Energia em Equilíbrio

O que são bebidas eletrolíticas

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

É fato que a água é a melhor fonte de hidratação que temos. É recomendável tomar cerca de dois litros dela por dia para garantir o bom funcionamento do organismo. Sucos e chás também são indicadas para estimular o paladar e tornar a tarefa mais fácil para as pessoas de forma geral, visto que muitos ainda sentem dificuldade em beber a quantidade de água necessária. Em outros casos, como o dos atletas ou de pessoas doentes, um outro tipo de bebida é indicada, a eletrolítica, pois além da hidratação ela repõe sais minerais perdidos pelo corpo.

Quando fazemos exercícios de alto rendimento ou estamos debilitados por alguma doença, que desencadeou diarreia e ou vômito, precisamos repor muito mais do que a água perdida no nosso corpo. Nesta caso, temos três opções de bebidas eletrolíticas para nos ajudar nessa empreitada: os hipotônicos, os isotônicos e os hipertônicos.
Nosso corpo, nestas situações citadas, precisa de uma reposição rápida de água, sais minerais essenciais, e dos eletrólitos (como o sódio, o cálcio, o potássio e o magnésio). As bebidas eletrolíticas fazem essa reposição de forma eficaz e segura, na maior parte das vezes. Elas são indicadas nestas situações de forma geral, mas como qualquer outro alimento ou bebida que contenha muitas substâncias deve ser indicada ou acompanhada por médicos, nutricionistas ou professores de educação física. Isso porque elas têm diferente concentração de nutrientes, açúcares e sódio, o que dependendo da pessoa que a ingerir pode ter um resultado diferente.

Diabéticos e hipertensos, por exemplo, devem ficar atentos a ingestão contínua por conta da alta quantidade de açúcar e sal presente nas bebidas.
As crianças também não podem beber de forma desenfreada, pois podem ser mais prejudiciais do que o consumo de refrigerantes, já tão problemáticos na nutrição infantil.

Além das opções no mercado também podemos fazer bebidas eletrolíticas em casa para consumo próprio e imediato. Abaixo relacionamos cada um dos tipos destas bebidas e também indicamos sugestões de receitas para fazer sua bebida.

Hipotônicos

Este tipo de bebida eletrolítica possui uma concentração menor de sais e carboidratos do que nosso plasma sanguíneo e por isso são absorvidas de forma mais rápida. São indicadas para consumo antes do treino físico, mas isso em situações em que o corpo seja estimulado por mais de duas horas, para pessoas que fazem exercícios físicos leves a água já dá conta do recado.

Para fazer sua própria bebida hipotônica você pode misturar 100 ml de suco de fruta, 900 ml de água mineral e 1grama de sal.

Isotônicos

São o tipo mais comum e conhecido. São uma fonte imediata de energia e hidratação ao corpo, que sofreu desgaste físico ou involuntário como crises de diarreia e vômito.

Encontramos diversas opções no mercado já prontas, para fazer a sua misture 1 litro de água mineral gelada, suco de 1 limão, 60 gramas de açúcar e 1 grama de sal.

Hipertônicos

Tem uma concentração de sais minerais maior que a do nosso plasma sanguíneo e por isso é absorvido de forma mais lenta que a água. É uma opção que não conta com o benefício da hidratação, apenas dos eletrólitos perdidos. É indicado para atletas de alta performance que treinam em lugares frios, quando a perda de água do corpo não é significativa.

Para fazer seu hipertônico misture 200 ml de suco natural, 800 ml de água de coco ou chá verde, meia colher de café de sal e meia colher de sopa de maltodextrina.


Escrito por Roberta Lopes da Equipe Eu Sem Fronteiras

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]