficiência a afastar os principais sintomas da doença.

Chá para resfriado

Diferentemente da gripe, o resfriado é uma infecção viral que pode acometer o nariz e a garganta, provocando congestão nasal e tosse. Muitos chás podem ser ingeridos para combater os sintomas da doença, mas os principais são o de gengibre, o de canela e o de sálvia.

Chá para falta de ar

A falta de ar não é uma doença propriamente dita, mas o sintoma de uma doença que precisa ser investigada seriamente. Se você está sentindo falta de ar e não sabe a causa disso, procure auxílio médico. Porém, se é uma falta de ar passageira e você está sentindo um pouco de dificuldade para respirar, experimente o chá de eucalipto.

Imagem de uma xícara com chá de eucalipto
ildipapp / Canva

Chá para melhorar a respiração

Quando o clima de um ambiente fica muito seco ou quando somos expostos ao ar-condicionado com frequência, podemos desenvolver problemas na respiração. É como se o ar se tornasse mais pesado que o normal. Para melhorar o seu ato de respirar, assim, você pode ingerir um chá de tomilho antes que ele esfrie.

Chá para cansaço respiratório

O cansaço respiratório se manifesta quando desempenhamos atividades que exigem muito esforço físico, e acabamos nos esquecendo de controlar a forma como estamos respirando. Depois de subir escadas ou de correr muito, por exemplo, esse problema pode acometê-lo. Os chás de tomilho e de alecrim podem aliviar essa sensação!

Superar as doenças respiratórias que aparecem no inverno não é tão incômodo se tivermos um bom chá quente ao nosso lado. Identifique qual é o seu problema e veja qual erva é a mais indicada para resolvê-lo. Assim, você poderá se libertar do incômodo e se sentir melhor. Se os sintomas persistirem, procure auxílio médico.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para colunistas@eusemfronteiras.com.br