Linguagem do Corpo Saúde Integral

Dores no sacro: Desapegue de velhas teimosias!

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

O Sacro é um osso grande e triangular localizado no fim da nossa coluna vertebral. Faz parte dos ossos do quadril e muita gente o conhece, de forma geral, como cóccix, mas, na verdade, ele localiza-se acima do osso da cauda (cóccix).

shutterstock_128573063-2

“Deixe que as pessoas tomem o seu próprio rumo e aprendam a viver.”

Cristina Cairo afirma em seu livro que dores nesta região podem indicar pessoas que não admitem a derrota e não aceitam mudanças e renovações.

Sacro segundo Cristina Cairo

Significa dificuldade para compreender as mudanças na hierarquia e problemas nesta área traduzem uma pessoa que não sabe perder, não quer ajudar nas mudanças, na implantação de novas ideias, que perde o controle do seu próprio poder, vive apegada ao passado e não aceita renovações. Essa atitude mental propicia uma desestruturação emocional pois suas bases são sempre as mesmas: as velhas teimosias.

O mundo está em constante renovação, tanto material quanto espiritual. A cada geração os conceitos da vida mudam e quem não acompanha a transformação se perde em seu mundo de fantasias. Aceitar coisas novas, não significa abandonar seus ideais ou seus princípios mas, sim, aperfeiçoar as suas próprias ideias. Solte-se sem medo de perder o controle das coisas. Deixe que as pessoas tomem o seu próprio rumo e aprendam a viver.

Não temos o direito de possuir a vida de outra pessoa, impedindo-a de se desenvolver. Relaxe e viva sua vida com maior intensidade. Aumente o poder sobre você mesmo. Determine-se sem dependências.

livro 1

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]