Maternidade Consciente Yoga

10 coisas que apenas mulheres que fazem yoga pré-natal entendem

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

Ninguém vai te julgar se você passar a aula inteira na postura da criança

Às vezes, quando está grávida, você deseja ir aonde todo mundo saiba seu nome. A aula de yoga pré-natal é o bar local para as mulheres grávidas: é um lugar para se reunir, compartilhar, refletir e suar um pouco também. No mínimo, você vai ter uma hora de experiência relaxante. Ou, se for como eu, vai acabar num quarto de hospital e descobrir, da maneira mais aleatória possível, que na cama ao lado se encontra uma mulher da mesma sala de yoga que você. Aqui, estão 10 verdades sobre as aulas de yoga pré-natal que só aquelas que tentaram fazer a postura do cão decentemente durante 27 semanas de gravidez vão entender.

  1. Você vai adorar as mulheres que estão prestes a dar à luz

Não há vergonha nenhuma em começar a fazer yoga pré-natal com 6 semanas de gravidez. É um bom lugar para ir quando se está cansada de tentar manter sua gravidez em dia no primeiro trimestre ou se simplesmente quer falar para alguém: “Estou grávida e não aguento mais essa ânsia de vômito só pelo cheiro da carne, mais alguém se sente como eu?” Veja e se alegre com o mar de mulheres acenando suas cabeças. Mas e se você aparecer na aula estando prestes a dar à luz? Bom, se prepare para ter um novo status na sua sala. A maioria das aulas começa com todo mundo falando há quantas semanas estão grávidas, e as mulheres que estão com 36 a 41 semanas são encaradas com admiração e temor. Elas são as Khaleesis do mundo yoga pré-natal, merecedoras da sua adoração e louvor. Parabenize-as, porque elas têm encontrado força para ir a aula aguentando seus tornozelos inchados, tendões e ossos pélvicos.

  1. Ninguém se importa se você fica parada a aula inteira

Lembra quando você estava suando muito e decidiu simplesmente se virar de lado? Bom, é hora de deixar isso no passado, assim como aqueles jantares de sushi e o estômago novinho em folha. Na maior parte das vezes, o yoga pré-natal foca no relaxamento, na abertura e atenção ao seu corpo se cuidando e se preparando para o nascimento. Ninguém vai te olhar feio se você simplesmente se virar para a postura da criança e ficar nela até o fim da aula. Na verdade, é algo até incentivado. A falta de julgamento e pretensão significa que, se você quiser colocar o sono em dia antes do bebê nascer, bem no meio da aula, você será entendida e apoiada com um grande “namastê”. Bons sonhos!

  1. Mas se você quiser ser diferente, vá em frente

Talvez você esteja naqueles dias de café descafeinado e com os hormônios empolgados e de repente você vira a versão feminina e grávida do The Rock. Se você quiser gastar energia antes de voltar para casa, deveria caprichar em todas as posturas que seu professor sugerir. Fazer agachamento para abrir e fortalecer o assoalho pélvico? Sem problemas. Ficar na pose do guerreiro como se fosse um desafio, mesmo que pareça que seu corpo está para entrar em colapso por causa do peso extra do humano dentro da sua barriga? Você consegue. E se alguma pessoa que não esteja grávida disser que sua aula de yoga pré-natal está sendo fácil, gentilmente lembre a ela que o mais simples movimento é muito mais difícil quando você parece ter um bloco de concreto sentado em cima da sua bexiga; bloco que também tem a incrível capacidade mágica de chutar suas costelas quando bem entende.

  1. Soltar gazes não é problema

Estar grávida e se preparando para o nascimento do bebê te leva a conhecer um mundo anatômico completamente novo, com funções corporais que um dia você achou grosseiras. Coisas como muco, defecar no quarto e a passagem da placenta produzindo um pum não planejado não parecem ser bom negócio. Gravidez significa abrir mão do controle do seu corpo, então toda mulher é compreensiva ao fato de você simplesmente não conseguir segurar. O yoga pré-natal é um espaço seguro para, literalmente, pôr tudo para fora.

