Autoconhecimento Comportamento

Você é muito difícil consigo mesmo?

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras
Você é muito dura consigo mesma?
Neste exato momento, eu preciso te passar um pequeno lembrete. O universo tem me dado muitos, muitos sinais de que isso é algo muito importante para te lembrar, por isso me senti obrigada a compartilhar isso com você.

Você está exatamente onde deveria estar.

Isso é real. Você não está quebrada. Você não está falhando. Você não precisa ser arrumada. Você está bem. Você está melhor do que bem.

Você é fabulosa.

Incrível.

Surpreendente.

Espetacular

Insira aqui qualquer outro adjetivo que seja como um fogo de artifício para você. É isso que você é!

Neste exato momento.

Exatamente como você é.

E eu não preciso te conhecer para saber que isso é verdade. Eu não preciso te ouvir dizer: “Mas estou depressiva, ou com o coração partido, ou estressada, ou ansiosa, ou desempregada, ou sem propósito, ou com tanta raiva o tempo todo, ou qualquer outra coisa que me faz sentir mal, ou uma pessoa que não é boa o suficiente para nada.”

Agora você é notável. Ainda que o que você sinta agora esteja longe disso, isso ainda é verdade. Pegue um momento e pare de se julgar. Respire fundo. Feche seus olhos. Respire fundo novamente. Livre-se dos seus julgamentos ou problemas por 30 segundos. Apenas respire, sinta seu coração e permita-se estar bem. Apenas por 30 segundos. Vá em frente.

Você conseguiu fazer isso por 30 segundos? Você se permitiu viver isso ou foi apenas a sua mente dizendo que você poderia conseguir, mas sem efetivamente fazê-lo? Porque caso você não tenha conseguido, saiba que foi o seu ego falando mais alto, a parte de você que o impede de ficar bem. E é isso que estou tentando fazer por você.

Então, tire o seu ego da jogada. Feche seus olhos. Respire. Livre-se dos seus julgamentos. Livre-se dos seus problemas. E sinta-se bem. Por apenas 30 segundos.

Não há nada de errado em trabalhar para si mesma. Na verdade, é admirável querer ser uma pessoa melhor.
É incrível querer se curar e ter uma vida melhor. É algo lindo pelo qual lutar, mas a verdade é:

Quando você se concentra no que há de errado em você, você passa a se afastar da sua alma que está esperando para brilhar.

Tudo o que você quer ser já existe em quem você realmente é. A única razão pela qual você está se sentindo desconectada, é que você não está se permitindo. Permitir-se vem com o amor-próprio. E a maioria de nós não ama a si mesmo. Entendemos o amor-próprio como um conceito da mente em vez de uma forma de se relacionar com nós mesmos e com o Universo.

O quanto menos você se julga e quanto mais se concentra no seu trabalho, mais rápido você alcançará a pessoa que já está vivendo dentro de você. Você era incapaz de enxergar o “espetacular você”, não porque ele não estava lá, mas porque você não estava se concentrando nisso. Você estava focada demais no que havia de errado em você para enxergar.

Quanto mais atenção você dá aos seus aspectos negativos, mais expectativa e mais negatividade você atrai para si mesma. E quanto mais energia você gastar no que se contrapõe aos seus sonhos, mais se sentirá depressiva, sem valor, desamparada e perdida.

Sempre digo que vivo na corda bamba entre a autoaceitação e o autocrescimento. O que quer dizer que em todos os momentos estou trabalhando para me aceitar e me amar como sou, ao mesmo tempo em que estou aberta para crescer cada vez mais. Sobre quem eu realmente sou para quem almejo — e já estou me tornando — ser.

Nós podemos fazer isso quando nos amamos. Somos incapazes de realizar isso quando nos julgamos. Quando fazemos isso, não nos sentimos seguros. Dizemos a nós mesmos que não estamos bem. Dizemos “Não é bom se sentir triste. Não é bom estar deprimido. Não é bom se sentir frustrado.”

E aqui está a verdade:

Está tudo bem SENTIR!

Está tudo bem sentir, independentemente de qual seja o sentimento. E você pode se permitir senti-lo. Lide com isso. Dê amor a si mesma. Mas não deixe que isso seja um problema. Deixe ser o que é. Depois concentre-se na beleza que há em você. A beleza do não julgamento. A beleza da aceitação. A beleza do amor.

Você merece isso agora mesmo. Inerentemente. Apenas por estar aqui. Apenas por estar respirando. Você merece parar de ser tão dura consigo mesma e parar por um momento para admirar a beleza que existe em você. Agora mesmo.


Escrito por Amanda Magliaro Prieto da equipe Eu Sem Fronteiras

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]