Nutrição

Arnica: para quê serve?

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

Provavelmente, você já ouviu falar em arnica. Sim, o truque indicado pela sua avó para curar alguns machucados e inflamações agora ganhou comprovação científica. A planta medicinal inclui em suas propriedades ações anti-inflamatória, antimicrobiana, antifúngica e cicatrizante.

Pertencente à família Asteraceae, a arnica é um gênero de aproximadamente 30 espécies de plantas perenes herbáceas. O terno “arnica” tem como significado “pele de cordeiro”, o que tem ligação com suas folhas peludas e suaves. O produto pode ser adquirido em lojas naturais e farmácias de manipulação sob a forma de planta, pomada homeopática e tintura para uso externo.

Benefícios relacionados ao uso

Antes de tudo, é preciso saber que a arnica é hepatotóxica, ou seja, não deve ser utilizada via oral, mas sim indicada para o uso externo em caso de combate a hemorragias leves, cicatrização de ferimentos superficiais, tratamento de machucados com hematomas, inflamações e no auxílio a pessoas que sofrem de reumatismo. Quanto à estética, ela pode ajudar no combate à queda de cabelo e a oleosidade. Em bebês, pode ser utilizada para tratar irritações na pele.

Sua principal utilização se dá em casos de dores musculares, equimoses ou dor articular. Para isso, utilize: 1 colher (de chá) das flores de Arnica em 250 ml de água fervente e deixe repousar por 10 minutos. Coe, mergulhe a compressa e aplique ainda morno sobre a região afetada.

Cuidados e precauções
  • Por conter substâncias tóxicas, a arnica não deve ser ingerida.
  • Não é indicado para gestantes nem pessoas com sensibilidade alérgica comprovada.
  • Não tomar sol após a aplicação de arnica na pele, pois pode causar irritações.
  • Certifique-se da quantidade aplicada.
  • Não utilize o produto por muito tempo seguido, pois pode desencadear problemas na pele.
  • Não pode ser aplicada sobre feridas abertas.

Texto escrito por Natália Nocelli da Equipe Eu Sem Fronteiras.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]