Nutrição

Fontes de vitaminas para combater as doenças do outono

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

O outono é a estação do ano que marca a transição do verão para o inverno. A mudança do clima, caracterizado por um tempo seco, e a necessidade de acostumar o corpo às novas temperaturas pode levar ao desenvolvimento de algumas doenças.

No entanto existe uma forma de evitar que os problemas de saúde atinjam você. E não pense que você deve ir ao médico para se prevenir contra isso! Aproveitando os nutrientes que a própria natureza fornece é possível se proteger contra as doenças do outono.

A seguir, descubra quais são os problemas de saúde mais frequentes na estação e quais são as melhores formas de preveni-los ou remediá-los. Prepare a caneta e anote todas as dicas que vamos te passar!

Doenças do outono

Homem limpando nariz com papel.
Foto: Brittany Colette/Unsplash

Quando uma pessoa começa a sentir o nariz escorrendo e algumas dores pelo corpo, ela já deve imaginar que está com um resfriado. Embora o vírus dessa doença permaneça no organismo por cerca de três dias, a sensação de mal-estar e a coriza podem durar um pouco mais.

No caso da gripe, muitas vezes confundida com o resfriado, destacam-se sintomas como febre, fortes dores no corpo e dificuldade respiratória com falta de ar e tosse seca. Além disso, a gripe pode durar mais de uma semana.

Durante o outono, o frio e a falta de chuva tornam comum a incidência de doenças respiratórias, como asma, pneumonia e rinite alérgica. Para esses problemas, é recomendado o auxílio médico, além da ingestão dos alimentos que serão recomendados a seguir.

Para se livrar de quaisquer incômodos, existem fontes de vitamina que você pode ingerir, até mesmo antes de sentir os sintomas apresentados anteriormente. Lembre-se: se o seu problema de saúde for persistente, procure ajuda médica. Confira as fontes de vitamina que você pode encontrar no outono!

Fontes de vitamina para o outono

Vários vegetais enfileirados.
Foto: Dan Gold/Unsplash

Alimentos que contêm vitamina C são os mais indicados para se prevenir e para se tratar de doenças respiratórias. As verduras, os legumes e as frutas a seguir desenvolvem-se principalmente no outono e são ricas em vitamina C, mas também apresentam outras qualidades.

1) Agrião

Folhas de agrião.
Foto: 123rf

Benefícios: é rico em iodo, que controla o funcionamento do metabolismo, estimula a produção de colágeno e a cicatrização. Além disso, ameniza os sintomas dos problemas respiratórios, reforçando o sistema imunológico.

Sugestão de consumo: em folhas, pode ser incluído no preparo de uma salada. Se preferir, pode preparar uma vitamina com agrião e laranja ou com agrião e limão, se quiser ingerir as vitaminas com um sabor adocicado ao fundo.

2) Brócolis

Brócolis.
Foto: 123rf

Benefícios: apresenta vitamina A, além de vitamina C, ferro, fósforo, cálcio e fibras. É ideal para fortalecer o organismo e para combater a fraqueza proveniente de gripes e resfriados. Auxilia no processo de digestão.

Sugestão de consumo: as duas formas de ingerir brócolis sem perder as vitaminas são comendo o alimento cru, em uma salada, ou preparando-o no vapor por no máximo vinte minutos.

3) Chuchu

Chuchu picado.
Foto: 123rf

Benefícios: contém vitamina A e potássio, então é um agente importante na manutenção da visão e da hidratação da pele. É um alimento diurético, que ajuda a limpar o organismo.

Sugestão de consumo: é ideal consumir o chuchu cru, com a casca bem lavada na hora de preparar a salada. Se preferir, é possível incluir o alimento em uma sopa, embora o aproveitamento nutricional seja maior no primeiro caso.

4) Jiló

Jilós.

Benefícios: é uma fonte de cálcio, de ferro e de fósforo. Isso significa que o jiló favorece o fortalecimento dos ossos e dos músculos, mesmo quando a pessoa estiver se sentindo fragilizada.

