Linguagem do Corpo Saúde Integral

Linguagem do Corpo: cólicas menstruais

Mulher deitada com suas mãos na barriga
Polina Zimmerman / Pexels
Escrito por Eu Sem Fronteiras

Cólica menstrual: expressão que causa medo nas mulheres! Você sofre com isso? Nós sabemos o quão doloroso é o momento em que esse tipo de cólica surge! Sempre antes um ciclo menstrual – ou mesmo durante ele –, a mulher tem alguns sintomas desconfortáveis que prejudicam significativamente sua qualidade de vida. E um dos mais temidos de todos é a famosa cólica!

Ela consiste basicamente na dor da região pélvica, que é consequência da contração do útero, que tem como objetivo eliminar, por meio de um sangramento, a camada interna que foi desenvolvida durante o período de praticamente um mês para fecundar o óvulo.

A cólica menstrual é sentida em intensidades diferentes entre as mulheres – algumas sofrem muito com essa dor, enquanto outras às vezes nem a sentem. Porém existem casos em que se indica consulta com um médico especialista. Mas, além desses fatores físicos que causam a cólica, você sabia que atitudes rotineiras e sua vida emocional podem interferir no funcionamento do seu organismo e também causar esse problema?

Em seu livro “Linguagem do Corpo: a Cura pelo Amor”, a psicóloga Cristina Cairo relata que a dor sentida pela mulher antes ou no decorrer do início do ciclo menstrual representa diretamente o seu estado emocional mais duro. Nesse caso, a cólica surge no momento em que a mulher precisa tomar a frente de responsabilidades mais pesadas ou tarefas que comumente são incumbidas a um homem. Ela ainda ressalta que, quando uma mulher assume a posição de controle de forma possessiva, a cólica também pode se fazer presente.

Como Yin representa a feminilidade, a cólica menstrual é um tipo de distúrbio que está localizado nessa área. E quando a mulher vive em constante preocupação ou lida com questões estressantes diariamente, que fazem com que ela se afaste um pouco da sua natureza, indo contra a todos os aspectos de Yin, ela sofre com cólicas menstruais. Ou seja, se você sente essas dores sempre quando fica ou vai ficar menstruada, saiba que o seu lado emocional pode estar afetando seu organismo.

Por que sentimos cólica menstrual?

Fisiologicamente falando, a mulher sente cólica menstrual pelo processo do útero de liberação do óvulo não fecundado. Já por aspectos emocionais, como relata Cristina Cairo em seu livro, podemos entender que essa dor é causada pelo desequilíbrio e alterações entre as forças de Ying e Yang. Como já falamos aqui, preocupações excessivas ou qualquer outro tipo de relação conturbada com um homem podem ser fatores que desencadeiam a cólica.

Por outro ponto de vista, toda mulher que sente dor ou sofre com algo relacionado ao seu útero tem algum problema expressivo com os homens. É como se houvesse alguma mágoa existente no subconsciente, que “grita” em determinados períodos do mês. O útero é um órgão que ressalta a feminilidade da mulher e, quando é acometido por alguma sensação desconfortável, é porque há alguma situação antiga ou atual que necessita ser compreendida de forma mais clara e tranquila.

Formas caseiras de aliviar a cólica menstrual

Como a cólica menstrual costuma ser uma dor que pode ser tratada em casa, nós lhe daremos algumas dicas simples para aliviar esse sintoma tão incômodo, que pode afetar sua qualidade de vida. Confira:

Mulher segurando uma rosa em frente a sua barriga.
cottonbro / Pexels

Compressa quente

Fazer compressa de água quente é uma das formas mais famosas de aliviar a dor causada pela cólica menstrual. O calor age como um vasodilatador, que ativa e melhora o fluxo do sangue, fazendo com que nosso organismo libere endorfina – substância que proporciona prazer e diminui dores. Você pode molhar um pano com água quente, utilizar bolsas em gel próprias para isso ou deixar a água do chuveiro escorrer pelo seu abdome, para que as dores diminuam.

Cuide da sua alimentação

Durante o período em que as cólicas menstruais surgem, evite comer alimentos gordurosos e que contenham muito sódio, mas beba leite! O leite é rico em cálcio, que evita que as fibras musculares fiquem “agitadas” e causem dor.

Pratique exercícios físicos

Mulheres sedentárias tendem a ter mais cólicas menstruais do que as que têm uma vida mais ativa. Atividades físicas liberam substâncias de prazer, diminuindo as dores causadas pelo ciclo menstrual. O ideal é que você faça no mínimo 130 minutos de atividades físicas regulares por semana.

Diminua o consumo de doces

O consumo de doces durante o período menstrual promove retenção de líquido e inchaço, favorecendo o surgimento de cólicas. Por isso, manter uma alimentação equilibrada é essencial. Dê preferência aos legumes, frutas, verduras e proteínas leves, como peixe e frango.

Escalda-pés

Para aliviar a cólica, escalde os seus pés em água quase quente – aqui o calor age do mesmo modo que na compressa. Se você preferir, utilize óleo essencial de camomila, que tem efeito relaxante. É importante lembrar que os seus pés devem ficar dentro de um recipiente que possibilite que ambos fiquem submersos, de preferência até o tornozelo.

Chás que aliviam cólicas menstruais

Os chás são os remédios mais naturais que você poderá encontrar! Muitas plantas são ricas em propriedades que agem no nosso organismo de forma que os alívios das dores da cólica são sentidos em poucos minutos! Confira as melhores receitas.

Xícara cheia de chá com uma rodela de limão. Há também uma colher no líquido.
Lisa / Pexels

Chá de camomila ou erva-doce

A camomila e a erva-doce têm ação analgésica, anti-inflamatória, antiespasmódica e relaxante, o que pode aliviar consideravelmente a dor da cólica. Para 250 ml de água, adicione uma colher (de sopa) de uma dessas duas plantas ou use aqueles chás em saquinho mesmo. Beba ainda quente.

Chá de gengibre e valeriana

Esse chá é uma mistura da ação anti-inflamatória do gengibre com o efeito calmante da valeriana, proporcionando assim o alívio da cólica menstrual. Nesta receita, você precisará de dois pedaços pequenos de gengibre, uma colher (de chá) de raiz de valeriana e 300 ml de água em estado de fervura. Deixe os ingredientes em infusão por 10 minutos, coe e beba morno, no máximo três vezes ao dia.

Chá de orégano

O chá de orégano é famoso por ajudar a regular o ciclo menstrual e por aliviar as cólicas desse período. Para o preparo, você irá precisar de 300 ml de água fervente e uma colher (de chá) de orégano (seco ou fresco). Deixe em infusão por 10 minutos, coe e beba morno uma vez ao dia.

Há mais uma forma de aliviar essas dores: resolva suas questões emocionais. Reflita sobre o seu posicionamento diante das situações que lhe causam desconforto – e principalmente sobre o que está acontecendo na sua rotina, para que essa mudança seja efetiva. Retorne à posição que te deixa confortável e cuide das suas emoções.

A cólica menstrual é comum antes ou no transcorrer da menstruação, e agora você já conhece algumas dicas caseiras para tratá-la. Mas se os sintomas persistirem, procure um médico.

Texto baseado no livro de Cristina Cairo:
Linguagem do Corpo 3 – A cura pelo amor

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para colunistas@eusemfronteiras.com.br