Autoconhecimento Convivendo

Formas naturais de combater a insônia

Imagem de uma mulher vestida com um pijama e segurando um travesseiro em um dos braços. Ela está caminhando dentro de um sala com muitas carteiras e cadeiras e está com insônia.
Engin Akyurt / Pixabay
Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras

Segundo dados divulgados, em 2019, pela Organização Mundial da Saúde (OMS), distúrbios do sono prejudicam em torno de 45% da população mundial, e no Brasil, o número já é de 40%. Queixas como estresse, cansaços físico e mental, ansiedade e alteração da rotina figuram na lista dos causadores desse índice se juntando à tão famosa, comentada e odiada insônia; o bicho-papão que vem assombrando a sociedade moderna, principalmente quem mora em grandes cidades e regiões metropolitanas.

Depois da chegada do novo coronavírus, protagonista responsável por afetar o cotidiano de extensa parte da população, a empresa global de inovação corporativa The Bakery decidiu realizar um levantamento pra saber como anda a qualidade de sono das pessoas durante a pandemia. O estudo, que foi feito nos meses de maio e junho, com cerca de 780 participantes do mundo inteiro, mostrou que quase metade dessa parcela luta com problemas na hora de ir pra cama.

A dificuldade em conseguir dormir está associada a diversos fatores, e varia de acordo com a realidade individual e experiências de cada um. Porém, entre a maioria dos motivos citados estão o uso de medicamentos (muitos acabam contendo cafeína e estimulantes), hábitos que desequilibram e desajustam o ciclo do sono, preocupações com a família, as finanças e o trabalho, e também condições mais graves como, depressão e dores crônicas.

Antes da situação se acentuar e ganhar a necessidade de avaliação médica, quem sofre com esse pesadelo, no entanto, pode experimentar alguns recursos naturais favoráveis no combate à insônia. Preparamos algumas dicas de como evitar esse tipo de transtorno, com medidas simples e fáceis de serem implementadas no dia a dia. Confira!

Imagem de um lindo e harmonioso quarto. Uma cama de casal com um bom colchão para evitar e ajudar no combate a insônia, promovendo um sono tranquilo.
Pexels / Pixabay

Aposte em um bom colchão e deixe o ambiente propício à soneca

Dar atenção especial ao local em que dormimos não interfere apenas no andamento do sono, um cantinho limpo, harmonioso e organizado estimula a sensação de bem-estar e relaxamento deixando tudo mais agradável. Pra deixar o momento ainda mais prazeroso, invista em colchões e travesseiros funcionais. Produtos adequados e adaptados para o conforto auxiliam a diminuição de incômodos rotineiros, como dores nas costas e coluna.

Aproveite os benefícios dos chás e de substâncias com ativos calmantes

Tomar remédio para dormir sem checar a real urgência da medida pode acarretar sérios riscos. Dentre os mais comuns estão: disfunções hormonais e sexuais, perda de memória e dependência. A medicina natural e milenar das ervas entra em ação como forte aliada na tentativa de revigorar as energias sem o apelo de ansiolíticos. Para tranquilizar, recomenda-se os chás de camomila, tília, erva-cidreira, valeriana e o tão famoso suco de maracujá.

Tome um banho quente antes de deitar

O volume de informações armazenadas em nosso cérebro contribui grandemente com a batalha que é desacelerar o cérebro após um dia cheio de trabalho. Para facilitar o processo, tomar banho quente antes de dormir ativa a termorregulação do sistema fisiológico, que por consequência melhora a circulação sanguínea. Em decorrência disso, as chances de adormecer e desfrutar de uma noite relaxante serão maiores.

Exercícios físicos são fundamentais para a saúde integral

O sedentarismo é um mal capaz de desencadear, gradualmente, uma gama de doenças perigosas. A falta de atividade física leva a saúde ao agravamento, de maneira integral. Casos de obesidade, diabetes, aumento do colesterol e da pressão arterial, infartos e atrofia muscular são alguns dos exemplos que compõem a lista. Pegando carona no prognóstico, distúrbios do sono são, do mesmo modo, sintomas frequentes inclusos no diagnóstico. Se exercitar ao menos 20 minutos diários já ajuda a minimizar os danos.

Imagem de um frasco contendo óleo essencial. Ao lado dele, duas flores na cor laranja.
Marina Pershina / Pixabay

Aromaterapia como parceira

Conhecida pela capacidade de combater transtornos rotineiros como dores de cabeça, infecções, inflamações, entre outras patologias, para dormir, as indicações ficam por conta dos aromas de alecrim, sândalo, jasmim, camomila, lavanda, limão e ylang-ylang. Os óleos essenciais são bastante atrativos devido às suas propriedades e variedades, além da simplicidade encontrada no manuseamento dos produtos e também pelo custo benefício da terapia, que costuma ser acessível.

Melatonina pra quem te quer

Preocupações consideradas pequenas por alguns podem fazer toda a diferença nos resultados quando o assunto é repousar. Atitudes como anteceder, em média, uma hora e meia o desligamento de todos os aparelhos eletrônicos vai fazer com que a produção hormonal da melatonina acelere e se encarregue de ajustar essa função em nosso corpo. Quanto menos exposição à luminosidade e utilização prévia de dispositivos melhor será o proveito do descanso.

Crie uma rotina e tente segui-la com o máximo de disciplina

Encaixar uma rotina funcional em meio às mudanças atuais vai depender muito das tarefas e dos hábitos praticados por cada um. No entanto, preparar terreno para noites mais calmas é essencial e deveria ser encarado como passo importante desse ritual. A ideal é começar aos poucos incluindo aquilo que cabe no estilo de vida da pessoa. Tentar delimitar um horário regular para dormir e acordar, todos os dias, soa como um desafio, mas a iniciativa pode ajudar.

Você também pode gostar

Os efeitos colaterais da privação de sono provocam males realmente preocupantes ao organismo. Ignorar a ordem que nos pede de 7 a 8 horas de pausa para nos manter saudáveis e em equilíbrio trará aborrecimentos mais tarde. Contudo, sabemos que é possível evitá-los ou minimizá-los se adicionarmos cuidados básicos ao tratamento que damos a nós mesmos, no agora, e não depois.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]