Autoconhecimento

Usando a linguagem corporal a seu favor

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

Você envia sinais para as pessoas todos os dias e nem se dá conta. A maneira como você move os seus olhos ou mexe suas mãos. Existem sinais subconscientes que você pode enviar através da linguagem corporal para fazer com que as pessoas gostem mais de você, ou ao menos dar o benefício da dúvida. Sempre que eu discuto sobre essas técnicas, alguém comenta que se sente desconfortável em influenciar alguém com truques psicológicos.

A manipulação não é algo ruim, pois:

  • Influenciar é mudar o comportamento ou a mente de alguém
  • Manipular é influenciar intencionalmente

Quando você ouve a palavra manipulação, você imediatamente pensa em alguma coisa ruim. Por favor, pare.

Manipular não é algo ruim. Pessoas com más intenções são ruins.

Exemplo 1: Pessoa manipuladora e sorrateira

Pessoas más são más. Um indivíduo ruim e manipulador é alguém problemático. Por exemplo:

  • Uma menina invejosa quer reduzir a posição social de uma colega de classe.
  • Ela diz a outras pessoas que essa colega fez algo horrível.
  • A sala passa a gostar menos dessa colega.
  • A menina difamada se sente triste.
Exemplo 2: Manipulação amigável

A manipulação pode fazer qualquer um se sentir melhor.

  • O amigo festeiro é um experiente manipulador.
  • O amigo festeiro tromba com uma outra pessoa.
  • O amigo festeiro sorri irresistivelmente e pede desculpas, mesmo se a outra pessoa estiver errada.
  • O amigo festeiro não arranja briga e tem uma noite agradável.

O problema com o exemplo da menina invejosa não é a manipulação, o problema é a má intenção e a mentira.

Meu pedido: tenha boas intenções!

Eu estou assumindo que você usará esses truques com boas intenções. Por favor, não me decepcione.

Seção 1: Atitude e Linguagem Corporal

A mente humana julga, é isso que ela faz. É o que tem nos mantido vivos durante a evolução. Nós realizamos alguns julgamentos em questão de segundos, como:

  • Essa pessoa é uma ameaça?
  • Essa pessoa é atraente?
  • Essa pessoa é útil para a minha sobrevivência (social)?

Preste atenção nesse instinto, mas nunca o siga sem antes conhecer a pessoa melhor.

Essa seção não é apenas sobre a linguagem corporal, mas também sobre as atitudes que vão influenciar subconscientemente a sua linguagem corporal.

Os truques abaixo farão você parecer uma boa pessoa. Sinta-se seguro e transpareça confiança.

Esse truque é tão importante que merece um artigo inteiro, e você nunca consegue realizá-lo 100% do tempo. Fora disso, há algumas situações em que parecer inseguro pode até lhe render uns pontos a mais, mas em geral, elas não são muito recorrentes.

Temos alguns pontos para considerar sobre esse tópico:

  • Tente se livrar das coisas que o fazem sentir desconfortável;
  • Para mim, minha pele era um problema, e eu resolvi isso comprando produtos adequados para ela;
  • Outra problema era escolher minhas roupas, que eu resolvi indo com uma amiga fazer compras;
  • Treine a sua segurança
  • Eu aprendi muito sobre autoajuda com livros que comprei;
  • Ficar em forma foi algo que me ajudou muito;

Todo mundo é um amigo, até que se prove o contrário.

Por que queimar as pontes antes mesmo de construí-las? Isso não faz sentido porque:

  • Você tem muito a ganhar
  • Você não tem nada a perder

Você vai perceber rapidamente se uma pessoa gostaria de ser seu amigo.

Todo mundo merece respeito, até que se prove o contrário.

De novo, ao tratar as pessoas com respeito, você tem tudo a ganhar e nada a perder. Isso não quer dizer que você tem que sair beijando os pés das pessoas todos os dias; mas significa que você não deveria destratar nem desrespeitar ninguém.

Sim, todo mundo, até que não mereçam mais.

Os estranhos merecem o benefício da dúvida. No nosso mundo, qualquer um pode ser qualquer coisa, mesmo que não pareça. Já encontrei malandros que pareciam gentis e bilionários que se comportavam como crianças excitadas. Olhe a capa do livro, mas leia algumas páginas antes de julgar.

Ninguém é melhor do que ninguém, nem o malandro ou o bilionário. Mas estar ao lado de um me traz entusiasmo, e do outro infelicidade.

Pense sempre no que você pode fazer pelos outros.

Quando você encontrar alguém, não pense “o que ele pode fazer por mim?” mas sim “o que eu posso fazer por ele?” Ajudar as pessoas é a melhor forma para fazer com que elas queiram ajudá-lo, e assim todo mundo ganha.

Perceba que eu não estou dizendo para você sair dando conselhos sem ser solicitado para parecer inteligente. Ajude alguém se você realmente acredita que a vida dessa pessoa pode ser ajudada com o conhecimento/auxílio/contato que você pode oferecer.

