Nutrição Nutrição Infantil

Como incentivar os pequenos a comerem alimentos saudáveis

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

Dicas para uma comidinha mais saudável para as crianças.

Uma alimentação saudável é fundamental para o desenvolvimento da criança, além de auxiliar na formação, previne doenças e colabora para o bom funcionamento do corpo. Por muitos anos a alimentação infantil foi estimulada por guloseimas, como se os pequenos não precisassem dos nutrientes e vitaminas contidos nos alimentos como frutas e vegetais, por exemplo.

Nesse ciclo fomos formando pessoas que se alimentam apenas de comidas industrializadas, não conhecem os alimentos naturais, não experimentam coisas novas e rejeitam tudo que é da família dos legumes, vegetais e frutas.

E como reverter esse quadro?

shutterstock_151828754Estudos apontam que desde a gestação a alimentação da mãe pode influenciar na alimentação do bebê, será mais fácil a aceitação por comidas naturais e mais saudáveis se a gestante já tiver este hábito durante a gravidez.

Os adultos são exemplos e por isso é fundamental que todos tenham bons hábitos alimentares, não adianta esperar que a criança goste de alimentos saudáveis se os pais não gostam. É importante também ressaltar que a hora da refeição deve ser um momento de prazer, sem estresse, não se deve forçar a criança a comer mais do que quer ou algo que recusa.

Segundo a apresentadora e nutricionista, Gabriela Kapin, existem cinco mandamentos que toda criança precisa seguir para uma alimentação saudável:

  1. Fazer as refeições sentados à mesa – como falamos anteriormente, a refeição deve ser um momento de prazer em família, sentados à mesa, estimula a boa alimentação, constrói momentos de diálogo e interação, além de estar na melhor posição para se comer.
  2. Comer sem distração – Como dizem “a hora da refeição é uma hora sagrada”, não se deve comer assistindo televisão, mexendo no celular ou com brinquedos. É preciso concentração ao que está comendo, para melhor ingestão e digestão dos alimentos.
  3. Saber e conhecer o que está comendo – ensine desde cedo a criança o nome dos alimentos e a importância deles para nosso corpo, não tente enganá-la para comer algo que não conhece, é preciso ensinar a comer bem e não manipular a criança.
  4. Ter cinco cores no prato – São as vitaminas e nutrientes que dão cor aos alimentos, ter um prato colorido significa ingerir uma variedade destes nutrientes.
  5. Experimentar novos alimentos – Sempre! É bom comermos coisas novas, fazer disso um hábito amplia nosso repertório e evita aquele “não gosto” sem nunca ter comido. Faça disso um jogo e será muito divertido.

Uma boa dica também para estimular a boa alimentação dos pequenos é deixá-los participar dos processos. Leve-os ao supermercado, apresente as características dos grupos de alimentos, ensine onde e como escolher os melhores produtos.

Elabore receitas que eles possam participar, além de proporcionar momentos gostosos em família, a criança visualiza o preparo do prato e por ter confeccionado, desperta o interesse em experimentar.

 

Uma alimentação saudável começa em casa, incentive seus filhos desde cedo e não terá problemas no futuro.


  • Texto escrito por Carolina Peixoto da Equipe Eu Sem Fronteiras

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]