Convivendo

5 Dicas de Oratória para Melhorar seu Marketing Pessoal

Pessoas em uma reunião em um escritório
fauxels / Pexels
Eliuse Silva
Escrito por Eliuse Silva

Muita gente acredita que marketing é feito somente por empresas, mas isso não é verdade. Pode-se dizer que cada pessoa em si é uma “marca”, pois vende uma imagem. E o alcance de sua marca é que vai revelar os valores que você agrega para a sociedade.

O seu marketing pessoal é o que você comunica para as outras pessoas, falando ou não. Sua postura é que cria seu marketing. E, nesse aspecto, lidar com as pessoas de forma apropriada é um dos atributos mais valorizados. Então conquiste isso seguindo as 5 dicas abaixo:

Comunique de forma adequada

Uma das principais características daqueles que querem se destacar é possuir uma comunicação clara e objetiva. As pessoas precisam prestar atenção no que você fala e entender o que está sendo dito. Por isso, você precisa se fazer entender independentemente de com quem esteja falando.

Duas mulheres conversando uma de frente para outra
Christina Morillo / Pexels


A maior responsabilidade por uma mensagem não compreendida é do emissor, que deve saber adequar sua comunicação ao receptor. Saber “o que falar”, “para quem falar”, “como falar” e “quando falar” é fundamental para o sucesso da comunicação.

Então você precisa sempre estar atento à sua fala e moldá-la de acordo com a situação em que está inserido. Existem momentos, por exemplo, que pedem linguagem mais informal e descontraída, mas há horas em que uma linguagem técnica se faz necessária.

Tenha clareza sobre o que quer comunicar

Não deixe sua boca comandar você. Não saia falando o que a boca quiser dizer. Pare, pense, tenha clareza sobre o que vai falar.

Ter clareza é uma maneira de ser preciso e, consequentemente, mais eficiente na interação com a outra pessoa. De alguma forma, essa postura pode fazer com que você seja mais respeitado pelos que o ouvem.

Apenas para ilustrar, outro dia uma amiga relatou que um colega seu ligou e falou: “Paty, como é aquela música daquela banda que a gente estava ouvindo outro dia?”. Certamente ela não soube responder, pois como ela poderia identificar qual a era a música com uma descrição tão imprecisa, tão obscura?!

Duas mulheres conversando
fauxels / Pexels

Também, dar branco e gaguejar são situações que não fazem nada bem para o seu marketing pessoal, portanto você precisa ter na ponta da língua o que vai falar, ao menos em contextos importantes.

Frases do tipo “por onde eu começo?” ou “vou tentar (explicar/resumir/dizer)” acabam desqualificando-o antes mesmo de você começar a falar.

Saiba ouvir

Muitas vezes, saber ouvir é mais importante do que falar. As pessoas se encantam por quem simplesmente ouve o que elas têm a dizer. O assunto de maior interesse das pessoas é elas mesmas. Encontrar um ouvido que esteja disponível é algo que atrai muito.

Experimente estimular as pessoas a falarem de si, pergunte coisas específicas de suas vidas. Dê atenção sincera, verdadeira. Você perceberá que o acharão o máximo.

Se, numa conversa ou numa reunião, só você quiser falar, a outra parte ficará extremamente desconfortável e verá você com maus olhos. Mas, se você permite o diálogo, você poderá conseguir mais parcerias, contatos ou até vendas.

Pessoas em um escritório conversando
fauxels / Pexels

Saber ouvir é uma das grandes características dos melhores comunicadores.
Tem gente que considera certo apresentador de TV (não precisamos nem falar o nome, rs) muito chato e mal educado porque corta a fala de seus entrevistados e não os deixa concluir o que estavam dizendo. Ele é um grande exemplo do que não devemos fazer.

Comunicar bem não é simplesmente falar

Você comunica bem quando consegue causar no seu ouvinte o efeito que você deseja. Para seus diferentes objetivos de comunicação, você deve saber que estratégia de fala aplicar.

Se você faz um pedido, espera que a pessoa realize; se expressa um pensamento, espera que o ouvinte entenda; se apresenta os benefícios de um produto, espera que o cliente compre.

Pessoas que se expressam bem demonstram que têm uma boa formação (mesmo que não seja o caso) e são mais respeitadas. Recebem uma atenção melhor das pessoas e, com isso, melhoram seu marketing pessoal.

Tenha uma postura confiante

Você já viu algum palestrante proferir sua palestra de braços cruzados falando baixinho? Provavelmente não! Quem está acostumado com apresentação geralmente tem uma postura ereta e confiante. Na hora de falar gesticula de acordo com seus argumentos.

Você também pode gostar


Nosso corpo informa muito do que somos. Estudos já comprovaram que as pessoas prestam atenção em apenas 7% do que falamos, 55% é expresso por nosso corpo.

Pessoas de bem com a vida andam de cabeça erguida, de peito aberto, têm um semblante leve. Logo, para melhorar seu marketing pessoal, tenha uma postura adequada e confiante.

Siga essas dicas, melhore sua imagem! Assim, seu marketing pessoal vai às alturas!!!

Sobre o autor

Eliuse Silva

Eliuse Silva

Nascida e residente na Bahia, carrego a alegria de minha gente e o jeito espontâneo de se expressar. Realizo-me profissionalmente como Professora Universitária e como Coach em Comunicação Harmônica e em Oratória.

Licenciada em Letras e mestra em Linguística, sou uma apaixonada pela linguagem, pelas formas de interação e pelo contínuo desenvolvimento do ser humano, seja pessoal ou profissional. Acredito que somos seres múltiplos e inacabados, em constante transformação e potencialização.

Por isso, venho mesclando estudos relativos a autoconhecimento, autodomínio emocional e comunicação intra e interpessoal. E, dessa simbiose, nasceu o Projeto Oratória Mestra, através do qual ofereço cursos presenciais e online em Comunicação Compassiva e em Oratória Emocional, provocando a expressão autêntica e autônoma de cada participante.

Email: [email protected]
Facebook: eliusesilva.oratoria
Instagram: @eliusesilva_om
YouTube: eliusesilva