Energia em Equilíbrio Yoga

Entendendo o método DeRose

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras
Sabemos que quando o assunto é yoga, existe uma variedade de linhas a serem seguidas, mas o Método DeRose… Não é yoga. Essa é a definição pregada por seus instrutores. Segundo o seu criador, o método é formado por conceitos próprios e técnicas – e apenas estas – derivadas da yoga. Em outras palavras, o Método DeRose apenas utiliza a yoga como uma de suas ferramentas, porém não se limita a ela.

Quem é seu criador? O nome diz tudo. Luiz Sérgio Alvares DeRose abriu a sua primeira escola na década de 1960 e hoje possui mais de 62 unidades apenas no Brasil e mais 33 espalhadas ao redor do mundo. Atualmente, conta com mais de 1 milhão de praticantes e são mais de cinco mil instrutores formados. Além disso, DeRose possui mais de trinta livros publicados, dentre eles “A Evolução do Método DeRose”, “Meditação e Autoconhecimento, Uni-Yôga” e “Método de Boa Alimentação”.

Mas, então, o que é o Método DeRose? De acordo com o discurso de seu criador, “ele é uma cultura, uma proposta de estilo de vida com ênfase em boa qualidade de vida, boas maneiras, boas relações humanas, boa cultura, boa alimentação e boa forma”. Suas práticas são voltadas para a reeducação respiratória e a administração do estresse. A utilização de técnicas corporais que tonificam o corpo e melhoram a flexibilidade também faz parte de seu acervo de ferramentas. Além disso, métodos de aprimoramento da descontração e da concentração mental também são bastante explorados.

Uma das propostas do método é melhorar a qualidade de vida de seus praticantes. Segundo a filosofia de DeRose, diante da rotina bastante corrida que muitas pessoas possuem, perde-se um pouco da consciência sobre a própria vida. Os atos de acordar, alimentar-se, trabalhar e dormir vem se tornando cada vez mais automáticos. O que o método propõe é justamente aguçar a percepção de ciclos viciosos e munir o praticante com ferramentas capazes de permitir melhor conhecimento de si mesmo e das interações humanas.

O Método DeRose também é muito procurado por atletas de alta performance. Nomes como Lyoto Machida, Israel Silva, Jamie Sterling, Taís Rochel e Renata Teixeira já se declararam praticantes. As aulas de alta performance objetivam desenvolver em seus aprendizes uma resistência emocional. Aliada a esta, o treinamento também é voltado a um aprimoramento físico com foco na resistência.

O método busca ensinar aos seus praticantes como melhor fazer uso de suas mentes na conquista de seus desejos e promete ajudar a despertar no pupilo uma atitude vencedora. Uma de suas técnicas envolve o treinamento respiratório e o aumento da capacidade pulmonar. Através dessa prática, o atleta respira melhor, minimiza o gasto energético e adquire mais vitalidade. O método também ensina como administrar melhor as emoções diante de situações de pressão. Além disso, os exercícios físicos tonificam o corpo de acordo com a exigência da modalidade esportiva do atleta, tornando-o mais saudável, mais dinâmico e mais forte.

Apesar de já ter recebido várias críticas, tanto da imprensa como de profissionais relacionados à yoga, DeRose prevê a abertura de mais escolas dentro e fora do Brasil e não quer ouvir falar em aposentadoria.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]