Autoconhecimento Constelação Familiar Constelação Sistêmica

Constelação Quântica: Acessando outros Campos!

Constelação Quântica
Raquel Koury
Escrito por Raquel Koury

Olá Amados,

Hoje venho responder as tantas perguntas que recebemos sobre as Constelações Quânticas.

Mas Raquel, todas as Constelações não são Quânticas? Qual a diferença? Por que suas constelações são diferentes?

Amados e Amadas, lembrando que não existe o certo ou errado, uma vez que regra nº 1 das constelações é o NÃO JULGAMENTO, chamo de Constelações Quânticas aquelas que observam os campos além do familiar, porém dentro do contexto científico com o qual me oriento, sempre!

Além do mais, quem acessa este nível maior de consciência, também tem a responsabilidade de ajudar o cliente pós constelação. Oras, se até nas constelações mais convencionais as pessoas saem chocadas sobre o que viram oculto em seu sistema, muitas vezes precisam de orientação terapêutica para lidarem com o que o campo revelou, que dirá aqueles que tem emaranhamentos fora de eu sistema familiar, o que é muito comum em pessoas mais sensíveis, as quais chamo de SENSITIVAS.

Procuro ensinar as pessoas, desde as que atendo como também meus alunos sobre esta responsabilidade. Muitas pessoas acreditam que quando descobrimos onde está o “nó”, o problema, nos curamos. Mas isso não é verdade para a maioria.

Somos diferentes, apesar de termo problemas familiares em comum, algumas pessoas precisam de um acompanhamento pós constelação, em especial aquelas que sequer sabiam que seu problema está identificado com alguém que não é do seu sistema familiar. Claro que nem todos querem desenvolver os dons e a sensitividade, mas ao menos é necessário que compreendam e aprendam a desidentificar-se daquele campo que, por ressonância mórfica, acabaram captando.

Gravei um pequeno vídeo no IPDS, onde falo de outras terapias também capazes de ajudar o cliente em seu processo, pós constelação. Após meu vídeo, explico mais tecnicamente como funcionam este campos.

Ao longo de nossa história estes campos vem sendo observados e estudados por diversos cientistas da área. Porém, foi através dos experimentos do Parapsicólogo e Biólogo Rupert Sheldrake que estes campos foram reconhecidos cientificamente.

Mas Raquel, o que são estes campo???

Há muitos anos fiz um compilado deste material, traduzi um vídeo muito antigo para apresentar num congresso. Ainda que a qualidade não esteja boa vou compartilhar com vocês no final deste artigo, pois as imagens trarão maior entendimento do que as palavras, por vezes, técnicas de mais para alguns. Vale a pena assistir para perceber a magnitude destes campos, que explicam a maioria dos fenômenos estudados na parapsicologia.

Sem entrar no mérito religioso, os estudos científicos nos mostram como as pessoas acessam memórias de outras, mesmo que não sejam de seu sistema familiar. Isso vem explicar os estudos das vidas passadas, que segundo os cientistas, pessoas que tem estes acessos, muitas vezes acreditam que já foram outra pessoa em uma vida passada. Porém, dentro deste estudo, temos a explicação de que trata-se de uma pessoa mais sensível que, por ressonância mórfica/quântica, acessou o campo de outra pessoa viva ou não, deste tempo ou de outro, desta ou de outra dimensão…

Os fenômenos são explicados de forma diferente por cada linha de estudo. Se você vai na igreja espirita você encontra uma resposta, na evangélica, outra. Se vai num terapeuta de vidas passadas, é claro que ele trabalhará com a questão de acordo com seus estudos e crenças. Porém, é na ciência que encontramos explicações que fazem mais sentido para a maioria, digamos que livre de crenças, se é que isso é possível.

Ao contrário dos campos físicos, os campos mórficos não envolvem transmissão de energia convencional. Por isso, sua intensidade não decai com o quadrado da distância, como ocorre, por exemplo, com os campos gravitacional e eletromagnético. O que se transmite através deles é pura informação. É isso que nos mostra o famoso exemplo do 100º MACACO. Nele, o conhecimento adquirido por um conjunto de indivíduos agrega-se ao patrimônio coletivo, provocando um acréscimo de consciência que passa a ser compartilhado por toda a espécie.