Ofereça ajuda, mas não insista. Deixe que ela decida.

Seção 2: Postura

Seu corpo envia constantemente sinais para as pessoas que você encontra. A postura influencia o segundo julgamento que as pessoas têm sobre você, mas também sobre o que você pensa sobre si mesmo. Além disso, uma postura apropriada faz bem para as suas costas, o que tem de ruim nisso, então?

Fique ereto, mas relaxado.

Para encontrar uma postura positiva, tente isso:

  1. Fique com os pés tão largos quanto os seus quadris.
  2. Tente parecer tão alto quanto possível, imagine estar sendo puxado pelo topo da sua cabeça.
  3. Agora continue com essa sensação de altura, mas relaxe os seus ombros.
  4. Relaxe sua nuca e ajeite a sua cabeça, assim você não tem que olhar para baixo ou para cima para olhar alguém nos olhos.

Algumas dicas:

  • Relaxe o máximo possível enquanto mantém a sua postura.
  • Não empurre o peito para fora, ele deve estar plano como se você estivesse deitado no chão.
  • Coloque os seus ombros para trás suavemente.

Sente-se ereto, mas não rígido.

Quando você se sentar reto, vai perceber o quanto algumas pessoas se colocam numa posição abaixo. Você vai se sentir muito alto quando estiver diante de uma mesa. Deixe as suas costas retas, mas relaxe o máximo possível.

Sempre carregue uma certa tensão no seu núcleo.

Seu abdômen, suas costas e seu núcleo em geral nunca devem ficar moles e desajeitados não importa se você está em pé ou sentado. Mantenha essas partes sobre certa tensão. Isso contribui tanto para a impressão que você causa, quanto para andar com mais graça.

Posicione seus pés na largura dos seus quadris.

A distância dos seus pés diz muito sobre você. Não é uma ciência exata, mas manter seus pés muito próximos geralmente significa insegurança, enquanto uma postura mais ampla indica confiança.

Porém, tanto os pés muito próximos quanto muito afastados podem passar uma má impressão. Tente ficar numa posição em que os seus pés estejam alinhados à largura do seu quadril, ou ligeiramente distantes um do outro, mas não muito.

Seção 3: Entrando na sala

O momento em que você entra na sala é a hora em que você se expõe ao julgamento das pessoas que estão dentro dela. Certifique-se de tirar proveito disso.

Algumas pessoas recomendariam técnicas mais expressivas como entrar como um pavão: imponente e com roupas chamativas, porém, isso não serve para a maioria das situações.

Sorria como se você estivesse feliz por estar onde está.

Independentemente de como você esteja se sentindo, sorria ao entrar na sala. Sorria como se realmente estivesse gostando do que está vendo. Mas não exagere ou ria alto. Sorria como se tivesse colocado o pé para fora de casa e tivesse percebido o Sol brilhando.

Cumprimente a multidão.

Não muito escandaloso. Nada de “OLÁ!” ou algum outro cumprimento chamativo, a não ser que as pessoas apreciem esse comportamento. Também separe um momento para ficar parado ou caminhar enquanto observa as pessoas na sala.

  • Faça contato visual

Não olhe para a multidão como eles fossem um objeto. Olhe as pessoas nos olhos, e se ninguém segurar o seu olhar sorria. Faça com que as pessoas se sintam bem só com a sua chegada.

  • Leve o tempo que precisar

Isso mostra confiança e que você está aberto para conversar.

Acene para os amigos (imaginários).

Os humanos são treinados para gostar ou respeitar quem tem amigos. Quando você caminhar na sala e seguir a rotina de “cumprimentar a multidão”, acene para os seus amigos e faça uma mímica labial dizendo ‘sim, eu estarei lá.”

Aqui está o segredo, sinta-se livre para fazer isso com seus amigos imaginários. Eu faço isso toda hora nos grandes eventos. Tenha em mente que as pessoas não enxergam em 360 graus. Se você acenar para alguém invisível atrás dela, ela não saberá que, na verdade, você está acenando para o nada.

Esse truque traz diversos benefícios:

  • As pessoas assumem que você conhece muita gente
  • Você tem mais tempo para olhar ao seu redor sem pressa
  • Você vai se sentir mais confiante

O segredo aqui é investir na confiança, e não acenar timidamente. Acene como se o seu melhor amigo estivesse cruzando a sala e você estivesse tentando dizer que você o verá em breve.

Seção 4: O aperto de mão

Seja firme mas gentil.

Os homens, especialmente, são sensíveis ao aperto de mão. Se o cumprimento for fraco ou estilo “peixe morto”, você imediatamente perde alguns preciosos pontos.

  • Não dê apenas a mão, o cumprimento é um trabalho em equipe;
  • Use a pressão que usaria para abrir uma gaveta um pouco emperrada;
  • Se alguém estiver oferecendo a você um aperto de mão “peixe morto”, não balance muito forte.

Durante o cumprimento, faça contato visual.

