Autoconhecimento Constelação Familiar Constelação Sistêmica

Constelação Familiar: Comigo NÃO DEU CERTO! Por que?!

Constelação Familiar
Raquel Koury
Escrito por Raquel Koury
Olá amados,

A cada ano que desenvolvemos um projeto interativo com vocês, fico ainda mais realizada. Mesmo não conseguindo mais responder diretamente, sempre me desdobrei para ler os relatos, pois são lindas histórias as quais respeito muito, e sei que muitas vezes, vocês me escrevem com lágrimas nos olhos.

Eu sinto isso.

Porém o volume de trabalho vem aumentando na mesma medida que os pedidos de ajuda, enquanto os voluntários comprometidos diminuíram, infelizmente. A duras penas venho mantendo alguns projetos sociais do IPDS em parceria com entidades filantrópicas, mas pouco tempo sobra para dar a atenção necessária para suas lindas histórias.

Temos um grupo no WhatsApp onde sempre que posso interajo com as pessoas, mas adivinha… é só eu aparecer no grupo que começa aquela folia no meu privado:

Fiquei com dúvida: E AGORA RAQUEL??? 

Em épocas de inscrições de cursos chego a dar um tempo com redes sociais, outras tenho auxilio de assistentes, e algumas cheguei a desabilitar meu zap pessoal, por falta de tempo mesmo. Assim, no final deste artigo vou propor uma forma de respondê-los, espero que gostem.

Amados, hoje vim responder de forma generalizada as tantas pessoas que me perguntam o por que suas Constelações não deram certo. Em sua maioria, são pessoas que já fizeram diversas terapias sem sucesso. Mas sentiram esperança ao ouvirem de outras pessoas sobre os efeitos “mágicos” das constelações. Tomaram novo fôlego, afinal, desta vez “funcionaria”.

E quanto mais expectativas criamos sobre algo ou alguém, maior será nossa frustração, também!

Já aconteceu de você encontrar um médico fantástico, ou uma faxineira impecável, ou um pedreiro caprichoso, recomendá-los e ouvir depois que a indicação foi péssima??? Pois é a mesmíssima coisa com os métodos terapêuticos e seus profissionais.

Daí sua vizinha vai lá, faz uma constelação, se entrega ao campo, muitas vezes sem conhecimento algum sobre o método, ela solta, desprende-se daquilo e passa a VIVER diferente. Então, a vida dela muda, começa a ganhar dinheiro, o relacionamento com a família melhora e tudo dá certo. Claro que ela vai recomendar aos outros.

Porém, somos diferentes, temos necessidades e expectativas diferentes e não é porque funcionou com um, que funcionará com o outro. A começar que nem todos os problemas são de ordem sistêmica, estima-se que cerca de 70% sejam, mas e os outros 30%?

Constelação Familiar

Oras, existem problemas, situações e fenômenos que fogem do campo das constelações. Fora que muitos chegam com tanta expectativa na constelação, que depositam nas mãos do terapeuta tanto seus problemas como a responsabilidade de saírem curados, resolvidos. Ao perceberem que dois dias depois as coisas não mudaram em sua vida REAL, se decepcionam e por vezes, ainda colocam a culpa no constelador, no método, no amigo que indicou e por aí vai.

Atendo muitas pessoas que chegam surtadas após constelarem. Reclamando que estão com mais emaranhamentos e dúvidas do que antes de serem consteladas. Já atendi suicidas com questões semelhantes e percebo um padrão em comum entre eles que chamo de masturbação mental.

No desespero as pessoas aceitam todas as ajudas: padre, pastor, pai de santo, cartomante, candomblé, terapias alternativas e mágicas. Também seguem vários palestrantes, professores e demais conteúdos disponíveis na net, estudando dezenas de teorias, aplicando uma técnica por dia e nesta busca desesperada descobrem as Constelações, um método muito explorado, mas ainda pouco compreendido. Após a Constelação, ao invés de silenciar e refletir sobre o que o CAMPO sistêmico revelou, ela corre na net assistir mais vídeos e relatos de constelações (dos outros), e claro que se identificará com quase tudo até SURTAR! 

E aí vem??? 

Raquel Socorro! Por que comigo não deu certo? 

Primeiro que só para limpar tudo isso, não é fácil. Segundo que as pessoas precisam ENTENDER que Constelação é uma psicoterapia breve complementar a um tratamento específico. Por exemplo: A pessoa tem câncer e está fazendo quimioterapia, após a constelação ela vai abandonar o tratamento?

