Saúde da Mulher

Conheça os tipos de corrimento que existem

Mulher de vestido vermelho pressionando com as duas mãos a sua região íntima - por cima da roupa.
Tharakorn Arunothai / 123RF
Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

Você já percebeu que na sua calcinha, todos os dias, aparece uma espécie de líquido? Em alguns dias ele é mais espesso, em outros é mais pastoso e há também os momentos em que é pegajoso. Muitas mulheres acreditam que isso não é natural e que representa algum problema de saúde, e é por isso que é importante se aprofundar nesse tema. Para te tranquilizar, o muco cervical é esse líquido que aparece na calcinha, na maioria dos casos.

Há uma série de fluidos que o corpo feminino libera fora do período menstrual, como o muco cervical (que todas liberam diariamente), a lubrificação vaginal (durante os momentos de excitação), o fluido de excitação em si (liberado durante práticas sexuais), a secreção vaginal, também chamada de corrimento (eliminada quando há algum problema no organismo), e o esperma masculino que foi introduzido pelo pênis no dia anterior, no caso de relações sem preservativo.

Isso significa que o líquido que aparece na sua calcinha diariamente, se ele não tem um cheiro forte, uma cor atípica e não está acompanhado de outros sintomas, normalmente não é um problema. O muco cervical é produzido pelo corpo feminino durante todo o ciclo menstrual para facilitar ou para dificultar a chegada do espermatozoide ao óvulo, dependendo do período do mês.

Além disso, o muco cervical protege a sua região íntima contra bactérias e outros micro-organismos que poderiam alterar o ambiente da sua vagina ou provocar doenças. Por outro lado, os corrimentos são um sinal de que há algum problema na sua região íntima, e é preciso aprender a diferenciá-los entre si e compará-los ao muco cervical, para que você se conheça mais e cuide da sua saúde com propriedade!

Muco cervical ou corrimento?

O muco cervical é o líquido saudável e normal que liberamos diariamente. No caso das mulheres que fazem uso da pílula anticoncepcional ou de outros métodos contraceptivos hormonais, as informações a seguir não se aplicam, visto que essas mulheres não ovulam.

Sendo assim, para uma pessoa que não ingere hormônios, o muco cervical apresenta aspectos diferentes ao longo do mês, de acordo com o ciclo menstrual, podendo ter os seguintes aspectos:

1) Após a menstruação

O muco cervical será transparente, em pouca quantidade, e pode apresentar um tom amarelado ou amarronzado, por trazer restos de sangue da menstruação, ainda recente.

Absorvente branco com letras vermelhas escrito "Menstruação isn't dirty".
Gabrielle Rocha Rios / Unsplash

2) Durante o período fértil

Para facilitar a fecundação, o muco cervical terá aparência e consistência de clara de ovo, além de estar presente em grande quantidade. Nesse período, ele favorece a chegada dos espermatozoides ao óvulo, levando ao processo de fecundação.

3) Após o período fértil

O muco cervical se torna espesso e aparece em menor quantidade depois do período fértil, podendo ter um tom amarelado em alguns casos. É nessa fase que o corpo está se protegendo contra organismos que podem causar problemas para a sua saúde.

4) Durante a relação sexual

Ao se envolver sexualmente com uma pessoa, seja homem ou mulher, o corpo feminino produz um muco cervical que promove a lubrificação da vulva, possibilitando a penetração indolor e fácil do pênis, dos dedos ou de objetos esterilizados.

Esses são os tipos de muco cervical que auxiliam o seu corpo e o processo de reprodução. Em alguns períodos do mês, eles podem deixar a calcinha úmida ou molhada, mas é importante que você não use protetores diários para evitar que isso aconteça. Esse acessório pode alterar o ambiente da sua vagina e estimular a proliferação de bactérias, pela umidade acumulada no local.

Mas como saber se o líquido que está aparecendo na calcinha é só muco cervical ou se é algum tipo de corrimento? A seguir, aprenda quais são as aparências, os odores, as cores dos diferentes tipos de corrimento e entenda como diferenciar cada um deles!

1) Corrimento marrom ou com coloração de sangue escuro

Muitas pessoas acreditam que o corrimento marrom ou com coloração de sangue escuro é uma menstruação fora de hora, mas nem sempre esse é o caso. Se você identificou a presença desse líquido na sua calcinha fora do período menstrual, sentiu cólicas e teve sangramentos, é possível que você esteja com o ciclo menstrual desregulado ou que esteja com algum problema no seu útero.

