Autoconhecimento Comportamento

Melhore os seus hábitos: saiba como ser mais focado em suas tarefas

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

Já pensou conseguir ter a capacidade de permanecer focado o tempo que quiser em uma única tarefa? Como um monge, que consegue meditar por horas, às vezes até por dias, sem perder a concentração?

É claro que você não precisa se tornar um monge, afinal nenhuma tarefa do seu trabalho, por exemplo, demora uma vida inteira para ser realizada — mesmo que seja um objetivo longo, você tem paradas para dormir, comer, ir para casa etc.

Mas muitas pessoas têm dificuldades em se concentrar mesmo por períodos muito curtos de tempo, e é preciso treinar a capacidade de concentração. Afinal, sem ela, não conseguimos realizar muitas tarefas em nossa vida — ao menos não com a maestria, agilidade e qualidade que gostaríamos.

O Eu Sem Fronteiras buscou as melhores referências sobre o assunto para vocês. E, durante nossa busca, encontramos um artigo que fala perfeitamente sobre esse assunto e, por isso, traduzimos o texto para vocês. O texto é de autoria de Leo Babauta, e o artigo original foi publicado no site zenhabits.net. Abaixo, você lê o artigo na íntegra, porém traduzido para o português.

Aproveite o artigo e coloque em prática todas as dicas que o autor nos dá. São como preciosidades que nos ajudam a avançar muito mais rápido em nossas tarefas e, por consequência, em nossa vida. Aproveite!

Mente de monge: como melhorar o seu foco
Por Leo Babauta

Confesso ser tão propenso às distrações da internet como qualquer outra pessoa: começo a ler algo que me interessa e me disperso na imensidão do “buraco do coelho” por horas (ou até mesmo dias).

Mas a minha habilidade de concentração em uma única tarefa melhorou drasticamente, e essa capacidade mudou a minha vida.

Alguns anos atrás, eu não conseguiria me sentar para trabalhar em alguma coisa sem entrar em meu e-mail ou me distrair em um dos meus fóruns de internet ou sites favoritos. Hoje, consigo sentar e escrever.

Consigo excluir as distrações do pensamento — quando mando minha mente fazer isso — e me concentro em algo específico. E isso muda tudo: você se perde na tarefa em que decidiu se concentrar; fica tão imerso no assunto que dá tudo o que tem para este trabalho, e esse se torna um momento meditativo, transformador. Sua felicidade aumenta, o estresse diminui e consequentemente o trabalho melhora. Sua vida melhora.

Sei que muitas pessoas têm problemas em se concentrar em uma mesma tarefa por muito tempo, por isso pensei em dividir algumas dicas que funcionaram para mim.

Práticas para melhorar o seu foco

Não há uma maneira específica de encontrar o foco, mas o que funciona para mim é limpar tudo da mente e criar espaço para o foco. Algumas dicas para fazer isso são:

  • Feche o navegador e o seu e-mail. Faça o mesmo com as redes sociais. Se você precisa trabalhar na internet, então tenha certeza de que apenas as abas do seu trabalho estejam abertas, ou seja, apenas as extremamente necessárias.
  • Desabilite as notificações. Tentar focar em alguma coisa enquanto notificações de novos e-mails, tweets ou atualizações do Facebook aparecem é impossível.
  • Desconecte a internet. Sua conexão, literalmente. Tire o roteador da tomada ou, melhor ainda, vá a algum lugar onde não haja internet (sim, esses lugares ainda existem). Essa é a melhor maneira de encontrar foco.
  • Feche todos os programas, janelas e qualquer outra coisa que não sejam necessárias para a conclusão da sua tarefa.
  • Tenha uma tarefa muito importante para fazer. Não apenas “checar o e-mail”, mas, sim, “escrever um capítulo do meu livro”, ou “escrever aquele ‘maldito’ post do blog que eu venho planejando”, ou ainda “desenvolver aquele novo aplicativo Android”.
  • Limpe sua mesa. Não há necessidade de passar o dia todo nisso — coloque tudo em uma gaveta ou armário, ou até mesmo em uma caixa, e arrume tudo mais tarde. Não é para arrumar agora. Na verdade, não é para fazer absolutamente nada agora — não se preocupe com a configuração do notebook para escrever um texto ou qualquer outro tipo de coisa.
  • Coloque os fones de ouvido. Se há pessoas a sua volta que podem lhe distrair, uma ótima solução é colocar os fones de ouvido e escutar algumas boas músicas, calmas e tranquilas, que ajudem na sua concentração.
  • Use programas simples. Para escrever, eu gosto de editores de texto simples ou programas que bloqueiam qualquer outra coisa. Sem distrações.