Constelação Quântica

Ressonância mórfica: A teoria do centésimo macaco.

Na biologia, surge uma nova hipótese que promete revolucionar toda a ciência. Era uma vez duas ilhas tropicais, habitadas pela mesma espécie de macaco, mas sem qualquer contato perceptível entre si. Depois de várias tentativas e erros, um esperto símio da ilha “A” descobre uma maneira engenhosa de quebrar cocos, que lhe permite aproveitar melhor a água e a polpa. Ninguém jamais havia quebrado cocos dessa forma. Por imitação, o procedimento rapidamente se difunde entre os seus companheiros e logo uma população crítica de 99 macacos domina a nova metodologia. Quando o centésimo símio da ilha “A” aprende a técnica recém-descoberta, os macacos da ilha “B” começam espontaneamente a quebrar cocos da mesma maneira.

Constelação QuânticaNão houve nenhuma comunicação convencional entre as duas populações: o conhecimento simplesmente se incorporou aos hábitos da espécie. Segundo o cientista Sheldrake, os campos mórficos são estruturas que se estendem no espaço-tempo e moldam a forma e o comportamento de todos os sistemas do mundo material:

Átomos, moléculas, cristais, organelas, células, tecidos, órgãos, organismos, sociedades, ecossistemas, sistemas planetários, sistemas solares, galáxias, sistemas familiares: cada uma dessas entidades estaria associada a um campo mórfico específico. São eles que fazem com que um sistema seja um sistema, isto é, uma totalidade articulada e não um mero ajuntamento de partes.

Aprenda sobre os Campos Mórficos

DICA DE HOJE: Hoje venho propor um reflexão: Tudo que conhecemos como NOVO, já existe na natureza. Prova disso é que a maioria os cientistas buscam nela suas comprovações. Procure refletir que, assim como nos exemplos do vídeo, nós seres humaninhos, também repetimos os padrões de nossa espécie, do nosso sistema familiar, social, educacional, assim também como de outros sistemas que não conhecemos conscientemente, mas que da mesma forma existem. Após assistir o vídeo acima, procure observar a natureza ao seu redor. Perceba o padrão de comportamento e repetições dos pássaros, dos peixes, das formigas. Quantas vezes paramos para observar e aprender com ela?

Você consegue perceber que vivemos sobre um falso livre arbítrio???

Se quiser informações sobre os cursos, constelações, mentoria online ou participar do nosso grupo do Whats App CLIQUE AQUI e envie: “seu nome e escreva participar do grupo”

Boa reflexão.

Beijos Quânticos


Acompanhe a série completa:

Vídeo 1 Vídeo 2 Vídeo 3

Sobre o autor

Raquel Koury

Raquel Koury

É escritora, parapsicoterapeuta e professora de Filosofia, parapsicologia, Constelações Familiares e diversos cursos de formação e especialização de terapeutas. Possui mais de 50 cursos de formação em seu currículo em diversos segmentos Terapêuticos, dentre eles: Parapsicologia, Reiki Xamânico, Cromoterapia, Psicoterapias, Terapia Sistêmica Individual e em Grupos, Constelações Familiares, Terapia de Casais, Psicanálise Sistêmica, Psicopedagogia Infantil Sistêmica, dentre outros. Escritora da série “SENSITIVOS” (Pensamento Cultrix), prefaciado pelo cineasta e Diretor da Rede Globo, Roberto Farias e “Mãe é Mãe - Contos e Crônicas”, doado a creche especial Maria Claro.

Raquel Koury e a Equipe IPDS realizam atendimentos virtuais VIA SKYPE e telefone. Pessoalmente atendem em Sorocaba e Itu e contam com parceiros em outras regiões do Brasil.

Site profissional: www.ipds.org.br

Site pessoal: www.raquelkoury.com

Facebook: facebook.com/Clinica.IPD

E-mail: [email protected]