Autoconhecimento Comportamento Doutrina Espírita Espiritualidade

O que são as dimensões espirituais?

Com o avanço das técnicas de escrita e espirituais, o conhecimento sobre as doze dimensões foi ficando cada vez mais nítido, jogando luz sobre o que antes não era perceptível.

Despertando a curiosidade de muitos, cada uma dessas dimensões possui suas peculiaridades e seus graus de evolução, exigindo cada vez mais novas lições e a formação de uma nova consciência, para que a elevação fique síncrona com o espírito.

Dê uma olhada em cada uma delas nesse artigo!

No decorrer da história da humanidade, muitas coisas foram ficando cada vez mais claras. Por exemplo, décadas atrás, acreditava-se que havia, apenas, uma dimensão – a nossa, isto é, a física, com a presença forte do ego e a corrida do ser humano pela evolução dos três corpos.

No entanto, assim que as habilidades de escrita, de psicografia e de clarividência foram se desenvolvendo na população, a história mudou. Novas dimensões foram encontradas e, inclusive, há estudos de que há mais de 30 graus de evolução.

Apesar disso, o conhecimento espiritual e humano só se limitou até a 12ª, fazendo com que a perspectiva de evolução fosse ficando cada vez mais clara.

Ficou interessado(a)? Continue lendo e aproveite esse conteúdo que preparamos para você!

1ª e 2ª dimensões espirituais

Imagem de um lindo rio no meio de uma floresta com muitas árvores e pedras, representando a segunda dimensão espiritual formada pelo reino vegetal e animal.
Ariel Jimenez Gil / Pixabay

A primeira dimensão é formada pelo átomo, pelas moléculas, pelos códigos genéticos, pela água, pelo solo, pelos minerais, pelas estruturas físicas. Já na segunda dimensão é possível encontrar os reinos vegetal e animal. Nela se encontra toda a matéria orgânica com seres unicelulares ou multicelulares.

Na primeira dimensão os seres se comunicam pela sensação, enquanto que na segunda se comunicam também por meio dos cinco sentidos – olfato, visão, audição, paladar e tato, com exceção do ser humano, que se comunica pela linguagem e tem raciocínio e consciência.

Nessas duas dimensões há seres (diferentes do Homem) que entendem pequenos comandos, principalmente por condicionamento, porém não há consciência sobre conceitos.

3ª Dimensão

A terceira dimensão é o estado de consciência em que o ego prevalece e onde o ser humano busca se conectar ao Eu Superior por meio da espiritualidade, contudo sem compreender que antes de ser humano é um ser espiritual. Estão nela os seres encarnados ou em corpo físico.

Aqui a mente é racional, precisa resgatar a ligação com o divino e a comunicação é estabelecida por meio das sensações, dos sentidos e do pensamento. Nesse ponto os seres são capazes de entender conceitos.

Nessa dimensão podemos notar medo, doenças, vitimismos, culpas, carências, rigidez e crueldades. O processo atual pelo qual passa a humanidade é de transição desse nível de consciência para a que é conhecida como a quinta dimensão, na qual o ser humano passa a entender a sua espiritualidade, a sua origem e a unidade do Universo.

Na terceira dimensão as pessoas começam a ter consciência sobre viver uma sociedade mais igualitária, mais justa e voltada ao bem comum, na qual a tecnologia pode ser útil para apoiar a vida na face da Terra e desvendar outras dimensões espaciais e espirituais. Entretanto, para perceber outras dimensões conscientemente, é necessário perseverança e trabalho focado.

4ª Dimensão

Conhecida como mundo astral, a quarta dimensão é também chamada de mundo etérico e de Paraíso e representa um estado de consciência mais elevado.

Na quarta dimensão, é possível se conectar a outras realidades, outras dimensões. Ela coexiste com a terceira dimensão, numa realidade paralela, onde tudo não tem a densidade da matéria, ou seja, é possível atravessar corpos físicos – uma parede, por exemplo.

Aqui estão os seres puramente espirituais, ou seja, sem corpo físico, divididos em duas regiões:

Inferior – onde estão os seres de baixa vibração e o que conhecemos por inferno ou umbral.

Superior – onde estão os seres elementais da natureza, como as fadas, as salamandras, os duendes, os gnomos e onde estão as colônias espirituais, sendo uma delas o Nosso Lar.

Há pessoas que trabalham com essa dimensão para criar possibilidades e buscar o bem-estar, a valorização, a alegria, a paz interior e o amor para os outros, exercendo a cooperação.

5ª Dimensão

Imagem do rosto de uma linda mulher de cabelos ruivos entre uma folhagem com flores brancas. Ela representa uma fada, um ser puramente espiritual, encontrada na região superior da quarta dimensão espiritual.
Anastacia Cooper / Pixabay

A quinta dimensão é onde tudo é eterno e a noção de tempo não existe, pois se pode transitar no que seria o passado, o presente ou o futuro por meio dos corpos mental e astral.

Nela é possível assumir a forma física se houver desejo e necessidade. É onde estão os seres de luz, os mestres de consciência multidimensional a serviço de Deus. Essa é a dimensão para onde a humanidade caminha, o objetivo da transição planetária.

Na quinta dimensão se admite a existência de extraterrestres, de fenômenos paranormais, de forças misteriosas que governam o Universo.

Nesse nível de consciência, o ser humano é capaz de perceber que todos estão unidos pelo amor, podem se conhecer profundamente e viver de maneira plena e harmoniosa, respeitando e compreendendo os demais seres.

