Autoconhecimento

Julgue menos, ame mais!

julgamento
Alessandra Sofia
Escrito por Alessandra Sofia
O dia amanhece e você pula da cama para cumprir com as suas atividades.

Antes de sair de casa, vai escolher uma roupa e tomar banho. Dá uma passada na frente do espelho. Provavelmente, é aí que sai o primeiro julgamento do dia, de você mesmo. Muito gordo, muito magro, muito peito, pouca bunda, envelheceu ou tem muitas sardas… A verdade é que poucos gostam do que veem, estamos sempre nos comparando, querendo ser um pouco mais o outro e menos nós mesmos.

Aqui apresento o Ego, nosso falso eu, aquele que julga, projetado pela nossa mente.

E ele não julga só a parte física, ele te faz acreditar que não é bom o bastante em muitas outras coisas, seja no trabalho, por não ter o carro do ano ou o último lançamento de celular, é dele que a mídia se aproveita.

Como se já não bastasse, ele faz você julgar os outros, ninguém é bom o bastante. Não te deixa aceitar o outro como é. Sabe aquelas senhoras que sentam na calçada em frente à praça da pequena cidade e vão comentando de todos que passam? A famosa fofoca? A cidade toda está perdida!

Bom, para falar a verdade, eu aqui também estou julgando as velhinhas, armadilhas do ego. Difícil, né?

O yoga ajuda a trabalhar este ego e procura reduzi-lo. Afinal, queremos expandir a consciência e entrar em contato com o nosso verdadeiro eu, a nossa essência.

É preciso se observar a todo o momento para saber quem está no comando, mente ou consciência.

Temos nosso dharma, nossa missão, quando o pedido vem do seu coração, da sua alma, é importante segui-lo. Mas quando o pedido vem do Ego, é vaidade, quer impressionar os outros, ser destaque.

Meu querido professor, Marcos Rojo, toda vez que alguém o agradecia pela mudança que o yoga fez em sua vida, ele respondia que não tinha a menor influência dele, que o mérito era da pessoa, afinal, ela se propôs a ir lá e praticar. Eu não entendia como ele não podia aceitar que foi ele quem passou tanto conhecimento e influenciou nessa mudança, hoje eu entendo, controle do Ego. O dharma dele é ser a ponte deste conhecimento e não receber os méritos por isso.

julgamento

O yoga que já tem mais de 5 mil anos, fala dessa vaidade, tema que achamos que é tão atual, na verdade, sempre existiu.

Entenda que ele não é contra a autoestima, se cuidar, isso está nos princípios básicos do yoga, os yamas e nyamas, que são formas de conviver com si mesmo e com o outro. Em “tapas”, você busca a disciplina que precisa para ser a sua melhor versão. Pratica “saucha”, que é limpeza e autocuidado. E então, “santosha”, que é o contentamento e a satisfação de ser quem você é, seja fisicamente, espiritualmente ou até mesmo nos papéis que você escolheu seguir em sua vida.

Autoestima é diferente de vaidade. 

Vaidade é quando queremos ser bonitos para os outros, autoestima é quando queremos ser belos para nós mesmos, e isso vem de dentro para fora!

Hari Om! 

Sobre o autor

Alessandra Sofia

Alessandra Sofia

Meu primeiro contato com o Yoga foi aos 20 anos, quando iniciei aulas no estilo Swasthya Yôga. Queria aprender umas posturas diferente e de quebra ficar mais calma, pois estudava Administração e trabalhava muito, estava sempre correndo. Fiz um tempo e parei, por questão financeira.

Aos 23 anos, logo após ter minha primeira filha, fui morar em Jundiaí, queria emagrecer o peso da gravidez e comecei a fazer personal trainer, mas não estava satisfeita.

Foi quando comecei a sentir que minha vida não caminhava para um lugar que fizesse sentido para mim. Resolvi voltar para o Yoga. Consegui uma professora que fosse em casa e me ensinasse enquanto minha pequena dormia. Ela ensinava Hatha Yoga,e me fez conhecer o outro lado do yoga.

Essa parte, abaixo da superfície, que pode mudar a sua vida e a forma como você lida com ela. Entendi que todos aqueles asanas(posturas) tem apenas um objetivo, preparar o seu corpo e a mente para a meditação. E então a meditação te propõe um sentimento de unidade, conecta você à sua espiritualidade. Pra mim, essa consciência me trouxe o sentido da vida, a felicidade.

Então, em 2015, iniciei minha Formação de Professora de Hatha Yoga pelo IEPY (Prof.Marcos Rojo) que possui dupla titulação com a Escola de Kaivalyadhama, na India, centro de excelência em pesquisa e estudos sobre yoga. Em paralelo realizei uma formação de Aerial Yoga, que trabalha anti gravidade através da suspensão do corpo.

Buscando mais auxilio nas práticas tratativas complementares ( holísticas) fiz cursos de Reiki, Meditação, Vedanta, Neurofisiologia da Meditação, Quiropraxia e me formei como Massoterapeuta em 2017.

Em 2017, fiz também um curso especifico de Yoga Asthanga Vinyasa, uma prática de yoga considera forte.

Desde o inicio de 2016 leciono Yoga regularmente, e iniciei recentemente em um projeto de Yoga no Leite, no Hospital Emílio Ribas (Centro de Infectologia).

Hoje, mas do que nunca acredito nos efeitos da prática realizada com regularidade. Não importa o que te faz estender o tapetinho, se é uma dor nas costas, o estresse, uma busca de auto conhecimento ou até por fins estéticos, a própria prática em si, aos poucos te mostra o seu potencial. E ela te surpreende…

“Pratique e tudo virá!” ( Pattabhi Jois)

E continuando este caminho das Terapias Integrativas estou iniciando a formação em Acupuntura também. Acredito que tanto a Medicina Oriental como a filosofia yogi cada dia mais está se aproximando e agregando a medicina atual. Para mim, este é o futuro para o trabalho de uma longevidade saudável!

Hari Om

Aulas particulares e em grupo
Contato: (11) 98399-4491 (WhatsApp)
Instagram: @alesofia_yogaterapia