Espiritualidade

Preces budistas: para iluminar sua vida

Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

O budismo é uma religião que trabalha a evolução do ser humano, acredita-se em um plano espiritual dividido em castas, até que o indivíduo atinja o nirvana (estado total de paz e plenitude) e não mais faça parte desse plano.

A religião, de origem indiana, norteia em quatro verdades absolutas – A existência implica a dor; A origem da dor é o desejo e o afeto; O fim da dor; A superação da dor, esta última podendo ser alcançada apenas após os oito passos de Buda:

shutterstock_219154105Compreensão correta: a pessoa deve aceitar as Quatro Verdades e os oito passos de Buda.

Pensamento correto: A pessoa deve renunciar todo prazer através dos sentidos e o pensamento mal.

Linguagem correta: A pessoa não deve mentir, enganar ou abusar de ninguém.

Comportamento correto: A pessoa não deve destruir nenhuma criatura ou cometer atos ilegais.

Modo de vida correto: O modo de vida não deve trazer prejuízo a nada ou a ninguém.

Esforço correto: A pessoa deve evitar qualquer mal hábito e desfazer de qualquer um que o possua.

Desígnio correto: A pessoa deve observar, estar alerta, livre de desejo e da dor.

Meditação correta: Ao abandonar todos os prazeres sensuais, as más qualidades, alegrias e dores, a pessoa deve entrar nos quatro graus da meditação, que são produzidos pela concentração.

Algumas preces e orações budistas:
Refúgio

No Buda, no Darma e na excelente assembléia da Sanga*,
até que eu alcance a iluminação, neles tomo refúgio.
Por meio da minha prática das seis perfeições*,
possam todos os seres atingir o estado búdico.

*Sanga – grupo de praticantes, comunidade.
* As 6 perfeições – generosidade, ética, paciência, perseverança, concentração e sabedoria.
As 4 Incomensuráveis

Que todos os seres encontrem a felicidade e as causas da felicidade.
Que todos os seres se libertem do sofrimento e das causas do sofrimento.
Que todos os seres encontrem a felicidade livre de sofrimento.
Que todos os seres vivam em equanimidade livres de paixões, de agressões e de preconceitos.

Purificando o Lugar

Por toda a parte possam os caminhos dar passagem,
Livres de pedras cortantes e outros incômodos.
Serem suaves como o lápis-lázuli
E as palmas das minhas mãos.

Preces dedicatórias

Pelas virtudes que coletei
Praticando as etapas do caminho,
Que todos os seres vivos tenham a oportunidade
De praticar da mesma forma.
Que cada um experiencie
A felicidade de humanos e deuses
E rapidamente alcance a iluminação,
Para que o samsara seja finalmente extinto.


  • Escrito por Carolina Peixoto da Equipe Eu Sem Fronteiras.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]