Convivendo Espiritualidade

Como abrir o terceiro olho?

Aumentar o nível de intuição e percepção, sendo capaz de compreender e identificar as energias do ambiente, pode ser uma ótima habilidade para ser desenvolvida, não é mesmo? E você pode fazer isso abrindo o seu terceiro olho. Mas como abrir o terceiro olho? Entenda neste artigo.

Quem acha que o terceiro olho é um papo puramente espiritual está muito enganado, porque até mesmo a ciência embasa a existência dele. Quer saber de que maneira ciência e espiritualidade se unem a respeito desse tema? A gente já vai chegar lá.

Enfim, esperamos que este artigo tire todas as suas dúvidas a respeito do que é o terceiro olho, como abri-lo, quais são os benefícios e também, é claro, os perigos de fazer essa abertura. Esclareça isso e muito mais para estimular a sua intuição e a identificação das energias que circulam no seu ambiente.

O que é o terceiro olho?

Em resumo, o terceiro olho é uma região localizada na região da nossa testa, e tem esse nome por estar localizada entre os nossos olhos. É importante dizer que o terceiro olho é um conceito tanto científico quanto espiritual, e explicaremos isso nos parágrafos a seguir.

O terceiro olho não é um conceito puramente espiritual, porque é, na verdade, uma glândula existente em nosso corpo. Conhecida como glândula pineal, ela tem o tamanho de uma ervilha e a forma de uma pinha. Por isso tem esse nome. Ela produz e controla a melatonina, responsável pela qualidade do nosso sono.

Uma ilustração de um cérebro na qual se vê, em destaque, a glândula pineal.
sciencepics / Shutterstock

Por muito tempo, quando a ciência ainda se misturava a conceitos espirituais e metafísicos, como na Idade Média, acreditava-se que a glândula pineal era uma ponte entre o nosso lado racional e o nosso lado espiritual. Além disso, muitas culturas seguem acreditando nisso, que ela é um “radar” que capta energias e informações implícitas no ambiente.

Segundo o hinduísmo e o budismo, por exemplo, o terceiro olho é responsável pelo bom funcionamento de dois importantes chakras, o Ajna, que fica entre as sobrancelhas, chamado também de chakra frontal, e o Sahashara, localizado no topo da nossa cabeça. Eles são os responsáveis por transmitir energias vitais e revelar informações e influências espirituais.

O que acontece quando abrimos o terceiro olho?

Como a abertura do terceiro olho é um processo espiritual, acontece de maneira diferente, única e individual para cada um de nós. O que podemos dizer desse processo como um todo é que ele estimula algumas coisas. A primeira delas é a sensibilidade.

Quando estamos com o terceiro olho aberto, sentimos mais e com mais intensidade: nossas dores, as dores do outro, a felicidade, o prazer… A abertura do terceiro olho é como um convite à vulnerabilidade, porque ficamos mais expostos a estímulos e sensações de todos os tipos.

Intelectualmente, a abertura do terceiro olho nos permite perceber informações e sentidos que não estavam sendo percebidos. Então é ótimo fazer esse processo de abertura em momentos nos quais é necessário tomar decisões importantes, chegar a conclusões e por aí vai.

Por fim, a abertura do terceiro olho abre também os canais de conexão com o mundo espiritual. Por isso ele estimula a intuição e a conexão com o Todo e com o divino. Como nossa relação com esses conceitos são bastantes individuais, cada um vai sentir essa influência de uma maneira diferente.

Como abrir o terceiro olho?

Abrir o terceiro olho não é um processo mágico que acontece do dia para a noite. Essa jornada exige de nós autoconhecimento, autocuidado e uma série de posturas que incentivem a nossa intuição e a nossa espiritualidade. Confira práticas que podem ajudá-lo a abrir o terceiro olho.

À sua testa, um homem segurando uma esfera branca que tem um desenho de um olho.
Alekseji Sarifulin de Getty Images / Canva

Ah, e é importante dizer: por mais que essa seja uma prática espiritual, não acredite em pessoas que prometem “superpoderes” ou “viagens transcendentais”. A abertura do terceiro olho vai te colocar mais em contato consigo mesmo, por isso essa jornada precisa ser feita por você!

Separamos aqui algumas práticas que o ajudarão a abrir o terceiro olho, incentivando seu lado espiritual e sua conexão com o todo: um mantra, uma oração, uma meditação e um chá. Confira!

Mantra para abrir o terceiro olho

Os mantras para abrir o terceiro olho devem ser entoados durante a meditação. Eles são bem simples e geralmente são interjeições terminadas com o som das letras S ou N. Você pode usar as palavras “chis”, “ches”, “in”, “ris” e isis. O importante é repetir muitas vezes e alongar as palavras: “iiiiiiiisiiiiiiiiisssssssss”.

Oração para abrir o terceiro olho

Preces nos ajudam na tarefa de abrir o terceiro olho porque são a melhor maneira de nos comunicarmos com o mundo divino. Por isso você pode entoar essa oração quando quiser passar pelo processo de abrir o terceiro olho:

“Ó, terceiro olho que há em mim, apareça em meus sonhos e escancare a minha sensibilidade. Que você ilumine a minha vida e me ensine a sabedoria do Universo.

