Budismo Espiritualidade

Festival de Wesak 2023

Quando você pensa em paz de espírito, provavelmente vem à sua mente a figura de uma criatura sentada com as pernas cruzadas, a famosa posição de lótus, e as mãos unidas em prece. Talvez você até saiba que essa figura se chama Buda, mas você sabe quem foi Sidarta Gautama, aquele que ficou conhecido como Buda e deu origem à religião budista?

Conta-se que Sidarta Gautama era um príncipe no território onde hoje fica o país do Nepal. Apesar de suas obrigações e responsabilidades políticas e reais, ele renunciou ao cargo e partiu numa jornada em busca de autoconhecimento, com o objetivo de atingir uma iluminação que o permitisse ajudar a encerrar o sofrimento humano de todos os seres.

A data da morte de Sidarta é incerta, mas é bem aceito que ele tenha nascido no ano 563 a.C. e morrido no ano 483 a.C., aos 80 anos, no território que hoje é a cidade de Kushinagar, na Índia. Desde a época em que era vivo, Sidarta arregimentou inúmeros seguidores e ficou conhecido como Buda, que significa nada menos que “aquele que despertou” ou “o desperto”.

Apesar de ele mesmo não ter fundado uma religião, seus seguidores deram início ao que hoje conhecemos como budismo, uma religião que segue os preceitos de Buda, como busca por autoconhecimento, consciência da impermanência de si e do todo, combate ao ego e busca por pacificar o mundo e não impingir sofrimento a outros seres, sejam humanos ou de outra espécie.

Você sabia que o budismo tem algumas datas comemorativas e especiais, nas quais as pessoas que seguem essa religião voltam-se a si mesmas para refletir sobre a vida? Uma dessas datas é o Festival de Wesak, que acontece sempre entre abril e maio. Conheça tudo sobre essa data e a importância dela para os budistas!

O que é o Festival de Wesak?

Diferentemente do cristianismo, por exemplo, que tem um sem-número de feriados e datas comemorativas para celebrar as figuras importantes de sua religião ao longo do ano, os budistas não têm um “calendário oficial”, mas o Festival de Wesak é famoso e celebrado mundialmente pelos seguidores dos ensinamentos de Buda.

Templo budista visto de baixo
aiworldexplore / Pixabay

Os budistas acreditam que, neste dia, a energia de Buda desce à Terra novamente, derramando uma chuva de bênçãos para aqueles que sejam merecedores e que estejam firmes e fortes em sua jornada de autoconhecimento e iluminação. É comum, neste dia, fazer entoação de mantras, meditações e reflexões a respeito da nossa jornada pelo mundo e pela vida.

Meditação Festival de Wesak

Meditar no dia do Festival de Wesak é uma tradição, mas a verdade é que a meditação deve ser praticada com regularidade, porque é o que permite “calar o mundo” para escutar a si mesmo. Mas os budistas acreditam que meditar no Festival de Wesak tem um impacto maior, por causa da energia de Buda, que estaria na Terra, iluminando e concedendo bênçãos aos fiéis.

Outras práticas para o Festival de Wesak

Além da meditação, há outras práticas que se pode realizar durante o Festival de Wesak, a depender das suas crenças. Uma delas é oferecer oferendas com flores, velas e incenso em um altar dedicado a Buda. Limpar sua estátua de Buda em água corrente, com tempo e atenção, é outra prática. Por fim, é um dia em que a energia dos mantras fica ainda mais forte, então aproveite para entoar os mantras que mais fazem sentido e mais trazem bem-estar a você.

A carga energética da Sexta-feira

O dia do Festival de Wesak varia todo ano, porque é definido pela Lua Cheia próxima ao início de maio ou fim de abril. Em 2023, será comemorado em 5 de maio de 2023, uma sexta-feira. As sextas são dias da semana que vêm com duas principais energias: a primeira delas é a vibração de encerramento, por representar o fim da semana; a outra é a energia das relações pessoais, porque sexta é o dia em que normalmente encontramos familiares, amigos etc.

Lua Nova em 19 de maio de 2023

Além da energia relacionada à religião budista e à sexta-feira, outra vibração energética importante influenciará o Festival de Wesak de 2023: a Lua Nova. Como explicado anteriormente, a data do festival segue a transição da Lua, e é a Lua Nova que o marca. A energia principal da Lua Nova é a energia do encerramento de ciclos e, consequentemente, do início de novos ciclos, por isso, é uma Lua de reflexão e definição de novos caminhos.

Além disso, é uma Lua associada a sentimentos como o perdão, que nos permite deixar o passado para trás e começar a partir de um novo ponto. Por fim, é um evento de transição, de avaliação daquilo que não vem funcionando, para que possamos fazer uma limpeza energética, corrigir a rota e seguir de maneira mais alinhada a quem somos de verdade. Por isso, meditar, buscar fortalecer si mesmo é a postura correta para o Festival de Wesak e a Lua Nova.

Você também pode gostar:

Enfim, agora você sabe tudo sobre o Festival de Wesak, uma das datas mais importantes para as pessoas que seguem os ensinamentos de Buda! Prepare-se para este festival tão energético voltando-se para si mesmo e repensando os seus caminhos e se você está vivendo de acordo com aquilo que acredita que é melhor para si; se não estiver, sempre há tempo para corrigir o seu rumo!

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para colunistas@eusemfronteiras.com.br