Maternidade Consciente Saúde Integral

Amamentar é construir um mundo mais sustentável

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

Sem dúvida, você já ouviu falar sobre os inúmeros benefícios que a amamentação proporciona para a mãe e o bebê – fortalece a imunidade e o elo entre os dois, por exemplo. Mas, e para o meio ambiente, você já ouviu? Pois é. Saiba que a amamentação também pode ajudar a construir um mundo mais sustentável. Este foi o tema da Semana Mundial do Aleitamento Materno 2016, que aconteceu entre 1 e 7 de agosto, promovida pela rede de organizações World Alliance for Breastfeeding Action (WABA), em parceria com a Organização das Nações Unidas (ONU).

O Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) criou em 2015 a ação Objetivos do Desenvolvimento Sustentável, que visa cumprir até 2030 as metas que ainda não foram alcançadas pelos Objetivos do Desenvolvimento do Milênio, desenvolvida no ano 2000. Entre os tópicos destas ações estão a erradicação da pobreza, da fome e a preservação do meio ambiente. O objetivo da Semana Mundial do Aleitamento Materno é mostrar que algo tão simples e natural como a amamentação pode ajudar estas metas.

À primeira vista, o tema pode ser estranho, mas se fizermos uma relação com os principais pontos, tudo faz sentido. Vamos lá?

amamentar

Erradicação da pobreza e nutrição

O leite materno não tem custo algum e é produzido naturalmente pelo corpo da mãe. Amamentando seus filhos com leite materno, a nutrição do bebê é garantida até os seis meses de idade. Nesta fase da vida, o leite é a única coisa que o bebê precisa. Ele garante vitaminas, minerais, gorduras boas, substâncias anti-inflamatórias, anticorpos e bactérias do bem.

Saúde

Tanto a mãe quanto o bebê têm, comprovadamente, uma saúde muito mais plena através da amamentação. O bebê tem uma imunidade muito maior e a mãe reduz a probabilidade de uma série de doenças, inclusive alguns tipos de câncer e Alzheimer.

Cuidar do meio ambiente

Ao amamentar, reduzimos o descarte de embalagens no meio ambiente, a utilização de energia e combustíveis e o descarte de dejetos em águas limpas. Por ser totalmente natural, a amamentação garante que o meio ambiente continue em harmonia, sem influências negativas pela parte humana.

Políticas públicas

Se mais mulheres amamentarem, as empresas serão cada vez mais obrigadas a terem condições dignas para este fim, bem como crescerá a valorização da mulher no mercado de trabalho. Espaços públicos também se tornarão mais tolerantes e garantirão a segurança e direito da amamentação onde for necessário.

Gostou do artigo? Leia mais sobre amamentação no site: Os 7 passos para uma amamentação bem sucedida.


Texto escrito por Roberta Lopes da Equipe Eu Sem Fronteiras

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]