Pelos poderes de todos aqueles que já abriram o terceiro olho, eu peço que o meu desabroche como desabrocha uma flor, brilhando forte como uma joia no centro da minha testa.

Desejo que esse olho se abra e nunca mais se feche!
Desejo que esse olho se abra e nunca mais se feche!
Desejo que esse olho se abra e nunca mais se feche!

Ó, encantador terceiro olho, traga à minha vida fluidez espiritual e mostre a mim o meu futuro, derramando bênçãos sobre os meus caminhos.

Meu terceiro olho vai se abrir e vou me unir ao infinito!
Meu terceiro olho vai se abrir e vou me unir ao infinito!
Meu terceiro olho vai se abrir e vou me unir ao infinito!

Que a expansão e o poder mágico do terceiro olho já sejam uma realidade em minha caminhada espiritual! Abra-te. Amém”.

Meditação para abrir o terceiro olho

Meditar com a intenção de abrir o terceiro olho é uma prática que se potencializa pela manhã, assim que você despertar. Durante a meditação, repita os mantras indicados acima e, se possível, ouça a frequência 963 Hz, que ajuda a abrir o terceiro olho durante o processo meditativo.

Chá para abrir o terceiro olho

Uma xícara de chá de artemísia numa tábua.
HeikeRau de Getty Images / Canva

O chá mais indicado para promover a abertura do terceiro olho é o chá de artemísia, que é uma erva poderosíssima e com muitas propriedades mágicas. A artemísia atua no desenvolvimento da intuição, da vidência e da conexão espiritual como o todo. Confira essa receita de chá para abrir o terceiro olho:

Ingredientes:

  • 2 colheres de sopa de folhas secas de artemísia
  • 1 litro de água fervente

Ferva a água e, após isso, deixe as folhas de artemísia repousarem na água por 10 minutos. Após coar, você pode ingerir de 2 a 3 vezes em um dia.

Sintomas do terceiro olho aberto

A abertura do terceiro olho normalmente é acompanhada de alguns “sintomas” bastante característicos. O primeiro deles é que os nossos cinco sentidos ficam muito mais aguçados e sensíveis, então cheiros, sabores, cores, toque, sons… Enfim, tudo fica mais pulsante e parece que percebemos o que antes não percebíamos.

Além disso, quem está com o terceiro olho aberto normalmente sente uma sensação que pode ser descrita como comunhão, união ao Todo e outras expressões. É como se você percebesse quanto tudo está conectado e que você faz parte do Universo. Sinais e sincronicidades acontecem também.

Outro sintoma comum é atenção e preocupação com a saúde. As pessoas com o terceiro olho aberto se preocupam mais com o seu bem-estar e entendem que um corpo e uma mente saudáveis são essenciais para uma vida próspera e agradável, por isso priorizam os cuidados com a alimentação e a saúde em geral.

Tudo o que é superficial incomoda as pessoas que estão com o terceiro olho aberto. Eles passam a buscar cada vez mais profundidade em suas relações e se afastam de relações que sejam puramente carnais ou movidas por interesses, maldade ou qualquer tipo de energia que não vibre positividade.

O “sintoma” mais físico de todos esses é que surge uma sensibilidade excessiva à luz, quase uma fotofobia. E isso vem acompanhado de uma dor ou um incômodo na região do terceiro olho, entre as sobrancelhas, como se alguém estivesse pressionando essa área. Meditação pode aliviar esse incômodo e a sensibilidade à luz.

Perigos da abertura do terceiro olho

Muitas pessoas se perguntam: abrir o terceiro olho é pecado? Mas os perigos da abertura do terceiro olho não são esses. E não, abrir o terceiro olho não é pecado, porque não atraímos nenhuma energia negativa somente por fazer essa tal abertura, então fique tranquilo.

Uma mulher triste.
kupicoo de Getty Images Signature / Canva

Mas abrir o terceiro olho é perigoso para quem não estiver disposto a lidar com a sensibilidade e a vulnerabilidade que são decorrentes dessa abertura. Quando ficamos mais sensíveis, sentimos o que é bom com mais intensidade, mas também o que nos machuca pode nos ferir ainda mais, por isso é preciso cautela.

Além disso, o terceiro olho nos deixa mais conectados ao mundo espiritual, então a proximidade ou a presença em ambientes, situações e ao lado de pessoas que emanem energias negativas pode ser bastante perigoso, porque “convida” essas energias maléficas a se aproximarem e permanecerem.

Você também pode gostar

Isso é tudo o que você precisa saber para começar a pensar em abrir o seu terceiro olho. Ainda que os benefícios da sensibilidade e da espiritualidade possam ser benéficos e bem-vindos, tome cuidado para não atrair energias negativas por estar mais conectado ao mundo espiritual. Com cautela e boas intenções, os benefícios podem ser muitos!

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para colunistas@eusemfronteiras.com.br