Nutrição

Alimentos que prejudicam a pele

Dean Drobot / 123RF
Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

Você já ouviu dizer que você é o que come? Embora essa afirmação seja muito simples e apresente apenas uma parte da realidade, é uma boa forma de refletir sobre como a nossa alimentação se reflete em nossa aparência.

Em muitos casos, os alimentos que ingerimos podem provocar reações adversas em nossas peles. Quem nunca notou a pele mais oleosa, com muitas espinhas ou com alguma alergia estranha depois de exagerar em algum tipo de comida ou depois de comer algo desconhecido?

Ainda que não seja obrigatório ter uma pele lisa, jovem e livre de espinhas, é importante prestar atenção ao que pode estar causando alterações no nosso organismo, que transparecem em nossa pele, afinal o maior órgão do corpo precisa do dobro de cuidados!

A seguir, você vai encontrar sugestões de quais alimentos podem prejudicar ou beneficiar a sua pele. Assim, você saberá como manter uma alimentação saudável para que o seu exterior reflita o seu interior da melhor forma possível. Se o aspecto da sua pele está incomodando-o muito, considere procurar auxílio profissional para saber a causa exata desse problema.

Alimentos que fazem mal para a pele

1) Doces: a reação provocada entre os componentes químicos dos doces e os carboidratos existentes no seu organismo pode prejudicar a produção de colágeno da sua pele, o que a torna menos elástica e, consequentemente, menos jovem.

2) Bebidas alcoólicas: o excesso de consumo do álcool dificulta o trabalho do fígado, que é de eliminar as toxinas presentes no corpo, o que faz a pele se tornar desidratada e sem brilho. Para combater esse problema, beba bastante água!

Três copos com caipirinhas.
Kobby Mendez / Unsplash

3) Cafeína: por reduzir a umidade da pele, a cafeína pode provocar descamação e desidratação em algumas regiões do corpo, sendo apontada como um dos fatores que intensifica a psoríase.

4) Alimentos congelados: são ricos em sódio e esse tipo de alimento pode provocar a retenção de líquido e o inchaço, prejudicando a aparência da pele e a eliminação de toxinas.

5) Refrigerantes: açúcar, sódio e cafeína são componentes dos refrigerantes que podem levar ao aparecimento de espinhas e de oleosidade na pele.

Copo com refrigerante dentro.
Blake Wisz / Unsplash

6) Fritura: a gordura dos alimentos fritos não fica restrita ao interior do corpo e ela pode tornar a pele de quem os consome mais oleosas, propiciando o aparecimento de espinhas.

7) Sorvete: a gordura hidrogenada presente no sorvete é uma das principais vilãs para a pele. Se ainda quiser esse alimento saboroso e refrescante, opte por uma versão mais light, com menos gordura.

8) Chocolate: quanto mais gordura um chocolate tiver, mais prejudicial para a pele ele será, por isso evite chocolates brancos e ao leite, que são ricos desse elemento.

Chocolate branco sobre prato de cerâmica.
Anete Lusina / Pexels

9) Carboidratos: por serem digeridos lentamente e ficarem no organismo por muito tempo, os carboidratos em excesso podem desbalancear o corpo, provocando alterações na pele.

10) Laticínios: todos os derivados de leite e o leite em si são alimentos que aumentam a oleosidade da pele, o que pode provocar espinhas e um brilho nada agradável. Opte pelas versões sem lactose!

11) Comida apimentada: como a pimenta é responsável por dilatar os vasos sanguíneos, ela pode provocar manchas avermelhadas na pele, sobretudo em mulheres que estão passando pela menopausa.

Pimentas dentro de um pote.
Adi Chrisworo / Unsplash

12) Carne processada: as carnes processadas são outros exemplos de alimento rico em sódio, o que pode comprometer a hidratação e a maciez da pele.

13) Carne vermelha: os radicais livres presentes em alguns cortes de carne vermelha podem comprometer a produção de colágeno pela pele, o que traz uma aparência de ressecamento.

14) Carne carbonizada: as camadas queimadas da carne apresentam ingredientes que causam inflamações no corpo. Por isso, se você tem feridas ou espinhas na pele, é provável que elas piorem com a ingestão desse alimento.

