Autoconhecimento Ho'oponopono

O que é a meditação Ho’oponopono e como fazê-la no dia a dia?

Em tempos em que cada vez mais precisamos falar sobre saúde mental, a necessidade de autocuidado envolve não apenas cuidar do corpo, como também das emoções. Afastar os maus pensamentos, atrair e emanar energias positivas, promover o perdão e o autoperdão e fazer as pazes com o passado… tudo isso ajuda a limpar a mente.

Uma forma de fazer isso é por meio da meditação. Qualquer tipo de meditação ajuda muito, mas existe uma técnica havaiana antiga chamada Ho’oponopono que ajuda – e muito – a aliviar esse peso na alma, esse sofrimento que acorrenta nossa mente e nossas emoções.

Você já ouviu falar dessa prática meditativa? Se quer saber tudo sobre ela e como fazê-la no dia a dia, acompanhe o artigo que preparamos e comece já a sua rotina de perdão e reconciliação!

Meditação Ho’oponopono

Em tradução livre, o termo havaiano “ho’oponopono” significa “reparar um problema” (“ho’o” = “causa”; “ponopono” = “ajustar; corrigir; pôr em ordem”). Entre os próprios havaianos, seu significado é “higiene mental”, o que traduz perfeitamente o ritual, pois ele ajuda a nos libertamos de pensamentos, sentimentos e lembranças ruins, ativando nossa consciência sobre nossa responsabilidade diante de conflitos.

Esse processo, que envolve arrependimento, perdão e autotransformação, foi desenvolvido por Kahuna Lapa’au Morrnah Nalamaki Simeona, que se baseou numa antiga tradição chamada Ho’oponopono Huna, usada pelos antigos sacerdotes para a solução de problemas coletivos, usando o perdão e a reconciliação.

A adaptação da técnica original, no entanto, opera na esfera individual, em que o foco é o autoperdão, a cura interna, a reconciliação com nós mesmos. Ela nos ensina como lidar com o que sentimos – o que fazer em relação a nossos sentimentos. O mantra, inclusive, foca essa relação do “eu”, por meio das suas principais frases: sinto muito, me perdoe, eu te amo, sou grato.

Por meio dessas frases, que são os pilares da oração, entramos em contato com nosso eu interior e transmutamos padrões de pensamentos e comportamentos, encontrando o caminho da compaixão, humildade e gratidão, alcançando, assim, a cura emocional e espiritual.

Significado das frases centrais

A oração do Ho’oponopono é extensa, mas tem como fundamentos as frases que citamos acima. Saber o significado básico de cada uma ajuda muito na concentração e na conexão com o objetivo de autocura e autoperdão. Conheça um pouco sobre o sentido dessas frases:

  • Sinto muito: representa a nossa vontade de transmutar, sendo o primeiro passo para essa mudança de mindset. Evoca a nossa consciência sobre nossas ações.
  • Me perdoe: simboliza a humildade e a libertação do sofrimento, do peso da culpa e da dor causada a si ou a outra pessoa. Fazemos aqui as pazes com o passado.
  • Eu te amo: mostra a maior força que há no mundo, promovendo e doando o nosso melhor a nós mesmos e aos outros. Amar é, antes de tudo, perdoar e aceitar a si e a outrem.
  • Sou grato: último passo do processo, a gratidão nos traz a plena felicidade e realização. Ser gratos quanto a tudo que somos, temos e conquistamos, bem como às lições e aos percalços. Gratidão é libertação do apego.
    Importante lembrar que todas essas frases devem ser proferidas com toda a sinceridade que mora em nós, pois sendo honestos com nossos sentimentos e com os outros, purificamos nossa alma.
Mulher de olhos fechados e com as mãos no peito, como se estivesse meditando ou orando
Engin_Akyurt / Pixabay

Benefícios de fazer a meditação

Como mencionamos no tópico anterior, o Ho’oponopono nos ensina a lidar com as emoções e pensamentos. Não é sobre o que sentimos, mas sim sobre o que fazemos quanto a nossos sentimentos.

Vários são os benefícios dessa prática:

  • Ajuda a constituir a paz interior.
  • Permite que controlemos nossos pensamentos e ações.
  • Promove sentimento de gratidão.
  • Auxilia a fazer as pazes com o passado e a seguir em frente.
  • Reduz os níveis de estresse e ansiedade, gerando bem-estar.
  • Favorece o autoconhecimento.
  • Ajuda a “limpar” a mente, neutralizando lembranças traumáticas.
  • Estimula a estabilidade emocional, permitindo relacionamentos mais saudáveis.

Essas são algumas das múltiplas benesses dessa técnica. Se você quer começar já a praticá-la, não há muito segredo. Siga as nossas dicas abaixo.

Preparativos para meditar

Antes de mais nada, Ho’oponopono não é uma religião, então não é necessário ir a um templo ou seguir uma crença para esperar um resultado. Além disso, é uma prática muito pessoal, portanto não há regras estritas, basta mentalizar os conceitos com atenção plena.

Você pode reservar um local tranquilo, mas também é possível realizar o mantra em qualquer lugar. Procure manter a mente serena, esvaziando um pouco a agitação dos pensamentos e sempre focando na melhoria. Tente cultivar pensamentos positivos, vislumbrando estar em paz consigo mesmo e verdadeiramente pronto a se perdoar e se transformar. Em seguida, parta para a prática da técnica em si.

Como fazer a meditação do Ho’oponopono

Não existe um horário específico para isso, basta que você se encontre disposto e receptivo para a prática. Até porque estamos o tempo todo significando e ressignificando as coisas, eventos e emoções – e um sentimento pode surgir a qualquer momento.

Apesar de não haver uma regra de horário, é possível usar um dado período do dia como um objetivo. Por exemplo, praticar pela manhã ajuda a obter a calma e a concentração para uma nova jornada. Já antes de dormir, ajuda a tranquilizar a mente e a relaxar, além de promover a gratidão por mais um dia.

Existem algumas variações da técnica. Entre elas, a repetição do mantra 108 vezes (com a ajuda de uma japamala, espécie de colar de contas), a música ou a própria oração na íntegra. Você pode escolher a que melhor se encaixar no seu perfil. Se você ainda não tem muita segurança para praticar sozinho, clique no link a seguir e faça a meditação guiada:

Você também pode gostar:

Se você chegou até aqui e manteve a curiosidade sobre essa infalível técnica havaiana, dê uma olhada em nossos conteúdos sobre o tema. Temos um acervo riquíssimo sobre o Ho’oponopono. E comece hoje mesmo a fazer as pazes com quem você é de verdade e com as pessoas que você tanto ama!

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para colunistas@eusemfronteiras.com.br