Saúde Integral

Tendo um ataque de pânico? Saiba como se acalmar

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras
E se eu dissesse que existe uma atividade que você pode fazer que realmente é capaz de aliviar até o mais persistente e intenso ataque de pânico? É algo tão intuitivo e simples que você pode ter pensado e se esquecido de tão fácil que seria aliviar aquela dança interna que leva a sua respiração embora da pior maneira. O que a ciência sugere? Não faça nada ou melhor, medite.

Os benefícios da meditação
Nova perspectiva

Quando você volta duas casas na sua cabeça, isso é, quando você fica ruminando seu passado, ou se preocupando com o futuro, você pode mudar sua própria opinião. As chances desta forma são de uma nova perspectiva, mais equilibrada e despreocupada.

Reduz a sua pressão sanguínea

Você tem menos de 48% de chances de ter um ataque do coração se você for adepto da meditação. Meditar é um jeito de se livrar dos seus bloqueios mentais e físicos que sempre o impedem de dar o seu melhor, além disso essa prática também ajuda a garantir um futuro mais saudável.

Ela a torna mais relaxado

Se você perceber que anda fazendo julgamentos apressados que estão
deixando você ansioso, com raiva ou simplesmente agitado, a meditação vai permitir que você dê uma pausa e faça um reflexão antes de pular de cabeça nas emoções negativas. Depois de pensar, você até pode descobrir que elas na verdade não tinham nada a ver com você.

Dicas para meditar
Comece pequeno

Tem apenas 5 minutos? 2 minutos? Tudo bem. Comece usando o tempo que tiver disponível, faça disso uma prática diária, e a pratique toda vez que sentir que vai fazer bem a você.

Crie um espaço conveniente

Seja qual for a postura, como sentar com as pernas cruzadas, ou se movimentar levemente. O importante é encontrar o jeito de meditar mais conveniente para você, mesmo que isso varie um pouco dia a dia.

Entenda seu pensamento de querer fugir

É normal ficar frustrado por aqueles pensamentos que vêm e vão, como “Eu não sirvo para essa coisa de meditação. Estou fazendo errado, não vou durar nisso”. Em vez disso, encare seus pensamentos de forma passageira. Observe como eles entram na sua mente e suavemente descarte-os com um “Eu vou me focar”, e se concentre na sua respiração.

Talvez nas primeiras tentativas você não se saia tão bem ou até tenha dificuldade em se focar. Mas o importante é tentar, se acostumar com as sensações que a meditação traz, aprender a respirar para saber o que fazer quando um ataque tentar tirá-lo do ar, e principalmente usá-la para acalmar sua mente quando você mais precisa.


Escrito por Amanda Magliaro da Equipe Eu Sem Fronteiras

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]