Autoconhecimento

Aceitação: A Simplicidade de Ser

Mulher com mãos posicionadas perto do coração
Nicolas Menijes / Canva
Escrito por Giselli Duarte

O processo de aceitação de quem você é pode ser mais mágico do que você pensa. Ao abraçar a sua vida, as suas vontades e as suas conquistas, você vai descobrir um novo universo dentro de si, abrindo mão do que não faz diferença nos seus dias. Use o conteúdo da colunista Giselli Duarte para pensar sobre isso!

A aceitação é uma virtude valiosa que nos permite encontrar equilíbrio e paz interior em meio às complexidades da vida. Em um mundo que muitas vezes nos pressiona a atender a padrões inatingíveis, a capacidade de aceitar, sem reservas, quem somos e as circunstâncias que enfrentamos, se torna um farol que ilumina nosso caminho para uma existência mais plena.

Aceitar a si é um ato de autoamor e compreensão. Isso implica em reconhecer nossas limitações, imperfeições e singularidades, sem cair na armadilha da autocrítica excessiva. Ao invés de buscar constantemente se conformar com expectativas externas, a aceitação nos convida a abraçar nossa autenticidade, construindo uma base sólida para o crescimento pessoal.

Estender a aceitação ao nosso passado é fundamental. Em vez de carregar o peso emocional de escolhas passadas, a aceitação nos orienta a compreender e aprender com essas experiências. Ao liberar a bagagem emocional, ganhamos a liberdade de viver plenamente no presente, sem as amarras do arrependimento ou da culpa.

A aceitação não é um ato isolado, mas uma atitude que se estende aos outros. Cada indivíduo carrega consigo uma história única, com suas próprias lutas e sucessos. Ao aceitar os outros em sua totalidade, construímos pontes de compreensão e empatia, criando uma atmosfera de respeito mútuo e tolerância.

Mulher fazendo coração com as mãos
fizkes de Getty Images / Canva

Aceitar as circunstâncias da vida é uma prática transformadora. Em vez de resistir tenazmente às mudanças inevitáveis, a aceitação nos permite encontrar um ponto de equilíbrio na aceitação da impermanência. Adaptar-se às circunstâncias, em vez de lutar contra elas, abre espaço para o crescimento e a resiliência.

Você também pode gostar:

Entretanto, é importante reconhecer que a aceitação não é uma linha reta de progresso. Haverá momentos de desafio, nos quais nos sentiremos tentados a resistir. Nessas ocasiões, a autocompaixão torna-se uma aliada essencial. Aceitar a própria resistência e entender que o processo é contínuo são aspectos cruciais dessa prática.

A aceitação também desempenha um papel significativo nos relacionamentos interpessoais. Ao aceitar os outros como são, com suas peculiaridades e imperfeições, construímos laços mais autênticos. Relações baseadas na aceitação mútua cultivam um ambiente propício ao crescimento conjunto e à superação de desafios.

Sobre o autor

Giselli Duarte

Eu sempre fui uma pessoa curiosa. Já me aventurei em diversas áreas, desde uma carreira corporativa até um curso de DJ. Sempre gostei de aprender, independentemente de o curso estar relacionado ao meu mercado de trabalho ou não. Afinal, é assim que os melhores insights são gerados, não é mesmo?

Sempre tive uma veia empreendedora, graças aos meus pais. Iniciei no mercado de trabalho como jovem aprendiz aos 14 anos e nunca mais parei de aprender e trabalhar. A partir dos 18 anos, comecei a empreender de fato, legalizando meu primeiro negócio com um CNPJ, e desde sempre trabalhei em projetos empreendedores, sejam eles tradicionais ou com uma intenção em virar uma startup, em paralelo ao meu emprego ou a trabalhos em forma de projetos.

Sempre trabalhei arduamente e nunca hesitei em colocar a mão na massa, além de desenvolver estratégias. Na verdade, foi exatamente por isso que gradualmente direcionei meu foco para a saúde mental e para compartilhar esse conhecimento com as pessoas. Já enfrentei o burnout duas vezes e, a partir da primeira experiência, busquei tratamentos complementares, como o Yoga e a meditação, aliados à medicina tradicional.

Essa busca pelo autoconhecimento me levou a uma formação em Hatha Yoga. Essa experiência não apenas aprimorou minha compreensão sobre equilíbrio e bem-estar, mas também me permitiu explorar terapias naturais, culminando em uma especialização em outras terapias.

Atualmente, como professora de meditação e podcaster no Insight Timer e Aura Health, encontrei plataformas para compartilhar técnicas que promovem paz interior e equilíbrio diante das demandas diárias.

O ápice de minha jornada foi a publicação do livro "No Caminho do Autoconhecimento", onde compartilho insights e aprendizados acumulados ao longo do caminho. Além disso, contribuí como co-autora em antologias poéticas.

Minha missão é inspirar outros a trilharem o caminho do autoconhecimento e crescimento pessoal, fornecendo as ferramentas necessárias para uma vida mais plena e significativa.

Curso
Meditação para quem não sabe meditar

Contatos
Email: giselli.du@outlook.com
Site: giselliduarte.com
Site do livro: Loja Uiclap/No Caminho do Autoconhecimento
Facebook:: @giselli.d
Instagram: @giselliduarte_
Twitter: @gisellidu
Linkedin: Giselli Duarte
Spotify: No Caminho do Autoconhecimento
YouTube: No Caminho do Autoconhecimento