Uma vez que você consegue ter esse envolvimento (e você não deve gastar mais do que alguns poucos minutos conseguindo), finalmente, entretenha-se em sua tarefa. Não faça mais nada além dessa única tarefa. Não mude para outras tarefas. Está tendo problemas em fazê-la? Resolva-os.

Como melhorar suas habilidades de foco

Se você não consegue focar em uma única tarefa muito longa, não se preocupe. Isso é completamente normal. Nossos cérebros vêm sendo treinados, pela tecnologia e pela sociedade, para mudar de tarefas periodicamente.

Uma maneira que temos sido treinados para trocar de tarefas é o fato de que alternando entre e-mail, blog, ou redes sociais (como Facebook e Twitter) é gratificante — somos recompensados com uma pequena dose de satisfação cada vez que alguém nos envia uma mensagem (validação social), ou quando temos algo novo e interessante para ler (oba). Alternar tarefas se torna um ciclo de feedbacks positivos que é muito difícil de bater por uma única tarefa.

A maneira de vencer a alternância de tarefas é criar um ciclo de feedback positivo para o foco. Dessa forma:

  1. Comece pequeno. Você precisa focar somente por um minuto, no começo. Limpe tudo o que estiver em volta, escolha uma única e importante tarefa e faça apenas essa atividade por um minuto, sem alternar com nada. No começo, fazer isso é difícil. Mas, se treinar a capacidade de focar-se em estar focado constantemente, você conseguirá fazer isso. No começo, será só um minuto.
  2. Recompense-se. A recompensa por manter-se focado por um minuto pode ser um minuto (ou 30 segundos) no que você quiser. E-mail, Facebook, o que for. Ou levante-se e caminhe por um minuto. Alongue-se, beba um pouco d’água, massageie seu pescoço, curta sua pequena vitória. Impérios são criados com pequenas vitórias.
  3. Repita. Continue mantendo um minuto de foco, um minuto de recompensa (ou 30 segundos de recompensa, caso prefira) até conseguir em torno de meia hora (15 minutos de cada — foco e recompensa). Pronto. Repita esse processo durante o dia. Alegre-se por todo o trabalho que você já concluiu. E observe como vai melhorando o próprio ciclo de feedbacks positivos por manter o foco.
  4. Evolua em passos pequenos. Amanhã, faça com que aquele um minuto se tornem dois — dois minutos focado e um minuto “desligado”, ou seja, fazendo o que quiser. Repita esse processo por 30 minutos e outra vez no final do dia. Sinta-se livre para radicalizar e fazer três sessões de foco em um dia se você sentir vontade, mas não é necessário.
  5. Continue em passos pequenos. Acredito que agora você já consiga perceber o padrão que precisa seguir. Passe para três minutos focado, um minuto desligado no terceiro dia, depois 4:1 (quatro minutos focado, um desligado), depois 5:1 e assim por diante. Quando você chegar em 10 minutos, seja ousado e tire apenas dois minutos de intervalo, ou seja, dois minutos desligado. Quando chegar em 20 minutos focado, tenha três minutos desligado. Em 30 minutos de foco, você merece cinco minutos de desligamento do trabalho. E, uma vez que consegue ficar 30 minutos focado, você pode manter-se nesse estágio. Não precisa se tornar um monge. 

Treine e mantenha ativo o ciclo de feedbacks positivos por tarefas únicas realizadas e você vai reverter àquela programação feita por anos em nosso cérebro de alternar tarefas que foi falado no texto. Você conseguirá avançar em seu trabalho, verá tarefas importantes serem concluídas por você sem tanta dificuldade — apenas com a dificuldade habitual daquela tarefa, mas não advinda da concentração ou falta dela.

Vai perceber que se concentrar se tornará uma forma de meditação para você. É algo maravilhoso, realmente muito bonito, e você pode me agradecer me mandando um convite para uma cerveja na sua cidade natal. Ou comprando meu livro — e então eu usarei o dinheiro para comprar uma cerveja.


Escrito por Giovanna Frugis da equipe Eu Sem Fronteiras

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]