Alimentação consciente Nutrição

Frutas para consumir durante o outono

Mix de frutas sobre um plano de fundo amarelo
Any Lane / Pexels
Escrito por Eu Sem Fronteiras

No mês de março ocorre uma data muito importante em nosso calendário: o equinócio de outono, que dá início a essa estação, conhecida, principalmente, pelas folhas secas que ficam espalhadas pelo chão e pela diminuição das chuvas de verão.

Mas nem só de folhas secas vive o outono, que é uma estação muito positiva para aqueles que amam comer frutas! Se você é um consumidor de frutas, já deve conhecer as frutas da estação, mas preparamos um guia com 7 frutas que você deveria incluir na sua dieta neste outono e também demos algumas dicas de como consumi-las no seu dia a dia.

Goiaba

Uma das frutas que mais fazem sucesso no outono é a tropicalíssima goiaba, que impressiona qualquer um por seu aroma e seu sabor bem forte. Mas, além desses predicados, a goiaba também chama atenção porque tem um elevado valor nutricional.

Essa fruta é rica em vitamina C, que é um antioxidante, e também ajuda a fortalecer a imunidade. O tipo vermelho de goiaba, para além da vitamina C, tem licopeno, que é não só o pigmento responsável pela coloração vermelha mas também um grande protetor celular contra radicais livres.

Goiaba repartida ao meio
Any Lane / pexels

Na hora de consumir a goiaba, as possibilidades são muitas! O mais simples é fazer um suco de goiaba, mas você pode incrementar a receita e fazer um suco de goiaba com limão, que é altamente antioxidante, ou optar por alternativas que podem ser consumidas ao longo do tempo, como compotas e geleias.

Caqui

O caqui também é rico em licopeno, daí sua coloração bastante vermelha, semelhante ao tomate. Além disso, o caqui também contém altas quantidades de vitaminas E e C, sendo também fonte de fibras que atuam na regulação e no perfeito funcionamento do intestino e do sistema digestivo como um todo.

Apesar de o consumo do caqui ser bastante benéfico, um grupo deve ficar atento: pessoas diabéticas, porque o índice glicêmico dessa fruta é alto, o que significa que o açúcar presente na composição dela entra na corrente sanguínea muito rapidamente, exigindo atenção daqueles que precisam pegar leve no consumo de açúcar.

Caqui in natura e em suco são as opções mais comuns para o consumo dessa fruta, mas é possível inovar bastante na hora de usá-la na cozinha, já que pode-se fazer bolos e mousses, por exemplo, com pouca ou nenhuma adição de açúcar, já que ela é naturalmente muito doce. Você sabia que dá até pra fazer molho de macarrão com caqui? Que tal ousar um pouco?

Uva

A uva tem entre seus nutrientes um composto muito benéfico, o resveratrol, que é um antioxidante que melhora o sistema cardiovascular e também retarda o envelhecimento.

Uva verde em uma parreira
Manuel Torres Garcia / Unsplash

Apesar de esse composto aparecer em menor quantidade em sucos, vinhos e outros produtivos que usam uva, ele aparece em maior quantidade quando consumimos uva de uma maneira pouco convencional, que é comendo também a casca, já que essa substância se encontra principalmente ali.

Como há muitas espécies diferentes de uva, você pode provar vários tipos até encontrar algum que ache delicioso! Ainda assim, se você não conseguir se acostumar a comer a fruta in natura, com casca e tudo, uma opção é fazer sucos e vitaminas batendo a fruta inteira.

Abacate

Antes considerado vilão por ser supostamente uma fruta gordurosa, o abacate teve seu papel reescrito recentemente, já que comprovou-se que ele é bastante benéfico para o coração. Como? Descobriu-se que a gordura presente em alta quantidade nessa fruta é do tipo monoinsaturado, que combate o mau colesterol e aumenta o colesterol bom.

Abacate repartido ao meio
ready made / Pexels

Além de ter um alto teor dessa gordura positiva para o organismo, o abacate também tem bastante ômega-3, que é um conjunto de ácidos graxos que têm efeito anti-inflamatório e é bastante benéfico para a saúde mental.

Duas boas maneiras de incluir o abacate na sua dieta são batendo vitaminas ou preparando aquela guacamole deliciosa para acompanhar um petisco num fim de tarde ou num fim de semana.

Açaí

No sul e no sudeste, ficaram bastante populares os pontos que vendem açaí cheio de xarope de guaraná e com acompanhamentos como leite em pó e leite condensado, mas a verdade é que essas sobremesas são bastante calóricas e escondem todos os nutrientes do açaí original, que é comercializado em polpa in natura ou congelada e pura.

Entre os nutrientes do açaí estão as vitaminas C, B1, B2, K, E, D e A, além de minerais como ferro, magnésio, cálcio e potássio. Outros nutrientes bastante benéficos são antioxidantes, aminoácidos e ômega-9.

Como é originária do Norte do Brasil, boas recomendações para o consumo do açaí podem ser aprendidas com os nortistas, que gostam de misturá-la a frutas como banana e morango, comendo essa mistura com uma colher ou batendo numa vitamina, ou, o que pode surpreender muita gente, consumindo com salgados como peixe e farinha de mandioca, que é um prato bastante tradicional na região Norte.

Coco

Até pouco tempo atrás, o coco era prontamente excluído de qualquer dieta que tivesse como objetivo emagrecer, já que essa fruta era conhecida por ter gordura em alta quantidade e, portanto, dificultar o processo de emagrecimento, mas esse mito foi desconstruído e hoje já sabemos que o tipo de gordura presente no coco é do tipo positivo, que faz bem ao coração e também dá aquela sensação de saciedade que evita fazermos um lanchinho fora de hora.

Homem segurando um coco aberto
Mike / Pexels

Além dos consumos tradicionais da água de coco ou do coco ralado, outras opções são comer o coco em lascas ou fazer chips depois de cortá-lo em fatias finas, duas ótimas opções para snacks.

Morango

Com sabor docinho, aroma agradável e leve e combinando com quase qualquer doce ou receita, o morango é quase uma unanimidade. É raro encontrar alguém que não goste de morango, né? Fruta que bomba no outono, o morango tem nutrientes que trazem ao nosso organismo muitos benefícios, como combate a inflamações e ao envelhecimento precoce, prevenção ao câncer e outras doenças celulares, além do fortalecimento da capacidade mental e do sistema cardiovascular.

Pouca gente sabe, mas o morango também é um grande aliado para aqueles que estão tentando perder peso, porque cada unidade de morango tem apenas cerca de 5 calorias.

Muita gente gosta de comer morangos puros, sem nenhum acompanhamento ou sem preparo, mas se você não é muito fã de consumir morangos assim, pode apostar em vitaminas, doces, como mousses e geleias, que são ótimas para o café da manhã.

Essas são apenas algumas das frutas que ficam em alta no outono e que, se foram incorporadas na sua rotina e na sua dieta, podem trazer inúmeros benefícios para a sua saúde. E aí, preparado para aproveitar a estação com as melhores frutas disponíveis nela?

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]