Energia em Equilíbrio

Frequência 432Hz: o que é?

Estante com rádios antigos
Skitterphoto/Pexels
Escrito por Eu Sem Fronteiras

Você já parou para pensar sobre quantos sons nos cercam diariamente? Pássaros, água corrente, objetos que se chocam, vozes de pessoas que conversam, sino de igreja, motores e buzinas, cães latindo, bebês chorando, a vinheta do noticiário na TV e, no rádio de alguém, uma música sertaneja ou um funk, para citar alguns exemplos.

Os sons influenciam a nossa vida cotidiana desde tempos remotos e são úteis para alertar, alegrar, comunicar e tranquilizar. E podemos fazer uso deles com muitos objetivos, incluindo alterar o desempenho cerebral.

O som, por meio da vibração de suas moléculas, é uma onda que se propaga pelo ar e por outros meios. É percebido pelo aparelho auditivo e traduzido em estímulos elétricos que são interpretados pelo cérebro.

As vibrações do som são definidas por frequências, que são a quantidade de vibrações sonoras por segundo, medidas em hertz (Hz), em homenagem ao físico Heinrich Rudolf Hertz (1857-1894). Sons altos (agudos) têm altas frequências e os sons baixos (graves) possuem baixas frequências.

Paz, amor, saúde e tranquilidade são alguns benefícios obtidos quando se ouve sons com frequências hertz associados à meditação. Os seres humanos conseguem ouvir uma faixa de frequências sonoras entre 20 Hz e 20.000 Hz, aproximadamente.

Aqui vamos tratar especificamente das influências dos sons com a frequência 432 Hertz. Siga na leitura e conheça mais sobre esse assunto instigante!

Você já deve ter notado que algumas músicas nos deixam energizados, dançantes e “elétricos”, enquanto outras nos deixam tranquilos, relaxados e sonolentos. Elas são capazes de nos colocar numa vibração específica porque são energia e, dependendo da frequência, podem trazer um efeito harmônico ou o oposto.

O que é a frequência 432 Hz?

A frequência 432 Hz é conhecida como a mais consistente na natureza e foi amplamente usada no canto gregoriano. Ela possui a característica de criar uma vibração de cura para o corpo, para a mente e para o espírito, harmonizando as células, por exemplo, porque se relaciona à habilidade da natureza para se autorregenerar.

Com essa frequência, há um aumento nas atividades do hemisfério direito do cérebro, responsável pela criatividade e pela imaginação. É atribuída a ela a sintonia perfeita, capaz de causar relaxamento e tranquilidade, atingindo o corpo e a mente, permitindo a expansão da consciência e elevando o nível de percepção e o controle dos pensamentos. Dessa forma, é possível entender de maneira mais apurada os sentimentos e as emoções, reavaliar julgamentos, encontrar os motivos para as tristezas e para atingir objetivos.

Mulher sentada na cama com discos de vinil e uma vitrola
RF._.studio/Pexels

A frequência 432 Hz pode fazer o cérebro atingir o estado alfa da frequência 8 Hz, o que permitiria sincronizar os hemisférios direito e esquerdo do cérebro e alcançar a superconsciência, importante para a autopercepção e para aprendizagem a partir de erros e acertos.

É possível, com a frequência 432 Hz, mudar o modelo mental (mindset), desenvolver habilidades e elevá-las ao máximo potencial. Ela possibilita romper padrões e atingir desenvolvimento cognitivo e emocional, bem como evolução espiritual.

Quando uma música tem a frequência 432 Hz, ela une o corpo e a mente à natureza, atua no chakra do coração, influencia o estado de felicidade e libera os bloqueios emocionais, trazendo uma sensação de paz interior e de prazer.

Grandes compositores, como Bach, Mozart, Chopin e Verdi, usaram originariamente a frequência 432 Hz para criar suas obras-primas.

Quais músicas têm a frequência 432 Hz?

A neurociência vem estudando de que forma a música afeta o cérebro, porém sem enfoque nas frequências.

A musicoterapia é utilizada para a reabilitação física, mental e social dos pacientes, adotando diferentes recursos, de acordo com as necessidades, e pode incluir instrumentos musicais, canto, sons e ruídos para o desenvolvimento da sensibilidade, da criatividade, da memorização, do cognitivo e outros.

Tigelas de cristal, diapasão, taças tibetanas, gongos de vento, pratos e sinos de templo, entre outros, são instrumentos para produzir sons e vibrações de acordo com a finalidade ou o objetivo que se pretende atingir — e nas frequências desejadas.

Já percebemos que os sons puros ou na música são usados como recursos terapêuticos. Essa descoberta não é nova, pois povos antigos, como os egípcios, utilizavam-nos para esse fim.

Conhecida como a frequência da alegria, da cura, do milagre, entre outros adjetivos, as músicas e os sons de frequência 432 Hz são suaves e remetem à natureza. Contudo ela também é uma afinação e algumas músicas de bandas de rock, por exemplo, foram transformadas nessa frequência, aproximando ainda mais o que conhecemos às vibrações terapêuticas. Veja a seguir algumas sugestões para ouvir e experimentar ótimas sensações!

Frequência da Alegria 432 Hz — Frequência dos Milagres libera serotonina e endorfina

25* Mozart musicoterapia piano em 432 hz frequência do universo — Relaxamento, meditação, oração

Música de cura profunda para o corpo e a alma — Reparação de DNA

Frequência dos Milagres — Aumentar energia positiva & liberar lutas e conflitos internos

Música milagrosa – Limpar sua casa, curar seu lar, limpar energia negativa e vibrações antigas

Os sons são fundamentais para o ser humano. Eles representam a vida em toda a sua multiplicidade e amplitude. Além disso, acompanham a evolução cognitiva e espiritual da humanidade.

O Homem atribui a ele significado para se conectar aos demais seres e à natureza. A Terra tem um som interno próprio que nem ouvimos.

Alguns animais são capazes de ouvir em frequências muito diferentes daquelas que os seres humanos ouvem, então sobrevivem e se comunicam por meio delas.

A música representa os sons organizados e têm a finalidade de fazer emergir a capacidade criativa do Homem. Ela é, por si, uma linguagem compreendida mundialmente.

As vibrações dos sons e das músicas são energias que falam à mente, ao coração e à alma. Pense sobre como as sensações sonoras, mesmo as mais ruidosas, representam a riqueza da vida no planeta! Também reflita sobre o silêncio absoluto. Talvez, ele só exista mesmo no vácuo! Usufrua a frequência 432 Hz para se transformar e evoluir!

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para colunistas@eusemfronteiras.com.br