Sugestão de consumo: os benefícios do jiló só farão diferença no organismo se esse fruto for ingerido com frequência, duas vezes por semana. Para isso, você pode triturá-lo e fazer uma farofa ou deixá-lo de molho na água salgada por cerca de quinze minutos.

5) Rúcula

Folhas de rúcula.
Foto: 123rf

Benefícios: com muita vitamina C e muita vitamina A, a rúcula é uma defensora do organismo contra as viroses que podem se propagar durante o outono. Atua também como anti-inflamatório, auxiliando no tratamento de dores de garganta.

Sugestão de consumo: uma salada de rúcula é a opção mais nutritiva para aproveitar todos os benefícios que essa verdura pode oferecer. Quando ela é aquecida, perde parte dos nutrientes, embora possa ser utilizada para fazer charutos recheados com carne.

Você também pode gostar

6) Repolho

Repolho picado.
Foto: 123rf

Benefícios: é importante para fortalecer o sistema imunológico e garantir o bom funcionamento do metabolismo, pois contém vitamina A em sua composição.

Sugestão de consumo: diferentemente de outros vegetais, o cozimento é uma forma de tornar o repolho ainda mais nutritivo. Em uma sopa ou para fazer charutos recheados, você pode escolher essa verdura.

7) Nabo

Nabos.
Foto: 123rf

Benefícios: rico em cálcio, potássio e fibras. Fortalece o organismo e estimula a digestão nas pessoas que estiverem constipadas por causa da alimentação pesada e quente do outono.

Sugestão de consumo: as folhas do nabo são a parte mais nutritiva dele, e podem ser incluídas em saladas e em sopas. A raiz, menos nutritiva, pode ser cozida com carnes ou aproveitada em caldos.

8) Goiaba

Goiaba pela metade.
Foto: 123rf

Benefícios: é uma fruta que apresenta vitaminas A, B1 e C, além de cálcio, fósforo, ferro e fibras. Combate as infecções que podem atingir o organismo, além de estimular a produção de colágeno, mantendo a saúde da pele.

Sugestão de consumo: pode ser ingerida na forma crua, depois de ser lavada, com ou sem casca. É possível fazer suco com a fruta, e você pode acrescentar açúcar.

9) Kiwi

Kiwis cortados ao meio.
Foto: 123rf

Benefícios: vitaminas E, C e potássio fazem parte da composição do kiwi, que é preciso ser ingerido com cuidado. A fruta pode ter um efeito laxativo, sendo indicada para casos de constipação.

Sugestão de consumo: ao cortar o kiwi no meio, é possível comer a fruta com uma colher de chá, sem consumir a casca. Também pode ser usado para fazer sucos ou sobremesas.

10) Laranja

Laranja na árvore.
Foto: 123rf

Benefícios: conhecida no combate contra gripes e resfriados, a laranja também apresenta cálcio, fósforo e ferro. É essencial para as pessoas que querem se prevenir de doenças respiratórias.

Sugestão de consumo: o suco de laranja é uma opção simples e saudável para aproveitar todos os nutrientes dessa fruta. Também pode ser consumida crua, sem a casca.

11) Limão

Limões verdes e um amarelo.
Foto: 123rf

Benefícios: contra gripe, resfriado e dor de garganta, o limão é uma boa opção. É também essencial para estimular a produção de colágeno e para manter a boa saúde da pele, sendo útil para desintoxicar o organismo.

Sugestão de consumo: como chá, suco ou tempero, o limão apresenta uma variedade de preparos que não inclui ingeri-lo cru, como se come uma laranja.

12) Maracujá

Maracujás cortados ao meio.
Foto: 123rf

Benefícios: apresenta vitaminas do complexo B, além de ferro, cálcio e fósforo. É indicada para desacelerar o metabolismo, promovendo noites de sono mais tranquilas e bem aproveitadas, essenciais durante o outono.

Sugestão de consumo: na forma de chá e na forma de suco pode trazer uma sensação instantânea de relaxamento. Pode ser ingerido cru ou em sobremesas.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]