Autoconhecimento

Autoconhecimento na prática: dicas para conhecer a própria personalidade e evoluir como pessoa

Mulher branca meditando no chão de uma sala.
Roman Samborskyi / 123rf
Moshé Bergel
Escrito por Moshé Bergel

O que viria a ser autoconhecimento na prática? Neste artigo, minha proposta é trazer algumas dicas rápidas, alguns exercícios que vão ajudá-lo a refletir sobre si mesmo, a se conhecer melhor, a entender o que o motiva, desanima e o que faz você ser único.

Talvez questione a necessidade de fazer esses exercícios, de se conhecer melhor. Sendo esse o caso, cabem algumas palavras sobre a importância de se autoconhecer.

Os benefícios do autoconhecimento

O autoconhecimento é vital para lidar com todos os aspectos da vida, ou seja, lidar de maneira positiva, evitando situações frustrantes, pois a vida é feita de decisões e de escolhas. Seja na escola, no trabalho ou nas questões familiares, escolher baseado em convicções sobre a própria persona faz toda a diferença para acumular experiências gratificantes.

O autoconhecimento é princípio para entender o que se busca, deseja, ambiciona, por isso as perguntas mais frequentes em entrevistas de emprego são voltadas para o avaliador identificar se o entrevistado tem uma percepção clara sobre si.

“Quais são os seus pontos fortes e fracos?”, “Qual animal você mais se identifica?”, “Você se imagina como daqui a dez anos?”.

A lógica é: se uma pessoa se conhece razoavelmente bem, ela sabe o que a motiva, portanto ela está fazendo uma escolha pensada. A chance de se desmotivar na função, nesse caso, diminui.

Mulher branca com as mãos no pescoço e rosto iluminado pelo Sol.
eylenepirez / Reshot

Uma pessoa que não se conhece está mais sujeita a diversas situações, como cair em armadilhas, fazer atividades de que não gosta por não saber o que gosta de fazer, manter relações tóxicas por não saber que tipo pessoa faz mais o seu tipo, frequentar ambientes desagradáveis por desconhecer quais situações a entusiasmam.

Progredir pessoal e profissionalmente como um barco à deriva, sem conduzir o seu destino e sendo levado pelos ventos a uma direção qualquer é muito difícil.

Autoconhecimento na prática

Autoconhecer-se não é um processo que ocorre do dia para a noite. É uma atividade que demanda tempo e reflexão. É preciso atingir certa maturidade, viver experiências que possam dar meios de se chegar a conclusões.

No entanto, se não souber desenvolver essa competência, mesmo sendo grisalho e ter se aventurado mais que o Indiana Jones ou o 007, essa bagagem não será suficiente.

Para não enfrentar essa dificuldade, apresento algumas dicas que considero úteis para o processo de autodescoberta.

A seguir: autoconhecimento na prática.

O começo de tudo: questione

Homem branco usando roupas de ginástica, sentado no concreto.
arunprasad.sahadevan / Reshot

O passo inicial de autoconhecimento na prática é se questionar. Fazer perguntas para si mesmo e tentar responder com total sinceridade. Qual é o receio? Só você vai ouvir.

Que tipo de perguntas? Por exemplo: Do que você gosta? O que você precisa melhorar? O que o motiva?

Algumas perguntas você vai saber a resposta, mesmo que não queira admiti-las, mas outras, não. Isso é natural. Quem dera fosse tão fácil. Em contrapartida, saber de algumas já é um começo.

Ter clareza sobre algumas questões, sobre algumas de suas preferências vai ajudá-lo a ser menos sensível a influências externas. Você terá condições de tomar decisões mais conscientes e isso vai livrá-lo de um monte de ciladas. Acredite.

Explore mais!

Retomando a questão da maturidade e da experiência, maturidade não tem jeito, vem com o tempo, mas experiências, por sua vez, não vêm apenas com o seu envelhecimento. Se você não viver, permitir-se experimentar, conhecer coisas novas e pessoas novas, elas não vão cair no seu colo.

Essa parte você pode adiantar e deve agir para se enriquecer em termos de vivência. Se você tem dificuldades de sair da rotina, de se arriscar um pouco, precisa ligar o alerte. Mude.

A dica que dou é tentar fazer algo diferente ao menos uma vez por semana, por mês. Viaje, mesmo que sozinho, faça um caminho diferente para ir ao trabalho ou à escola, mude o visual. Qualquer coisa vale se isso significar sair da zona de conforto.

Você também pode gostar

Novas experiências fazem bem não só em termos de autoconhecimento, mas também às atividades cerebrais.