Pedaços de carne carbonizados em uma frigideira.
Bernard Tuck / Unsplash

15) Salmão: o salmão, ainda que seja um peixe, é uma carne rica em gordura. O consumo frequente e exacerbado desse animal pode provocar espinhas.

16) Embutidos: os alimentos embutidos apresentam uma alta concentração de sódio para que eles sejam conservados por mais tempo, o que pode desidratar a pele e provocar a retenção de líquido.

17) Doces industrializados: o açúcar presente em doces industrializados libera radicais livres no organismo, o que reduz a produção de colágeno pelo corpo e torna a pele menos elástica.

Pirulito vermelho e branco em background rosa.
Somben Chea / Pexels

18) Alimentos feitos com farinha branca: os alimentos que levam esse ingrediente na composição podem inflamar as glândulas sebáceas, provocando o aparecimento de espinhas.

19) Açúcar refinado: o aumento da quantidade de insulina no corpo de uma pessoa, causado pela ingestão de açúcar refinado, pode obstruir os poros da pele, o que impede que eles liberem as toxinas acumuladas.

20) Sal refinado: a alta concentração de sódio no sal refinado pode provocar processos inflamatórios no corpo, os quais dificultam a recuperação de uma pele que sofre com espinhas.

21) Temperos industrializados: assim como o sal refinado, os temperos industrializados apresentam uma grande concentração de sódio, que provoca inflamações na pele.

Tempero em pó posto sobre colher.
Karolina Grabowska / Pexels

22) Soja e derivados: quando esses alimentos são consumidos em grande quantidade, podem afetar a produção hormonal do organismo, provocando espinhas e outros problemas na pele.

23) Biscoitos de arroz: os biscoitos de arroz apresentam componentes que, quando combinados com os carboidratos do corpo, podem reduzir a produção de colágeno, promovendo o envelhecimento da pele.

24) Sushi: a grande quantidade de sal nos peixes e o açúcar do arroz oriental são dois causadores de envelhecimento precoce na pele e, infelizmente, ambos estão presentes no sushi.

O que não pode comer quando se tem espinhas?

Quando uma pessoa tem espinhas, ela deve evitar os alimentos que são ricos em gordura. Isso inclui doces industrializados, sorvetes, chocolates e frituras. Infelizmente, esses alimentos podem tornar a pele ainda mais oleosa, o que causa processos inflamatórios que dificultam a liberação das toxinas que se acumulam nesse órgão.

Se você tem muitas espinhas e já mudou a sua alimentação, é melhor procurar auxílio médico. Reconhecer as causas das alterações na sua pele é essencial para saber a melhor forma de combatê-las e se realizar um tratamento efetivo, que faça você se sentir bem sobre si.

Quais alimentos causam cravos?

Os alimentos que causam cravos são os mesmos alimentos que causam espinhas. Eles surgem na sua pele quando os seus poros ficam obstruídos e quando não existe uma maneira de liberar as toxinas que o seu corpo está produzindo, por isso você deve evitar os alimentos oleosos e aqueles que são ricos em sódio, que podem provocar o inchaço do seu corpo.

Alimentos que fazem bem para a pele

Se você está pensando que todos os alimentos que você consome fazem mal para a sua pele, respire fundo e pense mais uma vez. Em geral, os alimentos que não são industrializados e que apresentam uma característica natural e orgânica estão livres de altas concentrações de sódio, de gordura e de açúcar, que são os vilões para a sua pele.

Alimentos saudáveis sobre bancada.
Ella Olsson / Pexels

Para se alimentar sem medo, sabendo que seu corpo estará agradecendo por tudo que você ingere, opte sempre por frutas, por vegetais e por legumes. É claro que você pode continuar consumindo os outros alimentos que você já come, desde que não cometa exageros e os intercale com opções mais naturais e saudáveis.

Cuidar da própria pele é, na verdade, cuidar da própria saúde. Quando o seu corpo está funcionando adequadamente e quando a sua alimentação é equilibrada, há maiores chances de que a sua pele esteja como você sempre sonhou.

Você também pode gostar

Mas lembre-se de que ter espinhas, rugas, cravos e cicatrizes não é um sinal de que você está com a saúde prejudicada! Existem muitos fatores que podem provocar essas alterações e apenas um profissional da saúde poderá entendê-los com exatidão.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para colunistas@eusemfronteiras.com.br