O olhar disperso significa várias coisas negativas:

  • Você não respeita/não está prestando atenção na outra pessoa
  • Você tem algo a esconder

Olhe nos olhos de alguém o tempo suficiente para memorizar a cor deles. Não olhe fixamente, só observe por um momento.

Sorria como se eles tivessem feito seu dia.

Quando olhar nos olhos da pessoa durante o aperto de mão, sorria como se estivesse vendo algo nos seus olhos que lhe transmitisse alegria.

Não ria alto, apenas sorria.

Seção 5: Posicionamento

Onde e como você se posiciona faz muita diferença na maneira que você é percebido. O posicionamento combinado com a postura é algo muito poderoso.

Esteja aberto.

Quando estiver falando com alguém, posicione o seu corpo de uma maneira que indique que você está aberto e disposto a conversar. Preferencialmente numa posição que o deixe “vulnerável”. Não cubra seu peito com os braços, não fique desleixado, etc. Transpareça sinceridade e confiança.

Incline-se quando estiver conversando.

Essa é uma mudança sutil, mas ter a certeza de que o seu corpo está “apontando” para a pessoa que você está conversando faz toda a diferença. Ficar distante pode revelar medo, insegurança e desconfiança.

Não se incline sobre ou contra objetos.

Se inclinar sobre ou contra um objeto (parede por exemplo) significa passividade e possivelmente insegurança. Sempre mantenha uma boa postura. Use as dicas que falamos na seção postural, tente encontrar uma que seja confortável e neutra para você.

Quando se inclinar, mantenha a postura.

Se você tiver que se inclinar contra um objeto por algum motivo, mantenha uma boa postura. Não fique desleixado.

Seção 6: Seu rosto

Seu rosto é uma área com vários significados. Na verdade há diversas pesquisas sobre micro expressões que as pessoas fazem inconscientemente. Elas projetam um monte de informação sem a pessoa perceber. Assim, você pode usar seu rosto para sinalizar uma informação que deseja passar para os outros.

Faça do seu rosto neutro uma cara feliz.

Já ouviu falar sobre “síndrome da cara de bosta”? Algumas pessoas dizem que quando estão em repouso seus rostos parecem entediados/bravos, e isso faz com que os demais as vejam como um perigo social. Provavelmente, você não gostaria de falar com alguém com essa expressão no rosto.

Na verdade, isso não diz nada sobre a pessoa. Mas a prejudica.

Certifique-se de que o seu rosto está relaxado (por exemplo, quando está olhando para o computador), pareça tranquilo, senão feliz. Um truque simples é andar com um olhar como se estivesse vendo algo divertido.

Não quebre o contato visual do nada.

As pessoas têm o hábito de divagar quando encontram os olhos de alguém. Tente não fazer isso. Mantenha o contato visual, e sorria. Muitas vezes as pessoas vão olhar para longe, enquanto outras sustentarão o seu olhar.

Essa atitude gera diversos efeitos:

  • As pessoas o veem mais aberto
  • Você se sentirá mais confiante

Por favor, lembre-se de sorrir enquanto sustentar o olhar de alguém. Um olhar impassível pode ser bastante assustador…

Como sorrir?

Tem um truque muito simples para sorrir: imagine que você está vendo alguém que realmente gosta.

Sorrir não se trata de mover seu rosto de uma determinada forma, é sobre se sentir feliz e deixar que a sua face expresse isso.

Seção 7: Técnicas e Hábitos

Aqui estão algumas coisas que você pode fazer quando estiver em alguma situação complicada e tendo que dosar a comunicação.

Imite a postura.

Imitar o comportamento de alguém é uma poderosa técnica já que as pessoas se sentem confortáveis e gostam mais daqueles que apresentam um comportamento parecido. Por exemplo:

  • Eles estão com os braços cruzados? Cruze também.
  • Eles estão encostados na perna direita? Encoste também.
  • Eles estão segurando uma bebida? Segure uma também.

A regra aqui é não parecer óbvio. No momento em que eles perceberem que você está agindo propositalmente, a técnica perde o seu poder.

Copie os movimentos.

Assim como o tópico acima, você não deve parecer óbvio. Invista nos pequenos atos, como:

  • Você está tomando um café, eles levantaram o copo para beber? Faça o mesmo;
  • Se eles sorrirem, sorria de volta (essa é fácil);
  • Eles estão pisando próximo a você? Faça o mesmo.

De novo, não seja óbvio. Essa técnica deve ser usada de forma discreta mas frequentemente.

Nós enviamos sinais para as pessoas a todo o momento, uma vez que você tenha consciência do que cada um significa, você está mais próximo do sucesso, já que ter bons contatos é o segredo para a maioria dos desafios da vida. Tenha em mente que na sua frente existe uma outra pessoa, e não um objeto para você manipular como bem entender. Portanto, seja responsável e aproveite as dicas! Sua hora é agora.


Texto escrito por Amanda Magliaro Prieto da Equipe Eu Sem Fronteiras.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]