Autoconhecimento

Cinco maneiras que mostram como os psicopatas manipulam as pessoas

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

Alguns relacionamentos começam como sonhamos, mas não terminam do mesmo jeito. Algumas pessoas se revelam ao pouco como realmente são. E muitas vezes podemos nos surpreender muito com quem estamos convivendo. É o que acontece com quem convive com psicopatas.

Um psicopata é alguém que tem uma personalidade com traços de comportamento antissocial. Essa pessoa pode agir sem demonstrar empatia ou remorso pelos outros. E, em muitos casos, tem uma capacidade de manipular as pessoas e conseguir o que quer a qualquer custo. Nem que tenha que usar a violência.

Se você desconfia que alguém do seu círculo social seja um psicopata, há maneiras de evitar que eles o manipulem. Conheça algumas delas.

Agressão verbal

Um psicopata pode ter o hábito de agredir verbalmente os outros quando confrontado. Em algumas ocasiões, quando ele não consegue o que quer, ele tenta diminuir as pessoas através do insulto. Ele vai tentar encontrar alguma falha ou erro dos outros para atacar e xingar sem remorso ou preocupação nenhuma com os sentimentos de quem for o alvo. Nessas ocasiões, tente manter a calma. Se você entrar no jogo dele e agredir de volta, pode ser exatamente o que ele quer para diminui-lo na frente dos outros. Um argumento bem falado e com calma pode desmontar qualquer tentativa dele de manipular todos os envolvidos.

Desonestidade

Eles não têm remorso algum em contar mentiras, desde que isso os beneficie. Se você conhece alguém que mente muito acima da média para se dar bem de alguma forma, cuidado! Você pode estar lidando com um psicopata. A dica aqui é trabalhar a sua confiança em argumentos reais. Se ele contar algo que você sabe que é mentira, não vacile ou duvide dos fatos. Psicopatas podem ser bons argumentadores, mas se você conhecer a verdade e os fatos, eles não podem convencê-lo do contrário.

Ataque à sua autoestima

Se alguma pessoa tenta com frequência acabar com a sua autoestima, ela pode ser uma psicopata. Pois quando você está com a autoestima baixa, você fica muito mais vulnerável de ser manipulado pelos outros. E é exatamente esse o ponto em que a pessoa quer chegar. Reflita se você já fez algo ou mudou alguma decisão em um momento de autoestima baixa para agradar alguém. Caso você desconfie que alguém esteja fazendo isso com você, confronte a pessoa. Não deixe ela o colocar para baixo e deixe bem claro os limites que ela não deve ultrapassar com você.

Eles o fazem pensar que você está louco

Psicopatas têm uma tendência a brincar com a sanidade das pessoas. Uma das formas de manipulação que eles usam é inventar histórias ou distorcer a realidade para você começar a se questionar, sobre se o que fez ou viu era realmente real. Nesses casos, a dúvida toma conta da sua mente e você ficará vulnerável para ser manipulado. Para se defender desse tipo de manipulação, exercite a sua confiança e a segurança que você tem no que faz. Se você tem certeza sobre algo que fez, não deixe alguém dizer que sabe mais do que você. Lute contra a dúvida. Não ceda.

Se fazer de vítima

Se nada der certo, o psicopata pode tentar se fazer de vítima para os outros ficarem com dó dele e fazerem o que ele quer. Não acredite nele. Se você desconfia que a pessoa está fazendo isso de propósito para conseguir o que quer, deixe bem claro que você não vai fazer nada por dó ou pena. Seja firme e você verá como a máscara dele pode cair, cedo ou tarde.

Essas são as situações mais comuns de manipulação que podem acontecer. Mas em alguns casos mais sérios, psicopatas podem até ferir e prejudicar pessoas inocentes. Caso você passe por algum caso extremo como esse, procure as autoridades legais e a ajuda de profissionais como psicólogos ou psiquiatras para ajudarem você a lidar com o caso. Em situações em que se perde o controle, toda ajuda deve ser pedida.


Texto escrito por Ricardo Sturk da Equipe Eu Sem Fronteiras

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]