Saúde da Mulher Saúde Integral

Sintomas de endometriose que não podem ser ignorados

endometriose
Eu Sem Fronteiras
Escrito por Eu Sem Fronteiras
A maioria das mulheres convive com períodos menstruais intensos, com muitas cólicas dolorosas. Mas para 10% das mulheres em idade fértil esses sintomas simples podem significar outra coisa: endometriose.

endometrioseA endometriose é uma condição na qual o tecido do endométrio se solta e se desloca para fora do útero, indo para outros órgãos naquela região do corpo, como as trompas de Falópio.

Todos os meses, durante o ciclo menstrual, acontece inflamação e inchaço. A endometriose pode ser descrita como uma cena de guerra no corpo da mulher. Caso não seja tratada da maneira certa, não haverá melhora durante a vida reprodutiva da mulher.

O problema é que muitos diagnósticos confundem a endometriose com outras condições, como inflamação pélvica ou até com a TPM.

Algumas mulheres têm sintomas intensos que indicam a endometriose, no entanto algumas não manifestam nenhum tipo de sintoma. Por isso, é essencial estar atenta aos sinais que o seu corpo dá.

Sintoma 1: Ciclos doloridos

Aquelas cólicas que sempre vêm intensas e que não passam, independentemente do que se faça, podem apontar um sinal de alerta.

Normalmente, o incômodo abdominal começa alguns dias antes da menstruação e dura até os primeiros dias de sangramento.

Note quando as suas dores começam e quando terminam. Preste atenção também se a cólica está atrapalhando a sua rotina, te impedimento de trabalhar etc.

Sintoma 2: Sangramentos intensos

Além das dores, a endometriose também pode trazer excesso de sangramento. Fique atenta se você precisa trocar muitas vezes de absorvente; se você usa o método do copinho, por exemplo, quantas vezes você o preenche durante o dia. Outro sintoma é a presença de coágulos de sangue intensos.

Sintoma 3: Períodos longos

Fique atenta a quantos dias você costuma estar menstruada. O aceitável é um período de até 6 dias. Quando se tem endometriose, o sangramento chega a ultrapassar 7 dias.

Sintoma 4: Sexo dolorido

O tecido do endométrio que se soltou pode acabar dificultando a flexibilidade dos órgãos necessária para a atividade sexual prazerosa. Os relatos indicam que sexo logo após a menstruação são mais doloridos. Para outras, o sexo acaba sendo sempre dolorido; nesse caso, são relatos de pacientes mais maduras.

endometriose

Sintoma 5: Dor ao urinar e movimentos intestinais dolorosos

O tecido do endométrio pode se aderir ao intestino, tornando difícil a tarefa de “ir ao banheiro”. Esse sintoma varia de paciente para paciente e pode incluir: constipação, diarreia, cólicas intestinais, náusea e sangramento no reto.

Sintoma 6: Náusea e fadiga

Imagine a pior TPM que você já sentiu. Certamente houve alguns dias em que você se sentiu mais cansada que o normal, um pouco enjoada e dolorida? Agora multiplique essa sensação. É assim que as mulheres que sofrem com a endometriose se sentem antes de menstruar. Existe um quadro persistente de vômitos, náusea e exaustão. Fique atenta se esses sintomas se repetem todos os meses e com muita intensidade.

Sintoma 7: Infertilidade

Aproximadamente de 30 a 40% das mulheres com endometriose são inférteis. Inclusive, muitas mulheres só descobrem que têm endometriose quando procuram tratamento para o quadro da infertilidade.

Uma maneira simples de conhecer os sinais do seu corpo é fazer o acompanhamento diário a partir de aplicativos para celular. Existem vários e você pode escolher um que se adequar melhor às suas necessidades e dúvidas.

Além da observação diária e de se conhecer melhor, é essencial consultar um ginecologista a cada seis ou doze meses, ou procurá-lo sempre que algo parecer errado. O diagnóstico precoce é a melhor forma de prevenir complicações.


Escrito por Gabrielle Carreira da Equipe Eu Sem Fronteiras.

Sobre o autor

Eu Sem Fronteiras

Eu Sem Fronteiras

O Eu Sem Fronteiras conta com uma equipe de jornalistas e profissionais de comunicação empenhados em trazer sempre informações atualizadas. Aqui você não encontrará textos copiados de outros sites. Nossa proposta é a de propagar o bem sempre, respeitando os direitos alheios.

"O que a gente não quer para nós, não desejamos aos outros"

Sejam Bem-vindos!

Torne-se também um colunista. Envie um e-mail para [email protected]