2) Corrimento amarelo com aparência de pus

O corrimento amarelo com aparência de pus é um importante sinal de alerta para o seu organismo. Acompanhado de dor e sangramento ao urinar, esse tipo de corrimento, que não dura muitos dias, é um indicativo de que a mulher pode ter contraído gonorreia. Para excluir essa hipótese ou para tratar a doença adequadamente é preciso procurar auxílio médico.

3) Corrimento esverdeado, acinzentado, com bolhas e com cheiro forte

Um corrimento que apresenta cheiro forte sempre deve ser um motivo de alerta, mas se ele também tem uma cor esverdeada ou acinzentada e traz bolhas na calcinha, está bem longe de ser saudável. Nesse caso, o corrimento pode ser um indicativo de que a mulher contraiu tricomoníase, que normalmente vem acompanhada de dor na região do útero durante o sexo e coceira intensa na vagina.

Foto da cintura para baixo de uma mulher com as duas mãos entre o umbigo e as virilhas, dando a ideia de desconforto.
Polina Zimmerman / Pexels

4) Corrimento rosado

O corrimento rosado também é chamado de lóquios, porque se manifesta após o parto. Ele não é um sinal de problema no seu organismo, é apenas a eliminação do revestimento interno do útero. Não há motivo para se preocupar!

5) Corrimento espesso, esverdeado e com grumos

Se o seu corrimento está parecendo leite coalhado, com uma cor esverdeada e com grumos, é possível que você esteja com uma infecção fúngica na vagina. Outros sintomas que indicam isso são inchaço, sensibilidade, irritação, ardor, coceira intensa, dor ao urinar e ao transar.

6) Corrimento amarelo acinzentado com cheiro de peixe podre

Não é normal eliminar um líquido amarelo acinzentado e com um odor semelhante ao cheiro de peixe podre. Se isso está acontecendo depois das relações sexuais ou depois das menstruações, acompanhado de coceira, ardência, vermelhidão ou inchaço, o ideal é que você procure auxílio médico, porque pode se tratar de uma vaginose bacteriana.

7) Corrimento branco com cheiro forte e consistência atípica

Se você está liberando um corrimento branco, que é acompanhado por um cheiro forte, coceira, ardor, inchaço ou tem uma consistência atípica, é possível que você esteja sofrendo de alguma infecção na região íntima. Então, o melhor a se fazer é procurar auxílio médico para tratar o problema.

Agora que você sabe quais são as diferenças entre cada um dos tipos de corrimento, confira algumas das dúvidas mais frequentes sobre esse assunto. Duas delas você já saberia responder!

Que tipo de corrimento pode indicar a gravidez?

Quando há aumento nos níveis do hormônio progesterona, significa que o corpo da mulher está gerando uma criança, logo após a ovulação. Esse processo é responsável por produzir um corrimento branco, que pode ser um indício de que a mulher está grávida.

Imagem da barriga grande de uma mulher grávida - o rosto dela não aparece.
Freestocks.org / Pexels

O corrimento rosa também é um indicativo de que a mulher pode estar grávida, já que o processo de fecundação do óvulo pelo espermatozoide, com a consequente fixação do óvulo fecundado à parede do útero, produz um corrimento dessa cor.

Para ter certeza de que você está grávida, o melhor a se fazer é fazer um teste de gravidez. Ao mesmo tempo em que esses corrimentos podem ser um indício de que há um ser se formando dentro de você, em outros casos eles podem indicar algum problema no seu organismo.

Você também pode gostar

Qual corrimento vem antes da menstruação?

O corrimento que vem antes da menstruação não é um corrimento propriamente dito, mas um muco cervical. Ele é um líquido normal liberado pelo corpo, que não deve causar medo ou pânico. Esse muco cervical será espesso, aparecerá em pouca quantidade e pode ter um tom amarelado em alguns casos.

Se você apresentar coceira, irritação, ardência, dor ou qualquer tipo de incômodo na região íntima, junto ao muco cervical, talvez ele seja um corrimento, principalmente se for bem amarelo. Nesse caso, você deve procurar auxílio médico.

O que significa corrimento branco?

O corrimento branco, como dito anteriormente, pode ser um sinal de que o corpo da mulher está produzindo mais progesterona, durante a gravidez, se não estiver acompanhado de desconforto na região íntima. Se houver coceira, ardor, irritação ou inchaço, é possível que uma infecção fúngica, como a candidíase, esteja se desenvolvendo.

Há muitos tipos de corrimento que podem indicar problemas de saúde e há também os tipos de muco cervical que indicam que está tudo bem com o seu corpo. A melhor forma de identificar cada um deles é observando o seu corpo e cuidando da sua saúde. Assim, você saberá quando o líquido na sua calcinha é um sinal de alerta e quando é um processo natural. Procure auxílio médico sempre que sentir desconfortos na região íntima!

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]