Da mesma forma, muitas questões que se revelam nas constelações são tão profundas que necessitam de terapia SIM. As constelações também aceleram qualquer processo terapêutico, ajudando no diagnóstico de eventuais problemas sistêmicos ocultos, dando início a um movimento interior na pessoa, que abrangerá todo o campo sistêmico dela também. Porém isso não basta, é preciso agir! E a ação é difícil mesmo, por isso a recomendação de um profissional da área que seja também um psicoterapeuta para ajudar a pessoa a lidar com suas próprias resistências, a compreender sua própria constelação e aprender o que fazer com ela.

O X da questão é que as pessoas ACHAM que sabem o que elas têm, mas não sabem.

“Tenho depressão, mas também minha vida é blá blá blá e mi, mi, mi” – daí a pessoa começa com sua ladainha interna, fruto da carência de sua criança interior. Pois bem, até ela dizer que tem depressão, isso é um FATO, e em constelações trabalhamos com fatos e não com histórias cheias de desCULPAS para aquele fato.

Mas a pessoa que chega neste estado, já vem com tanta bagagem (incompleta e sem profundidade), fruto de tudo que viu na internet, que quando recomendamos a técnica Ho’oponopono, por exemplo, para ela primeiro ir se limpando das bagagens desnecessárias, ela diz: Ah, mas ho’oponopono eu já conheço e já fiz várias vezes, assim também como EFT, Reprogramação mental, Auto Constelação e blá blá blá, e comigo nada dá certo!

E eu digo: Desde meus 9 anos de idade até os dias atuais, todas as vezes que o cachorro preto começa a latir demais, eu repito as técnicas que um dia também me recomendaram, e são com elas que consigo domá-lo. Prova disso é que anualmente faço o ciclo de 21 dias, sempre recebendo algo inovador em minha vida, ainda que utilizando técnicas antigas.

Assim, se realmente quer melhorar ou quer ajudar alguém que precisa, veja com carinho a DICA DE HOJE, logo abaixo do vídeo que preparei para vocês.

Constelações: COMIGO NÃO DEU CERTO !!! 

Desmistificando com Raquel Koury 

Fiquei com dúvida: E AGORA RAQUEL??? 

Ok, ok… Vamos fazer um acordo? Deixe sua dúvida ou comentário aí embaixo (sempre nesta página), que a equipe vai selecionando as mais pertinentes ao tema e sempre que possível gravarei um vídeo respondendo, o que acham?

DICA DE HOJE: Hoje vou deixar algo além de dica, vou deixar um pedido para vocês. Peço que (re)leiam com carinho o “DIA ZERO” do ciclo de 21 dias. Muita atenção ao vídeo do CACHORRO PRETO, mesmo que já o conheça tenho certeza que encontrará algo novo hoje. Aqueles que quiserem conhecer o MEU cachorro preto, poderão ler o restante do texto, afinal:

“Não importa quem você é o cachorro preto afeta milhões de pessoas”

Dia Zero – Mude sua vida em 21 dias

Quer participar do nosso grupo do WhatsApp?

Clique Aqui e envie: “seu nome e pariticipar do grupo” 

Recomendação de Limpeza 

Pode ser repetida alguns dias, pode ser substituída ou alternada com outras de seu agrado

Agradecemos se compartilhar este artigo e nos AJUDAR a ajudar mais e mais pessoas. Vamos trocar nossas desCULPAS pela libertação conaciente de nossas CULPAS. Porque minha boca está perto do meu ouvido, porque falo pra vocês, mas antes para mim mesma, porque SUA CURA é a MINHA CURA e a nossa é a do MUNDO.

Sinto Muito, Me Perdoe, Sou Grata e Te Amo

Beijos Quânticos


Acompanhe a série completa:

Vídeo 1 Vídeo 2 Vídeo 4

Sobre o autor

Raquel Koury

Raquel Koury

É escritora, parapsicoterapeuta e professora de Filosofia, parapsicologia, Constelações Familiares e diversos cursos de formação e especialização de terapeutas. Possui mais de 50 cursos de formação em seu currículo em diversos segmentos Terapêuticos, dentre eles: Parapsicologia, Reiki Xamânico, Cromoterapia, Psicoterapias, Terapia Sistêmica Individual e em Grupos, Constelações Familiares, Terapia de Casais, Psicanálise Sistêmica, Psicopedagogia Infantil Sistêmica, dentre outros. Escritora da série “SENSITIVOS” (Pensamento Cultrix), prefaciado pelo cineasta e Diretor da Rede Globo, Roberto Farias e “Mãe é Mãe - Contos e Crônicas”, doado a creche especial Maria Claro.

Raquel Koury e a Equipe IPDS realizam atendimentos virtuais VIA SKYPE e telefone. Pessoalmente atendem em Sorocaba e Itu e contam com parceiros em outras regiões do Brasil.

Site profissional: www.ipds.org.br

Site pessoal: www.raquelkoury.com

Facebook: facebook.com/Clinica.IPD

E-mail: [email protected]