6ª Dimensão

Essa dimensão está além da eternidade, onde estão os primeiros mundos eletrônicos. Divide-se em dois mundos: causal (onde estão as almas dos seres humanos) e búdico, onde está a alma divina. É a consciência das infinitas versões que coexistem simultaneamente e podem ser acessadas a qualquer tempo no espaço.

Nessa dimensão se sabe que há muitas outras dimensões, outros seres em diferentes níveis evolutivos, inclusive superiores e outros universos que compõem a mesma unidade. Acredita-se que acessamos essa dimensão enquanto dormimos e nela estudamos e trabalhamos para que o nosso espírito se aperfeiçoe.

7ª Dimensão

Essa dimensão é conhecida por fazer parte dos mundos eletrônicos. Nela está o absoluto, sem forma, o Pai. Há a total eliminação do ego. Ela permite a renovação espiritual.

Na sétima dimensão há a compreensão de que da mesma forma que os seres podem ter várias versões, assim também ocorre com o Universo, começando pelo “Big Bang”, que teria dado início a tudo e que pode ter ocorrido de formas diferentes nos vários universos que compõem o Todo.

É a consciência de que existem universos alternativos e que o nosso ‘big bang” conhecido é apenas uma possibilidade. É a ideia de que o Universo, como o (des)conhecemos, pode ser infinitamente amplo.

Ela representa o amor puro, o “estado desperto”, sempre consciente, a verdade elevada e a conexão com a fonte criadora de todas as dimensões. Quando acessada, essa dimensão é capaz de mudar o pensamento e promover curas instantâneas.

8ª Dimensão

Imagem da sétima dimensão do mundo espiritual, sendo representada por uma galáxia.
WikiImages / Pixabay

Conhecida como a dimensão da “perda do eu”, tudo começa a ficar diferente.

A espiritualidade deixa claro que, no final das contas, o que importa somos “nós” e não “eu”. Então, é isso que acontece nessa dimensão. A individualidade, de modo geral, é perdida, e a consciência se desenvolve para algo mais coletivo, como se tivéssemos uma única mente.

Quando conseguimos atingi-la, é como se tivéssemos dormido ou simplesmente apagado.

9ª Dimensão

Agora, a evolução já está chegando em um nível tão elevado que os sistemas espirituais acabam virando galáxias. Isso mesmo: galáxias!

O pensamento também não está mais centrado em você, e sim no outro. Agora, é como se todos nós continuássemos a pensar de forma coletiva, mas ramificada para vários planetas e galáxias.

É uma evolução de corpo, alma e intelecto. Tudo começa a fazer mais sentido quando você vê todas as estrelas e os propósitos se alinhando para um mesmo lugar.

10ª Dimensão

Apelidada pelos estudiosos do espiritismo como “Fonte dos Raios”, é aqui que a luz tem um papel importante, especialmente o raio Elohim.

Nessa dimensão, não temos mais a consciência do “eu” – apesar de ser um pouco mantida, visto que a maioria das elaborações são individuais e não coletivas – e novos planos/realidades são traçados e enviados para níveis intermediários de criação. É como se os raios fossem responsáveis por criar absolutamente tudo o que vemos de forma materializada.

11ª Dimensão

Sabe aqueles planos de criação que aconteciam na 10ª dimensão? Bom, aqui, eles são concretizados. Por meio dos raios Metatron, dos Akáshicos – governantes das galáxias e dos planetas – e dos Arcanjos, as energias emanadas nos patamares anteriores são materializadas.

A sensação de estar presente nessa elevação é como se fosse antes de um espirro ou de um orgasmo, visto que a energia é muito forte e muito rápida.

O pensamento também já é coletivo, de certa forma, ou seja, a individualidade foi deixada de lado para um bem maior.

12ª Dimensão

Imagem de um lindo céu com nuvens e muita luz vinda do sol, representando a sexta dimensão espiritual onde podemos encontrar a alma divina.
Jplenio / Pixabay

De acordo com os estudos espirituais, essa é a última dimensão da qual se tem conhecimento aprofundado.

Os atributos dela são, praticamente, a tomada de uma consciência universal, compreendendo que, agora, você é parte de um conjunto – “Tudo O Que É”.

Se você está presente nesse grau, não há distinção de nada, já que tudo foi unificado e a consciência já está plena, ou seja, só é ESPÍRITO e mais nada!

Concluindo, as dimensões espirituais são os estágios de consciência espiritual ou de conexão à fonte criadora em que cada ser humano e a humanidade se encontram, além de outros seres que coabitam o Universo.

A ciência vem buscando desvendar, a partir do “Big Bang”, como os planetas se formaram, a matéria que constitui os seres vivos, as relações entre a Terra e o Cosmos, a existência e explicação para os “buracos negros”, a real possibilidade de vida de seres extraterrestres, que outros universos são possíveis, tantas questões que é difícil enumerá-las. Tudo o que se deseja é encontrar respostas e desvendar o sentido da vida.

Você também pode gostar

Algumas respostas, contudo, vêm da ideia de que há uma força superior da qual o ser humano se desprendeu e que para viver em harmonia e plenitude precisa resgatar e assim o fará quando evoluir para outra dimensão ou consciência espiritual.

Reflita sobre essa real possibilidade considerando a transição pela qual passamos da terceira para a quinta dimensão. Observe que começamos a entender a gratidão como um dos sentimentos mais potentes da humanidade, que é possível usar a tecnologia em benefício coletivo, que as conquistas e a felicidade vão muito além de bens materiais e que o consumo e a vida na Terra estão intimamente ligados, para citar alguns exemplos. Busque seu autoconhecimento e a sua maneira de enxergar-se como um ser espiritual. Comece a se conectar com a quinta dimensão!

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para colunistas@eusemfronteiras.com.br