Dizer não faz bem

Seguindo com as dicas de autoconhecimento na prática, às vezes um não para o outro pode ser um sim para você. Algumas pessoas com receio de causar mágoas ou de ficarem malvistas acabam dizendo sim para tudo, mesmo quando querem dizer não.

Isso é péssimo para a jornada de autoconhecimento, pois anula os seus próprios desejos.

Isso é o que você deve ter em mente. Não é necessário pensar só em si mesmo, contudo seu comportamento não pode anular quem você é, o que deseja de fato. Sempre se pergunte: está dizendo esse sim pelo fato de você querer ou somente por saber que o outro quer?

Tenha em vista que no ambiente de trabalho a postura de só dizer sim pode ser vista como falta de determinação e de objetivos a se alcançar.

No mundo das relações, uma pessoa que jamais abra a boca para questionar é facilmente taxada como insossa, sem graça.

Tenha o silêncio como aliado

Mulher branca num campo desértico.
katpark94 / Reshot

Prosseguindo com as dicas de autoconhecimento na prática, o silêncio é, sem dúvida, um grande aliado para o processo de autoconhecimento, pois são nos momentos de silêncio que conseguimos nos reconectar, ouvindo a nossa voz interior, refletindo sobre as experiências e chegando a conclusões.

Se na sua rotina silêncio, é algo que está fora de sua agenda, mude isso o quanto antes. Você precisa tirar um tempo para si mesmo.

Uma dica é ficar desconectado por um tempo, literalmente, off-line. Celulares e redes sociais tomam muita de nossa atenção. Aproveite para fazer exercícios físicos, ler um livro e meditar.

Considere receber apoio profissional

Mesmo com essas dicas, algumas pessoas não conseguem exercer o autoconhecimento na prática e os motivos podem ser vários, como muito tempo cultivando alguns hábitos difíceis de serem abandonados, traumas que impedem postura adequada para progredir na jornada de autoconhecimento e o que se tornou o mais comum: a correria do dia a dia.

Há também a vida agitada de nossos tempos, das grandes metrópoles, o trânsito caótico, as distâncias gigantescas, as exigências do mercado de trabalho, as obrigações dentro de casa. Para muitos, é simplesmente impossível conseguir tirar um tempo para viajar ou para sequer refletir sobre a sua vida.

Homens asiáticos conversando num escritório.
duangbj / Reshot

Na verdade, não conseguem ter a disciplina necessária devido ao habituar de um cotidiano acelerado.

Para esses casos, recorrer ao apoio profissional é a melhor saída. Um especialista tem os recursos necessários para entender os seus traumas, desarraigar costumes e aplicar a disciplina necessária para se conhecer melhor.

Psicoterapia e hipnoterapia são os tratamentos mais recomendados e recorridos para auxiliar no processo de autoconhecimento na prática.

Gostou deste conteúdo sobre autoconhecimento na prática? Então curta, compartilhe e avalie. Seu apoio faz a diferença!

Sobre o autor

Moshé Bergel

Moshé Bergel

Moshé Bergel é formado em:

- Hipnoterapeuta certificado pela National Guild of Hypnotists (fundada em Boston desde 1950)
- Seminário Internacional em Hipnoterapia Ericksoniana – Jeffrey Zeig PhD. – Fundador e Diretor do Instituto Milton H. Erickson Foundation – E.U.A.
- Formação de Hipnoterapia do Básico ao Avançado – Método TESS
- Curso Intensivo em Segredos da Hipnose Ericksoniana – George Szenészi – Certified Master Trainer em PNL e Diretor da Metaprocessos – Mudanças Humanas Aceleradas
- Coaching Estrutural Sistêmico pela Metaforum International
- Coaching Estilo Americano pela International Society of Coaching
- Coaching Emocional pela Metaprocessos – Mudanças Humanas Aceleradas
- Terapia da Linha do Tempo pela Metaprocessos – Mudanças Humanas Aceleradas
- Master Practitioner em PNL
- Monitor de Practitioner em PNL
- Pós-graduado em Cultura Judaica pelas Faculdades Renascença
- Graduado em Bachelor of Talmudic Law pela Ner Israel Rabbinical College (Baltimore, MD – EUA)
- Pedagogo pela Michlalah Jerusalem College
- Contador de Histórias pelo instituto Sedes Sapientiae

Contatos:

Agendamento pelo WhatsApp: +55 11 9870-65121
Email: [email protected]
Site: moshebergel.com.br
Facebook: hipnoterapeutamoshebergel
Instagram: @hipnoterapeutamoshebergel
Linkedin: Moshé Bergel