Autoconhecimento Relacionamentos

5 dicas para lidar com uma paixão que nunca passa

Estar apaixonado pode representar o céu, o paraíso! É claro, quando a pessoa por quem estamos apaixonados corresponde a essa paixão. Mas uma paixão também pode se tornar um verdadeiro inferno quando não é correspondida. Além disso, é pior ainda quando simplesmente insiste em permanecer e nunca mais nos deixar…

Além de isso trazer um sofrimento intenso, traz outras consequências, como nos impedir de conhecer novas pessoas e viver novas paixões, diminuir nossa autoestima e nos privar de aproveitar a vida. Adicionalmente, em alguns casos, pode causar problemas como depressão, transtorno de ansiedade, entre outros distúrbios psicológicos.

Não existe nenhuma fórmula mágica para fazer o seu coração se esquecer dessa paixão que virou um tormento. Porém você pode adotar 5 passos que vão diminuir pouco a pouco essa dor e também te ajudarão a seguir em frente depois dessa decepção. Portanto confira nossa lista e confie que você vai sair dessa!

1 – Aceite que ela existe

Duas mãos realizando um coração.
sweetlouise de pixabay / Canva

Não adianta negar a sua paixão nem ir dormir hoje dizendo: “Espero que isso suma amanhã”, sem fazer nada a respeito. Antes de mais nada, você precisa olhar para essa paixão, entender e aceitar que ela existe. Lutar contra a existência dela vai ser só mais um caminho para sofrer ainda mais.

Sabe aquela história do elefante no meio da sala? Ainda que a gente tente fingir que ele não está ali, é impossível não notar a existência dele, né? Então quanto antes você aceitar que existe um elefante enorme no meio da sua sala, mais cedo vai conseguir diminuir tudo que essa paixão causa em você.

2 – Corte o contato

Isso é essencial: evite o contato com a pessoa por quem você é apaixonado, mas com quem não é possível manter uma relação no momento. Ficar alimentando a relação é alimentar também esperanças. E cortar contato não é apenas deixar de responder às mensagens, mas parar de stalkear, de perguntar da pessoa para os outros…

Uma paixão não correspondida é como uma ferida. Ela vai deixar de doer daqui a algum tempo, mas ficar removendo o band-aid para cutucar a carne viva não vai ajudar a curar – em vez disso, só vai trazer mais dor. Então simplesmente evite ficar em contato com a pessoa, para que você possa seguir o próximo passo!

3 – Recupere sua autoestima

Uma mulher abraçando-se e sorrindo.
Khosro’s Images / Canva

Quando você não tem sua paixão correspondida, é comum que tente se diminuir ou se adequar para fazer com que aquela pessoa demonstre o mesmo por você. Você se esforça, se empenha e se dedica, mas a pessoa nunca corresponde, e isso pode ser absurdamente frustrante e desgastante…

Por isso, uma das consequências desse processo é que a sua autoestima fique destroçada e em pedaços, já que você ficou ou ficará tempo demais tentando se encaixar em algo que não comporta sua grandeza.

Portanto, o quanto antes, coloque o foco em si. Cuide da sua saúde, da sua aparência, dos seus interesses, dos seus hobbies, encontre novas distrações, esteja com os amigos. Ou seja, faça aquilo que te faz bem ou descubra novas coisas que lhe sejam boas. Você merece mais agrado do que tenta agradar a essa paixão que está sentindo.

4 – Entenda reciprocidade

Amor é troca, amor é conexão, amor é compartilhar, viver junto. Se não há reciprocidade, se o que você entrega é muito além do que recebe, entenda que não é amor. Sim, é fácil falar isso, só que é muito mais difícil fazer o coração entender. Mas tenha calma. De pouco em pouco, valorizando quem você é, ele vai entender.

Então entenda o seguinte: você não precisa merecer o amor de ninguém. Enfim, você é uma pessoa cheia de qualidades e vontade de fazer dar certo. Então siga seu caminho e, uma hora ou outra, vai encontrar alguém que entregue de maneira fácil, sem que você sinta que precisa fazer um esforço absurdo para receber o mínimo.

Se não tem reciprocidade e cuidado com o que você sente, não merece o seu tempo, a sua dedicação e, acima de tudo, o seu amor.

5 – Peça ajuda

Um homem chorando e segurando uma aliança.
and.one / Canva

Lidar com uma paixão não correspondida pode ser brutal com os seus sentimentos, as suas emoções e a sua autoestima. Além disso, pode ter consequências práticas, como atrapalhar o seu trabalho, os seus estudos, a sua relação com amigos e familiares e, é claro, consigo mesmo.

Então peça ajuda! Sim, conversar e compartilhar com amigos e familiares é essencial, pois ajuda a construir uma rede de apoio. Porém, muitas vezes, uma ajuda profissional pode ser fundamental para passar por essa situação sem sofrer mais do que já sofreu. Por isso, procure um psicólogo, com quem você poderá ser aberto e sincero sobre o que sente.

Você também pode gostar

Essas foram nossas 5 dicas para que você dê os primeiros passos para abandonar uma paixão não correspondida insistente. Lembre-se: se você vivencia esse sentimento tão intenso e bonito, outras pessoas por aí também são capazes de sentir. Então não entregue isso a alguém que simplesmente não merece o seu amor!

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para colunistas@eusemfronteiras.com.br