Saúde Integral

O poder do abraço

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

Mãos ao alto, isso é um abraço!
O abraço pode combater infecções virais e doenças, como a depressão

Receber um abraço de alguém querido já é extremamente acolhedor. Mas e se eu te dizer que ele também é uma ótima arma contra o estresse e algumas infecções? Pois é, agora você já tem mais uma desculpa para sair abraçando e recebendo abraços por aí.

Além das sensações de conforto e proteção, um abraço ativa as regiões frontais e temporais do cérebro, que liberam dopamina e serotonina, hormônios ligados a sensação de prazer.
Os benefícios não acabam aqui. De acordo com uma pesquisa realizada pela CMU (Universidade Carnegie Mellon, sigla em inglês), em Pittsburgh, na Pensilvânia (EUA), com 404 adultos, ser abraçado por uma pessoa querida e de confiança traz a sensação de apoio e segurança, podendo ser eficaz no tratamento de doenças como a depressão, considerada hoje como uma das principais causas da diminuição da expectativa de vida.

O mesmo estudo comprova que a recorrência de abraços pode ser avaliada como uma forma de combater infecções virais e resfriados gerados por estresse. De maneira geral, um abraço pode estimular o sistema imunológico, pois libera o hormônio oxitocina, relacionado à sensação de bem-estar e diminuição dos níveis de dor. Essa mistura de sensações ajuda a impulsionar o sistema imunológico.

Couple cats sleep and hugging in their soft cozy bed on a floor carpet

Se quer saber mais, quase 70% da nossa comunicação com o resto do mundo é considerada não verbal, utilizamos muito a linguagem corporal e um gesto simples como um abraço pode ser suficiente para demonstrar afeto, amor e carinho. Esse singelo toque é incorporado em nossas vidas desde que nascemos. Os bebês, por exemplo, reconhecem seus pais apenas pelo tato, o sentimento de segurança e conforto pode ser sentido apenas pelo toque das mãos. E esse sentimento é carregado para o resto da vida.

De acordo com a psicóloga Glauce Assunção, do Hospital São Camilo: “Quem abraça é capaz de sentir o outro, combater suas tristezas e incertezas. Você sustenta as lágrimas da pessoa, lhe dá sensação de conforto. No entanto, nem pense em sair abraçando qualquer um. Abraçar por abraçar, sem intimidade real, pode causar efeitos contrários. Se for forçado, você não se sentirá bem porque, quando você abraça, recebe de volta, esse toque é mútuo. Não adianta dar algo falso.”

Por isso, abrace quem você ame e seja mais feliz!


Texto escrito por Natália Nocelli da Equipe Eu Sem Fronteiras.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]