Autoconhecimento Filosofia

O que é budismo?

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

Uma das maiores religiões do mundo é marca registrada dos países orientais. Afinal, o que é o budismo?

Origem

O budismo foi fundado em VI antes de Cristo por Sidartha Gautama, membro da realeza local que abdicou de sua fortuna para viver com os monges em busca da iluminação. Quando finalmente encontrou o caminho que desejava, Sidartha passou a semear sua sabedoria para seus discípulos, sempre focando em preceitos fortes.

Os primeiros ensinamentos passados pelo budismo buscavam aliviar a dor humana, relatando a respeito das “quatro verdades nobres”.

1 – A vida é insatisfação;
2 – A causa da insatisfação é o desejo;
3 – Para livrar-se da insatisfação, é preciso também livrar-se de seus desejos;
4 – A dor apenas pode ser superada com a ajuda do “caminho óctuplo”: compreensão correta, pensamento correto, ação correta, fala correta, meio de vida correto, esforço correto, consciência correta e concentração correta.

Imagem do rosto de Buda na cor dourada.

Conceito

O budismo é, por muitos, considerado apenas uma filosofia passível de ser seguida casado a outras religiões como o cristianismo, wiccanismo ou espiritismo. Sua definição, entretanto, é dada também como uma religião.

Seus ensinamentos são fundados na sabedoria de Sidharta Gautama, popularmente conhecido como Buda.

Jovem monge budista segurando sobre as suas mãos um livro aberto. Ele está de pé e sobre ele uma luz do sol.

Escolas

As escolas budistas configuram-se dentro de dois nichos: Theravada, de origem mais antiga, e a Mahayana, que integra um budismo mais variado com vertentes do Zen, Tibetano e outros de mesma categoria.

Você também pode gostar

Adoração a um Deus

Não há teísmo dentro do budismo. O próprio Buda posicionava-se contra o tratamento adoratório para com sua figura, definindo-se como um guru e destacando seus ensinamentos de seu indivíduo.

Praticante do budismoo sentando em um tapete, de frente para a estátua de Buda. Eles estão em um espaço aberto e bem iluminado.

Crenças

Dentre seus pontos, os budistas acreditam em um caminho para a libertação, iluminação e elevação física e espiritual orientado pela consciência, atingível por meio de práticas como yoga e meditação e concluído ao alcance do denominado nirvana, o mais elevado grau de consciência.

Além disso, o budismo também crê no Samsara, que consiste na reencarnação como um processo natural para todos os seres vivos do planeta e que essa etapa deve determinar como nos relacionamos com eles, sendo carinhosos com plantas ou animais.

Flor de Frangipani sendo segurada pelas mãos de Buda. A imagem é na cor dourada e a flor é amarela e rosa.

Simbologia

O budismo trabalha baseando-se nas Três Joias, também conhecidas por Gema Tripla, Três Refúgios ou Três Tesouros. Essa simbologia determina o fundamento das tradições budistas, sendo Buda, “O Iluminado”, o representante da primeira joia, o Dharma (lei fundamental e suprema do Universo) e o Sangha (grupo de discípulos budistas).

É seguindo esse contexto que os budistas reenergizam a si mesmos, trazendo discernimento entre situações, consciência aprimorada, aceitação de elementos imutáveis e a vontade de alterar aquilo que deve ser ajustado.

A flor de lótus é um forte símbolo utilizado por budistas. Seu significado é associado ao surgimento de Buda e engloba a pureza espiritual que ele obteve. Além disso, conta-se que, por onde Buda passava, pequenas flores de lótus começaram a nascer.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]