  1. Exercícios pélvicos e contato visual são uma mistura estranha

Entre suaves respirações, compartilhando e mentindo nas gigantes almofadas, seu professor vai pedir que você aperte as paredes do assoalho pélvico como se estivesse tentando segurar o xixi. De repente, todas as mulheres ao seu redor estão fazendo uma careta com a testa franzida, como se estivessem vivendo os dois piores minutos de suas vidas. Tente bater na sua cabeça enquanto usa a outra mão para esfregar seu estômago. Agora imagine fazer isso com a sua vagina. Voilà. Você acabou de fazer um Kegel. Ele pode machucar. Os médicos muitas vezes prescrevem esse tipo de exercício porque ele pode ajudá-la a solucionar os problemas do assoalho pélvico (como o dilema de fazer xixi ao rir, que algumas mulheres passam após o nascimento da criança). Mas, cara, você se sente muito estranha, principalmente ao olhar para outra mulher quando vocês duas estão apertando o fazedor de xixi.

  1. É tão legal quando você está cercada de outras mulheres que conseguiram

Yoga pré-natal é mais do que apenas uma aula de exercícios. É um santuário onde as mulheres grávidas podem se refugiar com outras mulheres exaustas que estão andando na mesma montanha russa física e emocional que são esses meses. Em alguns dias você simplesmente precisa dizer: “O ácido do meu refluxo está me matando, estou cheia de dores e as pessoas não estão me dando lugar para sentar no metrô”. E haverá vários outros acenos de compreensão.

  1. Haverá lágrimas

Chorar na aula de yoga não é novidade — muitas ficamos com lágrimas no rosto quando nos deitamos em savasana (postura do cadáver) no fim da aula. Normalmente, porém, voltamos brutalmente à realidade quando o professor acende as luzes. E as lágrimas aparecem regularmente quando juntamos a vibe de não julgar da classe misturada com o esgotamento geral da gravidez, a enorme mudança de vida se aproximando e seus hormônios fazendo uma rave dentro do seu corpo. Você pode estar chorando por causa do estresse no trabalho ou por causa da noite mal-dormida. Talvez esteja derramando lágrimas de diversão por ter comido secretamente um pedaço de queijo não pasteurizado na noite anterior e ele tenha descido tão bem que foi a coisa mais maravilhosa que já comeu na vida. Qualquer que seja o motivo, ele é bem-vindo.

  1. A fila do banheiro é a mais educada de todas

“Por favor, pode furar a fila. Você está mais avançada do que eu. Estou apenas com 12 semanas, posso segurar.”

“Não, não! Você vai primeiro, às vezes você precisa tanto fazer xixi no primeiro trimestre. Eu insisto.”

“Ok, então, vamos ver se mais alguém da sala vai querer fazer xixi, porque aí ela vai na frente.”

“Excelente ideia.”

  1. Os acessórios são seus novos melhores amigos

Numa aula convencional de yoga, talvez você já tenha usado uma cinta ou luvas, e algumas pessoas te olharam como se fosse uma covarde. Mas aqui na terra do yoga pré-natal, você basicamente tem que construir uma fortaleza de travesseiros e deitar em cima dela. Os acessórios são encorajados e você descobre rapidamente que a maior parte das posturas fica muito melhor quando você usa os travesseiros. Até a mais simples savasana pode se tornar um luxuoso descanso quando você está envolta em almofadas, cobertores e fronhas recém-lavadas. Você pode ficar tão zen a ponto de se esquecer que seu aplicativo do celular disse que o bebê já está do tamanho de um melão. Mas, então, esse melão decide dar uma volta no seu útero e você imediatamente se lembra.

  1. Nem sempre você precisa trocar suas calças

Notícias de última hora: as leggings são as calças mais lindas do mundo. Imagine a linda lycra da legging misturada com cintura alta que vai até a linha do sutiã, deixando tudo no lugar. Você vai usar essa belezura todo dia por quase 10 meses, porque elas são versáteis, confortáveis e bonitas. E a melhor parte é que podem virar calças de yoga facilmente. É só colocar um sutiã esportivo e você estará pronta para ir. Além disso, também pode usá-la para sair! Quando a aula acabar, lave as axilas e enxugue com papel, passe um batonzinho e você está pronta para uma noite de balada.
A gravidez é um momento lindo da vida, mas também muito difícil. As aula de yoga pré-natal ajudam tanto na preparação do corpo para o tão esperado nascimento quanto para fazer amizades, descontrair, rir ou simplesmente encontrar alguém que entenda tudo o que você está passando. Entre risos e lágrimas, cada esforço vale a pena quando a barriga não é pequena.


Escrito por Amanda Magliaro Prieto da equipe Eu Sem Fronteiras

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]