Autoconhecimento

A felicidade para você e todos nós

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

Vamos fazer um exercício bem rápido para refletirmos sobre a felicidade: pare por alguns segundos em um lugar sem barulho ou interrupções, fique em uma posição confortável e feche os olhos. Agora, comece a estimular as suas lembranças. Tente lembrar do maior número possível de situações em que você estava verdadeiramente feliz. Depois de feito esse exercício, continue com a leitura desse artigo.

A felicidade é algo que todos desejam, mas nem sempre é fácil reconhecer o que realmente te faz feliz.

Você consegue perceber algum padrão ou algum elemento que esteja presente em todas ou quase todas essas situações que você lembrou? Não importa se são lembranças recentes ou mais antigas, o importante é tentar descobrir o que te faz se sentir vivo, o que te traz alegria.

Agora pare por alguns segundos e faça novamente o exercício, mas pensando exatamente o oposto. Lembre-se de situações que você estava totalmente longe da felicidade. Tente encontrar o fator mais presente nesses momentos. Identificar o que não te faz feliz é uma forma de eliminar o que não serve em sua vida, para liberar o caminho para a felicidade.

Reflita um pouco sobre esses fatores que podem aparecer durante os exercícios: nas situações (tanto felizes, quanto infelizes) você estava só ou acompanhado? Se for acompanhado, quem eram as pessoas? Que tipo de atividade você estava fazendo? Era uma atividade social, profissional, um hobby ou uma aventura? Você estava tendo uma postura mais ativa ou passiva nessas situações?

Essas perguntas ajudam a descobrir onde e como você se sente mais inclinado a ser feliz. Só tome cuidado para não se enganar com argumentos egoístas. Por exemplo: em determinada situação, você se sentia infeliz porque estava convivendo com pessoas desagradáveis. Nesse caso, se você tem uma postura passiva, a infelicidade não vem dos outros, por mais que o seu ego tente justificar isso. Mas sim, ela vem da sua passividade em se colocar como vítima do meio em que está. Por isso, sempre reflita muito bem e sem preconceitos sobre essas situações.

Você tem todo o potencial necessário para mudar tudo o que não te faz feliz e transformar a sua vida em um estado de felicidade plena.

O lado bom de buscar a felicidade é que, para ela acontecer em sua vida, só depende exclusivamente de si mesmo.  Isso não quer dizer que conflitos não existirão, e sim que a sua postura frente a qualquer dificuldade vai te fazer feliz, não importa o que acontecer. Então, pare para refletir e descubra o que te faz feliz. A felicidade te espera e está mais perto do que você imagina.


Texto escrito por Ricardo Sturk da Equipe Eu Sem Fronteiras.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]