Medicina Ayurvédica Saúde da Mulher Saúde Integral

Como a menopausa é vista pelos indianos

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras
A menopausa, período por volta dos 50 anos de idade quando a mulher deixa de menstruar e sai da idade fértil, é vista como um período difícil cheio de percalços e sintomas desagradáveis por muitos, entretanto a visão indiana e budista tendem a ser animadoras e até mesmo poéticas. Enquanto muitos negativam este período, os budistas enxergam como renascimento e sabedoria.

Sintomas como fortes calores, perda de cabelo, perda de viçosidade e luminosidade na pele, secura vaginal e perda de concentração são alguns dos inúmeros sintomas que acometem as mulheres durante a menopausa. No entanto tudo isso pode ser encarado de forma positiva. É só mais um sinal de amadurecimento, basta saber usar da melhor forma o que a natureza lhe dá.

Para os indianos, através da filosofia aiurvédica, a menopausa é como se fosse o segundo nascimento de uma mulher.

Para os indianos, através da filosofia aiurvédica, a menopausa é como se fosse o segundo nascimento de uma mulher, a diferença é que dessa vez ela não terá que lidar com nenhuma novidade, o que torna tudo ainda melhor: basta aproveitar todo conhecimento e sabedoria adquiridos ao longo dos anos para poder aproveitar a vida ainda melhor a partir de agora.

Obviamente, os sintomas físicos não podem ser ignorados. Eles existirão invariavelmente, mas você pode tirar o melhor deles. Alguns artifícios como a meditação, por exemplo, ajudam consideravelmente a passar por essa fase da melhor forma. Através dela você consegue estimular suas ideias e criatividade e também reforçar sua concentração e sua autoestima. É preciso saber passar por estas mudanças, aceitando o que a natureza lhe dá e usar da melhor forma que conseguir. Não há porque ir contra uma situação natural.

Se a natureza lhe tira a fertilidade e a juventude, ela lhe dá criatividade e bom humor em dobro, além de uma evolução espiritual que só se é possível ao chegar nos cinquenta anos. O corpo também mudará, então é o momento de adequar a alimentação dando sempre preferência para alimentos mais naturais e menos calóricos.

Basta ouvir seu corpo e aceitar as mudanças em seu coração, eles lhe dirão qual o melhor caminho a seguir. Faça as pazes consigo mesmo e aproveite mais uma fase tão bela da feminilidade.


Escrito por Roberta Lopes da Equipe Eu Sem Fronteiras.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]