Nutrição Vegetarianismo

Como a carne chega até você?

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

Como a carne chega até você? Como os animais são escolhidos e preparados para irem até o abate? Em alguns momentos, temos esses pensamentos, principalmente quando nos deparamos com alguma figura vegetariana nos meios de comunicação, e também quando nos explicam os diferentes tipos de vegetarianismo.

Ser vegetariano tem várias vantagens – e quase nenhuma desvantagem – para a nossa saúde e corpo, como por exemplo: Um controle maior do peso, por causa da dieta com pouca gordura saturada e refeições menos calóricas, um intestino com o funcionamento melhor, o que diminui o desenvolvimento de alguns tipos de câncer no aparelho digestivo, a redução dos riscos de doenças cardíacas, entre outros benefícios.

Para poder explicar melhor o que é o vegetarianismo, suas vantagens e também todo o trajeto dos animais no abate, separamos algumas dicas de documentários que abordam a questão:

The Meatrix – 2003

Mesmo tratando-se de uma animação, a mensagem é passada do mesmo jeito que os filmes com imagens reais. The Meatrix já foi traduzido para 39 línguas (incluindo o português), ganhou vários prêmios em festivais importantes (SXSW, Webby, Annecy) e mais de 15 milhões de pessoas já assistiram a essa animação.

O filme mostra o que acontece na indústria dos alimentos animais, mas faz isso de uma forma didática, menos impactante e bem objetiva.

Conheça a sua carne (Meet your Meat) – 2012

O documentário, que foi criado pela PETA (Pessoas pelo Tratamento Ético dos Animais), tem apenas 12 minutos, mas teve (e ainda tem) impacto grande. Tão grande que o Burger King informou ao público que só iria comprar carnes e ovos de fornecedores que criassem os animais soltos.

O filme é narrado pelo ator Alec Baldwin (astro consagrado de Hollywood), e nos faz repensar no nosso papel diante da indústria de alimentos animais.

Paredes de Vidro (Glass Walls) – 2007

“Se matadouros tivessem paredes de vidro, todo mundo seria vegetariano”. Essa é a frase principal e que define bem o que é mostrado durante o filme. Esse documentário também foi produzido pela PETA, mas é um pouco mais antigo. O narrador desse filme é Paul McCartney, ex-Beatle e defensor da causa vegetariana.

Terráqueos (Earthlings) – 2005

O impacto desse documentário é bem forte, ele é um dos mais impressionantes que já foi produzido sobre o assunto. Terráqueos tem trilha sonora do Moby e é narrado pelo ator Joaquin Phoenix. As imagens do filme foram feitas com câmeras escondidas, portanto, são exclusivas. As imagens mostram o mau trato animal na indústria da carne e também no mercado têxtil, do entretenimento, cosmético e até mesmo dos pets. O documentário mostra até onde vai a capacidade do ser humano de ferir os animais.

Troque a faca pelo garfo (Forks Over Knives) – 2011

Esse documentário mostra os benefícios da dieta vegetariana e como ela pode evitar doenças crônicas que se tornaram comuns nos dias atuais, mas que não existiam antigamente. O motivo do crescimento dessas doenças? O consumo desenfreado da carne.

O documentário tem entrevista com nutricionistas, bioquímicos e físicos, e mostra como a alimentação focada na carne pode causar diabetes, hipertensão e até mesmo o câncer.

Sushi: The Global Catch – 2012

A maioria das pessoas não enxergam a pesca como algo tão cruel como a indústria de alimentos animais. Mas a pesca desenfreada também tem impactos enormes dentro da natureza.

A pesca está tão descontrolada que o atum já está em risco de extinção – assim como outras espécies.

A carne é fraca – 2005

Documentário brasileiro que traz entrevistas e depoimentos de jornalistas e pesquisadores sobre o impacto do consumo de carne, não apenas na saúde humana, mas também no meio ambiente e no mundo animal.


  • Escrito por Klenair Franklin da Equipe Eu Sem Fronteiras.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]