Saúde Integral

Argiloterapia: Tratamentos com argila que você não conhecia

argiloterapia
Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras
Pode parecer óbvio, mas a argila não serve apenas para fazer artesanatos. Esse composto de minerais pode ser utilizado desde tratamentos de beleza até para curar dores pelo corpo. Todas as propriedades se fundem para criar a técnica natural argiloterapia.

As argilas são uma alternativa aos tratamentos sintéticos, principalmente por não terem contraindicação e serem biodegradáveis, ou seja, são boas para nós e para o meio ambiente. No entanto, a argiloterapia é um tratamento complementar e não deve substituir o tratamento convencional indicado por profissionais da saúde.

Por definição, a argila é um grânulo que deixou de ser rocha, tornando-se apenas as micropartículas dela. Como muitas dessas rochas dão origem às pedras semipreciosas ou preciosas, as argilas possuem propriedades similares aos cristais, principalmente quando falamos de energia. Ou seja, a argila trabalha não só no físico, mas também em níveis energéticos.

A maior propriedade da argila é a sua capacidade de absorção. Isso acontece porque o nosso corpo possui carga elétrica positiva, enquanto a argila possui uma carga negativa, ajudando a retirar essas impurezas da pele.

A argila também possui função antisséptica, cicatrizante, anti-inflamatória, anticancerígena, hidratante, esfoliante e refrescante.

Cores de argila

argiloterapia

Cada tipo de argila possui quantidades de microminerais específicos, tais como Titânio, Magnésio, Cobre, Zinco, Alumínio, Cálcio, Potássio, Níquel, Manganês e Lítio. E são as combinações desses microminerais que determinam as cores da argila. Mas é preciso ter cuidado ao comprar a argila, pois muitos fornecedores usam corantes, diminuindo suas propriedades.

Cada micromineral tem uma função:

– Cobre: atrapalha os radicais livres presentes na pele e que são absorvidos a partir da poluição, ajuda na formação do colágeno, promovendo a elasticidade e a defesa da pele e melhora a absorção do ferro.

– Selênio: combate os radicais livres, é um ótimo antioxidante.

– Silício: ajuda na formação do colágeno e elasticidade da pele.

– Zinco: reduz rugas e melhora a superfície da pele, deixando-a mais lisa, atua na cicatrização da pele.

– Magnésio: quando aliado ao zinco, ajuda a tonificar e energizar a pele.

– Manganês: neutraliza radicais livres e melhora o metabolismo do colágeno.

– Ferro: melhora a circulação sanguínea e promove a produção de hemoglobina.

Propriedades e tratamentos de cada cor de argila:

Argila branca:

Essa cor de argila é considerada a mais neutra de todas e possui propriedades bactericidas, analgésicas e cicatrizantes. Possui um valor de PH parecido com o da pele humana, por isso ajuda a remover o excesso de oleosidades, sem, no entanto, gerar ressecamento. Possui maior concentração de alumínio e magnésio. Pode ser utilizada por qualquer pessoa. Para aplicá-la misture com água mineral, até que fique uma mistura pastosa e homogênea. Mas cuidado: essa preparação não pode ser feita com utensílios de metal. Aplique uma camada de meio centímetro na área com a pele limpa, duas vezes por semana, deixando agir por 15 minutos. Retire com água limpa.

Argila preta:

Essa argila é a que tem maior concentração de matéria orgânica, por isso possui uma plasticidade e óleo em sua superfície. Pode ser utilizada para insônia e bruxismo, além de combater o estresse e inflamações. Para aplicar, misture a argila com água floral de lavanda até que fique pastosa e homogênea. Aplique antes de dormir na pele, deixando agir por 15 minutos.

Argila vermelha:

A argila vermelha possui óxido de ferro, cobre e silício e auxilia na prevenção do envelhecimento da pele, pois tem um efeito de “lifting”. Além disso, ajuda a acelerar o metabolismo e a circulação do local onde é aplicada. É comum que após a sua retirada da pele surjam manchas vermelhas. Esse resultado não é uma alergia, mas sim o efeito dessa circulação do sangue. Por isso, seu uso não é indicado para peles muito sensíveis. Para utilizar, misture a argila com suco natural de uva, até que fique pastoso e homogêneo. Aplique a mistura 2 vezes por semana, deixando agir por 15 minutos, para ter uma pele mais firme, brilhante e radiante.

Argila rosa:

Essa argila é uma mistura entre as argilas vermelha e branca, portanto, é uma combinação das características de ambas. Ajuda a tratar a pele sensível, sem ser tão potente como a vermelha, que poderia irritar esse tipo de pele. Para utilizar, misture a argila com chá de hibisco, até que fique pastoso e homogêneo. Aplique na pele uma vez por semana, deixando agir por cerca de 15 minutos.

argiloterapia

Argila roxa:

A argila roxa é rica em magnésio e promove a síntese de colágeno, por consequência, melhora a textura e firmeza da pele, principalmente quando se tem uma pela mais cansada e debilitada. Essa argila é a mais indicada para peles extremamente sensíveis, inclusive quando se está tendo algum tipo de reação alérgica. Para utilizar, misture a argila com água mineral, até que fique pastoso e homogêneo. Aplique no local irritado. Se houver algum tipo de erupção e feridas abertas, aplique a mistura apenas ao redor do machucado. Deixe agir por 15 minutos e retire com muito cuidado.

Argila dourada:

Essa argila é rica em cobre e silício, tendo um efeito imediato, clareando e iluminando a pele. Para utilizar, misture a argila com chá de camomila. Deixei agir por 15 minutos, utilizando de 1 a 2 vezes por semana.

Dica: Sempre misture a sua argila em um recipiente fundo, de vidro, porcelana ou madeira, mas nunca metal.

Outros tratamentos:

Além dos tratamentos mais estéticos, a argila pode ser um complemento para tratar alguns problemas do corpo:

– Problema ósseo e muscular: aplique a argila no momento em que acontecer esse dano, cobrindo com um pano. Fazendo uma renovação da argila a cada 1 ou 2 horas. Deixe agir o tempo que for necessário e o quanto aguentar.

– Órgãos interno: faça uma mistura de argila e aplique na região do órgão por cerca de duas horas, monitorando os efeitos. Esse período de aplicação pode ser prolongado conforme necessário.

– Dores de cabeça: aplica a argila na nuca por cerca de duas horas. Retire e aplique na testa por mais duas horas. É possível ir alternando esse processo conforme for necessário.


Escrito por Gabrielle Carreira da Equipe Eu Sem Fronteiras.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]